Pelourinho de Ponte da Barca

IPA.00002230
Portugal, Viana do Castelo, Ponte da Barca, União das freguesias de Ponte da Barca, Vila Nova de Muía e Paço Vedro de Magalhães
 
Arquitectura político-administrativa e judicial, quinhentista. Pelourinho de pinha piramidal embolada, com soco quadrangular de quatro degraus, fuste cilíndrico e capitel esférico com elementos heráldicos, sobre o qual surge o remate em pináculo piramidal e esfera. O seu remate é posterior e estabelece a transição entre o maneirismo e o barroco e possui uma mistura de característica, rematando em bola e, sobre esta, o tipo de pinha piramidal. Os elementos heráldicos, as armas de Portugal e a cruz de Cristo, aludem a D. Manuel.
Número IPA Antigo: PT011606160005
 
Registo visualizado 489 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição senhorial  Tipo pinha

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco quadrangular, de quatro degraus escalonados, sobre o qual assenta plinto e toro e coluna cilíndrica, partida sensivelmente a meio, e rematada por bola gravada, alternadamente, com as armas de Portugal e Cruz da Ordem de Cristo, plinto paralelepípedo moldurado e cone também moldurado terminado em bola.

Acessos

EN. 101, Largo dos Poetas, Rua Maria Lopes da Costa. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,808703; long.: -8,420536

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Urbano, isolado, implantação harmónica, num largo calcetado a seixo rolado e guias de granito formando quadrícula, num plano rebaixado à Ponte sobre o rio Lima (v. PT011606160004), que lhe fica sobranceira, e enquadrado por floreiras de ferro. Implanta-se junto ao Jardim dos Poetas e do antigo mercado, construído em 1752 (v. PT011606160039).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia Local, Artº 3º, Dec. 23 122 de 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16 / 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 15 - João de Magalhães é o primeiro senhor de Ponte da Barca; 1513, 24 Outubro - D. Manuel concede foral a Ponte da Barca, na consequência do qual, muito possivelmente, se construiu o pelourinho que, inicialmente se situaria no Largo da Misericórdia; séc. 17, fins / 18, início - sofreu alterações, substituíndo-se o antigo remate; 1706 - povoação com 250 vizinhos, com juiz ordinário, 3 vereadores, procurador, escrivão da câmara, almotacé, distribuidor, inquiridor, contador, juiz dos órfãos, escrivão, todos nomeados pelo rei; tem tribunal de alfândega, transferido do Lindoso; 1758 - segundo as Memórias Paroquiais, a freguesia era da comarca de Viana e o povo da vila constava de 206 fogos e 682 almas; a câmara era presidida por um juiz de fora; séc. 20, início - deslocado para o local actual.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito; restos de ferro no orifício onde se fixavam os ferros de sugeição.

Bibliografia

AURORA, Conde d', Roteiro da Ribeira Lima, Porto, 1959; CAPELA, José Viriato, As freguesias do distrito de Viana do Castelo nas Memórias Paroquiais de 1758, Braga, Casa Museu de Monção / Universidade do Minho, 2005; CARDOSO, Nuno Catarino, Pelourinhos do Minho e Douro, Lisboa, 1935; CHAVES, Luís, Pelourinhos do distrito de Viana do Castelo, Lisboa, s.d.; Comissão de Planeamento da região Norte, Inventário Artístico da Região Norte-II, série Estudos regionais, nº 3, Ponte da Barca, 1973; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza, vol. I, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1706; Guia de Portugal, vol. 4, Lisboa, 1965; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viana do Castelo, Viseu, 2001.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login