Chafariz de Palhais

IPA.00002225
Portugal, Santarém, Santarém, União de Freguesias da cidade de Santarém
 
Chafariz de espaldar seiscentista, com elmentos decorativos da transição do barroco para o rococó - volutas, conchas e concheados, plumas, cartelas assimétricas, urnas e fogaréus, revelando uma reforma do mesmo.
Número IPA Antigo: PT031416190029
 
Registo visualizado 188 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Hidráulica de elevação, extração e distribuição  Chafariz / Fonte  Chafariz / Fonte  Tipo espaldar

Descrição

Espaldar vertical e rectilíneo, enquadrado por pilastras toscanas rematadas por urnas com fitas, definindo três panos, os laterais lisos, o central, flanqueado por aletas enquadrando duplas pilastras toscanas intercaladas por carrancas de faunos sobrepujadas por pirâmides, de cuja boca jorra a água para dois tanques quadrados; no eixo central um nicho vazio decorado com conchas, plumas e enrolamentos; um entablamento em ressalto remata este corpo, servindo de base a um frontão com aletas e urnas flamejantes, coroado pelo escudo bipartido de Santarém: um castelo ladeando o escudo nacional. Em frente ao corpo central do espaldar um patamar com quatro degraus nas faces laterais e gradeamento na parte fronteira; um tanque de mergulho abaixo do gradeamento, de acesso vedado por pilares monolíticos.

Acessos

Largo de Palhais, Ribeira de Santarém

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 95/78, DR, 1.ª série, n.º 210 de 12 setembro 1978

Enquadramento

Rural, planície. Adossado a um muro de quintal e lateralmente a um edifício de 2 andares arruinado, com arcadas entaipadas no piso térreo, o chafariz ergue-se fronteiro a um largo no final da R. de Palhais, numa das saídas da povoação da Ribeira. No seu alinhamento a ponte de Alcource.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Hidráulica: chafariz

Utilização Actual

Hidráulica: chafariz

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1687, 08 Agosto - João Pereira Negrão, procurador do Concelho, diz que os assentos deviam ser retirados do Chafariz, pois neles se instalam os ociosos, molestando quem a ele vai; o pedreiro Manuel Dias diz ser impossível tirar os assentos, sem colocar em perigo as colunas que sustentavam a cobertura da estrutura; 13 Agosto - demolição do Chafariz e construção de uma nova estrutura *1; 28 Agosto - ordem para desmanchar uma escada que acedia à muralha junto à Praça da Ribeira, para se aproveitar pedra para a nova obra; séc. 18, 2.ª metade - reforma do remate; 1870, cerca - o chafariz foi apreciado como fonte para o abastecimento moderno de água à cidade (CUSTÓDIO, 1996).

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes autónomas.

Materiais

Alvenaria de pedra rebocada e caiada, cantaria, ferro.

Bibliografia

BRAZ, José Campos, Santarém raízes e memórias - páginas da minha agenda, Santarém, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, 2000; CUSTÓDIO, Jorge, Candidatura de Santarém a Património Mundial (texto policopiado), Santarém, 1996; MENDES, Octávio da Silva Paes, Santarém Monumental, 1988; SARMENTO, Zeferino, História e Monumentos de Santarém, Santarém, 1993; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal-Distrito de Santarém, vol. III, Lisboa, 1949; SERRÃO, Vítor, Santarém, Lisboa, 1990.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

O chafariz fazia parte de um conjunto arquitectónico na entrada de Palhais, que incluía a igreja de Santa Maria de Palhais, uma albergaria e um hospital, de que resta ainda um edifício em ruínas, do seu lado esquerdo e a porta de Palhais com o seu torreão de 16m. A porta era uma das entradas na vila para quem circulava na estrada coimbrã ou real.

Autor e Data

Rosário Gordalina 1992 / Isabel Mendonça 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login