Igreja Paroquial de Rebordões / Igreja de São Salvador

IPA.00002165
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Rebordões (Souto)
 
Arquitectura religiosa, românica e barroca. Igreja românica alterada no período barroco. Do estilo românico existem algumas reminiscências na forma de sustentar a cornija, subsistindo apenas um modilhão primitivo com cara, no cunhal SE. da capela-mor, e no esquema de abertura de vãos e fenestração de metade da nave. No séc. 18 adulterou-se a planimetria, prolongando a capela-mor e redecorou-se-a no estilo barroco, visivel no frontespício e a decoração interior. Os retábulos da capela-mor e da capela do Sagrado Coração de Jesus são do estilo Nacional e os 2 laterais são Joaninos. O púlpito, as pinturas dos caixotões do tecto, azulejos de padrão e os estuques da capela-mor são Neoclássicos, tal como era o retábulo de talha na capela lateral do Evangelho, desmontado em data incerta. Nestas capelas laterais existem apenas vestígios de pintura sobre a cantaria e os ornatos da do lado da Epístola são do mesmo tipo das do tecto.
Número IPA Antigo: PT011607470013
 
Registo visualizado 245 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, composta por nave única, capela-mor rectangular profunda, tendo adossada transversalmente a S. 2 corpos rectangulares sendo um deles uma capela lateral e outro a sacristia. Volumes articulados com coberturas diferenciadas a 2 águas. Frontespício ladeado por pilastras e coroado por frontão triangular com pináculos nos cunhais; portal de verga recta e frontão interrompido encimado por óculo quadrilobado interrompendo a cornija inferior. A S., torre sineira recuada, quadrangular e rematada por merlões chanfrados. Fachadas laterais da nave com portal de arco quebrado simples, estando o S. interiormente entaipado, fresta e porta de verga recta encimada por janela. Cornija assente sobre modilhões chanfrados. Capela-mor, sacristia e capela revestida a reboco. Interior com coro-alto, 2 capelas colaterais de arco pleno com intradorso, pintado com motivos florais, 2 capelas laterais postas de ângulo com retábulos de talha dourada e púlpito quadrado no lado do Evangelho; tecto de masseira em caixotões pintados com motivos florais. No lado da Epístola, arco pleno sobre pilastras dá acesso a capela dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, com abóbada de berço, em cantaria, e altar de talha dourada. Lateralmente brasão e cartela, em madeira, com inscrição referente à sua fundação *1. Arco triunfal de cantaria. Capela-mor com lambril de azulejos de padrão e trabalhos de estuque; cobertura curva de madeira, pintada com medalhões dos 4 Evangelistas e um central com Jesus. Retábulo de talha com 2 nichos, ladeados por 2 colunas salomónicas enquadrando trono.

Acessos

Rebordões (Souto)

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 47 508, DG, 1.ª série, n.º 20 de 24 janeiro 1967

Enquadramento

Urbano, isolado, implantação harmónica. Ergue-se junto à estrada em amplo átrio calcetado, precedido por cruzeiro datado de 1642 e cemitério; tem nas proximidades casas de habitação. Encosta à parede testeira da capela-mor uma "alminha".

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Viana do Castelo)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 13 (conjectural) / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1255 - data de inscrição, indicando talvez a fundação da igreja (Referido no manuscrito de 1858 assinado pelo Abade João Anes); séc. 18, - profundamente alterada; 1716 / 1717 - retábulo da capela-mor; 1724 - tribuna e sacrário; fundação da capela do Senhor dos Passos; 1740 - concluído o primeiro retábulo lateral dedicado a Nossa Senhora do Rosário; logo depois se fazia o de São Sebastião; 1746 - data da inscrição da capela do Senhor dos Passos; 1751 - visitador ordena o alargamento das frestas da capela-mor e manda fazer 2 janelas da nave; refere-se já a abóbada de pedra na capela lateral; 1934 - substituição da antiga sineira pela actual torre sineira; desmembramento do retábulo colateral do lado da Epístola em data incerta.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes em cantaria com aparelho "vittatum" e alvenaria rebocada.

Materiais

Granito, talha, azulejos, pinturas, madeira; pavimento de madeira e cobertura de telha.

Bibliografia

REIS, António P. de Matos dos, Itenerários de Ponte de Lima, Ponte de Lima, 1973; ALVES, Lourenço, Arquitectura Religiosa do Alto Minho, Viana do castelo, 1987.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1934 - construção do actual campanário, substituindo a antiga sineira; 1980 - reparação da instalação eléctrica; 1989 - desinfestação do altar da nave.

Observações

*1 "ESTA CAPELA MANDARÃO FAZER E DOTARÃO FILIPE MENDES DE SANTIAGO E SUA MULHER FRANCISCA GOMES PADROEYROS E ADMINISTRADORES 1746". Existem ainda vários silhares siglados, e uma inscrição, na fachada N.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login