Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Arez / Capela da Misericórdia de Arez

IPA.00021074
Portugal, Portalegre, Nisa, União das freguesias de Arez e Amieira do Tejo
 
Arquitectura religiosa, renascentista, maneirista, vernacular e neoclássica. Igreja de Misericórdia de nave única com cobertura em madeira, típica da região, e capela-mor com abóboda de caixotões; portal renascentista e retábulo-mor de tipologia maneirista. Altares colaterais de pintura mural fingindo composições retabulares, setecentistas.
Número IPA Antigo: PT041212030015
 
Registo visualizado 647 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja de Confraria / Irmandade  Misericórdia

Descrição

Planta longitudinal, escalonada, composta por nave, capela-mor, sacristia e dependências anexas adossadas a S.. Volumes escalonados, massas dispostas na horizontal. Cobertura diferenciada em telhados de duas águas. Fachada principal orientada, de dois panos, prolongando-se o da direita pelo volume da dependência anexa, integrada na fachada pelo prolongamento da aba do telhado e pela caiação; embasamento pintado envolvente; o pano esquerdo é rasgado por portal em arco de volta perfeita, de aduelas em almofada, assente sobre capitéis; entablamento em granito tendo nas enjuntas mascarões com dois animais fantásticos e na arquitrave, sobre a chave, busto humano; acesso por degrau; sobre o portal janela de verga recta de granito; remate em empena truncada por sineira pétrea; no pano direito rasga-se porta de verga recta com moldura de pedra. Fachada S. de 2 panos, o primeiro rasgado por duas janelas com molduras pétreas, gradeadas, e o segundo por uma janela e porta com molduras pintadas; remate em beirado. Fachada N. de dois panos, o primeiro rasgado por pequena janela quadrangular e o segundo, recuado, cego; remates em beirado. Fachada E. adossada. Embasamento envolvente e molduras não pétreos pintados a cor cinza. INTERIOR: desnível exterior-interior. Coro-alto em madeira, assente sobre ripado e trave onde assenta a balaustrada de madeira sobre delgados suportes de ferro; acesso por escada de madeira de 2 lances, do lado da Epístola. Cobertura da nave e coro-alto de duas vertentes, em madeira de castanho, sob vigas e barrotes. Do lado da Epístola pequena pia baptismal caiada. Do lado do Evangelho púlpito de granito caiado, assente sobre colunelo, tendo na caixa circular a inscrição: "1618 / este pº / foi ftº DE DVASAO"; acesso por escada de alvenaria caiada cujos degraus apresentam o tardoz decorado por roseta também caiada. Sobre o púlpito janela rasgada na espessura do muro. Pavimento da nave em placa de cimento. Arco triunfal de cantaria aparelhada, em arco de volta perfeita sobre pilares toscanos. Altares colaterais em pintura mural em trompe l’oeil figurando duas composições retabulares sobrepostas; mesas de altar de pedra calcária relevadas e caiadas; sobre elas, do lado do Evangelho imagem de Santo António e do lado da Epístola Cristo na cruz. Capela-mor profunda, com cobertura abobadada de caixotões em alvenaria rebocada e caiada sobre sanca envolvente; molduras dos caixotões e sanca pintados a cor cinza; pavimento em cimento; dois degraus de granito de acesso ao altar-mor com pavimento de tijoleira; do lado da Epístola rasga-se porta de acesso à Sacristia e janela em capialço; alçado do lado do Evangelho cego; retábulo-mor em madeira pintada constituído por duas colunas compósitas suportando entablamento enquadrando pintura sobre tábua com a figuração de Jerusalém; sobre o entablamento frontão curvo facetado tendo no tímpano painel em tábua pintada com os símbolos da Paixão; o 1º terço das colunas e a arquitrave do entablamento são decorados com querubins em talha pintada; ao centro do retábulo a imagem de Cristo na Cruz; sacrário em madeira dourada e policromada; mesa de altar em pedra calcária pintada. SACRISTIA: de planta trapezoidal, com uma pequena janela rectangular a S., e porta de comunicação para divisão contígua; cobertura plana de estuque; pavimento de cerâmica. A O. dois compartimentos utilitários com cobertura plana em madeira de castanho.

Acessos

Rua Cinco de Outubro, Rua São João de Deus, Rua Alexandre Herculano, n.º 8. WGS84 (graus decimais) lat.: 39,484543; long.: -7,725895

Protecção

Categoria: MIM - Monumento de Interesse Municipal, Edital n.º 720/2017, DR, 2.ª série, n.º 183, de 21 setembro 2017

Enquadramento

Urbano, meia encosta, harmónico, adossado a E.. Pequeno adro calcetado e passeio calcetado ladeando a fachada S..

Descrição Complementar

PINTURA MURAL: nos altares colaterais: superiormente fragmento de composição retabular figurando, sobre fundo vermelho, frontão triangular tendo no tímpano o delta luminoso e no vértice o símbolo do Ave Maria; o do lado da Epístola apresenta ainda a figuração de capitéis decorados por volutas douradas sobre os quais assenta o frontão; a esta composição sobrepõe-se parcialmente uma outra figurando colunas (das quais resta apenas a figuração parcial dos fustes) de capitéis compósitos sobrepostos de capitéis ostentando cruz grega, suportando frontão curvo de volutas enroladas para dentro e tendo no tímpano, do lado do Evangelho, o símbolo da Santíssima Trindade e, do lado da Epístola, pequeno brasão; a composição enquadra, em fundo azul claro, moldura linear a cor vermelha e ao centro vestígios do que parece a figuração, a cor vermelha, do perfil de nicho em arco de volta perfeita.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja de confraria / irmandade

Utilização Actual

Funerária: capela mortuária

Propriedade

Privada: Misericórdia

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1618 - provável construção da igreja segundo inscrição no púlpito; séc. 18, segunda metade - obras de renovação estética e provável execução das pinturas murais nos altares colaterais; séc. 20, terceiro quartel - desafectação do centro de saúde que funcionava nas dependências da igreja e adaptação desta a capela mortuária; 2017, 03 março - pedido de parecer da Câmara Municipal de Nisa sobre a eventual classificação como Interesse Municipal; 28 março - parecer favorável da Direção Regional de Cultura do Alentejo; 15 maio - publicação da abertura do procedimento de classificação da Capela da Misericórdia de Arez, em Anúncio n.º 5252/2017, DR 2.ª série, n.º 91/2017; 19 julho - Deliberação da Câmara Municipal de Nisa, a aprovar a classificação como Monumento de Interesse Municipal.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes (nave) estrutura mista (capela-mor).

Materiais

Alvenaria rebocada; cobertura de telha e madeira; granito nas molduras dos vãos, arcos e pavimento; ferro nas estruturas de suporte do coro-alto; placa de cimento, cerâmica e tijoleira nos pavimentos.

Bibliografia

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

SCMA: séc. 20, terceiro quartel - obras de adaptação a capela mortuária; 1998 / 1999 - restauro da cobertura da capela-mor.

Observações

Autor e Data

Helena Mantas e Susana Gonçalves 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login