Sanatório D. Manuel II / Hospital de Vila Nova de Gaia

IPA.00021040
Portugal, Porto, Vila Nova de Gaia, União das freguesias de Mafamude e Vilar do Paraíso
 
Arquitetura de saúde e assistencial, do sec. 20.
Número IPA Antigo: PT011317100132
 
Registo visualizado 2049 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Saúde  Hospital  Sanatório  

Descrição

Acessos

Rua Conceição Fernandes

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Saúde: sanatório

Utilização Actual

Saúde: hospital

Propriedade

Pública: Estatal

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Rogério de Azevedo; Vasco Regaleira

Cronologia

1908 - Criação, por ordem da Rainha D. Amélia, de um Hospital de Repouso em Vila Nova de Gaia, ao qual deu o nome de D. Manuel II; 1933, 21 Abril - Dr. Tiago de Almeida, médico representante da Assistência Nacional aos Tuberculoso, assinou a escritura de compra a D. Amália Henriqueta de Viterbo de Castro Lima, de uma área de terreno com cerca de 50000 m2; 1 Maio - lançamento da primeira pedra; 1934, 25 Abril - início das obras de construção; 1945 - rainha D. Amélia, de visita ao país, doa 500 contos à obra de construção do pavilhão de crianças; 1947 - conclusão da construção do pavilhão principal, tendo sido admitidos os primeiros 30 doentes; 1949, 11 Junho - inauguração oficial do estabelecimento com a conclusão dos pavilhões masculino e feminino, com anexo infantil; 1961 / 1962 - construção do Pavilhão de Sangue, na cerca do Sanatório; 1962 - construção de uma nova unidade sanatorial anexa ao Sanatório D. Manuel ll, com capacidade para 500 doentes; 1977 - Decreto-Lei nº 20/77 cria o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia, que passou a agregar várias unidades de saúde da região (Sanatório Marítimo do Norte, Hospital Eduardo Santos Silva e Hospital Distrital de Gaia).

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Bibliografia

Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1952, Lisboa, 1953; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no ano de 1956, Lisboa, 1957; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério nos anos de 1957 e 1958, 1º Volume, Lisboa, 1959; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério nos Anos de 1959, 1º Volume, Lisboa, 1960; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no Ano de 1961, 1º Vol., Lisboa, 1962; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no Ano de 1962, 1º Vol., Lisboa, 1963; António Ramalho de Almeida, Sanatório D. Manuel II: alguns contributos para a sua história, 1998.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

DGEMN: 1956 - Trabalhos de conservação periódica, pelos Serviços de Construção e Conservação; 1957 - obras de conservação, pelos Serviços de Construção e Conservação; 1959 - diversas obras; 1961 - construção de pocilgas, galinheiros e nitreiras; conclusão das obras de conservação; 1962 - execução das 1ª e 2ª fases correspondentes a um bloco de internamento para 250 camas e à zona dos serviços centrais; inicio das obras de adaptação do Serviço Clínico do sanatório, para a instalação de Raios X e adaptação dos Serviços de Broncologia.

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Patrícia Costa 2004

Actualização

Sofia Diniz (Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design (CIAUD-FA/UTL)) 2012
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login