Anta da Foz do Rio Frio / Casa dos Mouros

IPA.00002065
Portugal, Santarém, Mação, Ortiga
 
Anta.
Número IPA Antigo: PT021413070006
 
Registo visualizado 610 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Funerário  Anta    

Descrição

Dólmen constítuido por seis esteios de granito de forma rectangular muito irregular e aguçados nas pontas, algumas das quais já partidas; chapéu caído por terra, partido. Corredor delimitado por blocos de granito rectangulares, cravados na vertical; ao redor, num raio de 3 - 4 m. espalham-se pedregulhos de granito de formas e dimensões variáveis, pertencentes à mamoa que é do tipo "cairn".

Acessos

EN. 3 - 12, a poucos Km. a S. de Mação

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Decreto n.º 129/77, DR, 1.ª série, n.º 226 de 29 setembro 1977

Enquadramento

No alto de um planalto sobranceiro ao rio Tejo, em terreno coberto de vegetação rasteira, alguns arbustos e oliveiras.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Funerária: anta

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Megalítico

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

3200 a.C. - construção da anta; 1700 a.C. - o local deixa de ser ocupado.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

SERRANO, Francisco Elementos Históricos e Etnográficos de Mação, Ferreira do Zezere, 1935; RODRIGUES, Calado, Subsídios para a História do Concelho de Mação e da Região: Hipóteses sobre História e pré-história in O Concelho do Mação, 1941; PEREIRA, Maria Amélia Horta, Monumentos Históricos do Concelho do Mação, Mação, 1970; ANÓNIMO, Anta de Rio Frio (Mação) in Boletim da Adepra, nº 5, Dezembro 1982; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/70904 [consultado em 28 dezembro 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1982 - a anta foi escavada por jovens da OTL, sob a direcção de Amélia Horta Pereira e com o apoio da Câmara Municipal de Mação; o espólio foi depositado no Museu Dr. Calado Rodrigues e permitiu estabelecer a duração de utilização do dólmen, com a descoberta de um punhal em cobre.

Observações

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login