Avenida dos Aliados, Praça da Liberdade e Praça do General Humberto Delgado

IPA.00020305
Portugal, Porto, Porto, União das freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória
 
Componente urbano. Eixo viário e espaço urbano de confluência, Avenida e praça. Arquitectura residencial, financeira e comercial, do inicio do séc. 20. Espaço urbano de influência Beaux-arts. Conjunto de edifícios monumentais de grande unidade arquitectónica, constituindo no seu todo uma frente de fachadas harmoniosas, elegantemente decoradas. Muitos dos edifícios são coroados de lanternins, cúpulas e coruchéus. Conjunto de grande valor arquitectónico e urbanístico, constituindo um dos mais importantes projectos urbanísticos da primeira metade do séc. 20, marcado com notável coerência pela linguagem ecléctica de influência Beaux Arts, quer ao nível do desenho geral, quer ao nível dos edifícios, mantendo até hoje a sua integridade e autenticidade.
Número IPA Antigo: PT011312120287
 
Registo visualizado 4871 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Elemento urbano  Eixo viário  Avenida    

Descrição

Conjunto urbano com início na Praça da liberdade, a S:, e remate na Praça General Humberto delgado a N., com várias ligações transversais, como a Rua dos Clérigos, a Rua do Dr. Magalhães Bastos, a Rua Elísio de Melo e a Rua de Ramalho Ortigão, a O., e Rua de Sampaio Bruno, Rua Dr. Magalhães Lemos e Rua de Guilherme da Costa Carvalho a E., definindo quarteirões, semelhantes, de ambos os lados da Avenida, a principal avenida da cidade, constituída por duas vias relativamente largas, separadas por ampla faixa central, pontuada por obras de arte e outros elementos decorativos, espaços de convívio e espelho de água junto à Praça General Humberto Delgado. A ladear as vias de circulação automóvel surgem largas placas pedonais arborizadas. Integram o conjunto edifícios como o Edifício dos Paços do Concelho / Câmara Municipal do Porto (v. PT011312120259), Edifício "A Nacional" / Edifício na Av. dos Aliados, nºs 1 a 21 (v. PT011312120308), Edifício do Banco de Portugal (v. PT011312120310), Edifício na Praça da Liberdade, nº 133, 135, 137 e 139 / Edifício da Caixa Geral de Depósitos / Edifício do Banco Nacional Ultramarino (v. PT011312120500), Edifício na Avenida dos Aliados, n.º 156,158 e 162 (v. PT031106231658), Edifício da Caixa Geral de Depósitos, CGD, da Avenida dos Aliados (v. PT011312120258), Edifício "A Nacional" / Edifício na Av. dos Aliados, nºs 1 a 21 (v. PT011312120308), Edifício na Av. dos Aliados n.º 2-20 / Edifício do Banco Bilbão e Vizcaya, SA / Edifício do Banco Lisboa Açores (v. PT011312120309), Edifício de o Jornal "O Comércio do Porto" (v. PT011312120382), Edifício de Gaveto da Avenida dos Aliados com a Rua Elísio de Melo (v. PT011312120389), Edifício do Montepio Geral / Lima Júnior / Borges e Irmão (v. PT011312120495), Edifício na Avenida dos Aliados, nº 33/41 / Edifício do BANIF - Banco Internacional do Funchal / Edifício do Banco do Minho (v. PT011312120496), Edifício da Avenida dos Aliados, nº 211 / Edifício da Axa / Edifício da Companhia de Seguros Garantia (v. PT011312120497), Edifício na Avenida dos Aliados nº 166 a 200 / Edifício da Casa de Saúde da Avenida (v. PT011312120502), Edifício na Avenida dos Aliados nº 206 / Pensão Chique (v. PT011312120507), Edifício nº 106 na Avenida dos Aliados (v. PT011312120512), Quiosque do Serviço de Transportes Colectivos do Porto (v. PT011312120092) e o Convento dos Lóios / Convento Novo de Santa Maria da Consolação / Edifício das Cardosas (v. PT011312140307). Obras de arte como a Estátua Equestre de D. Pedro IV (v. PT011312140053), Escultura Os Meninos na Avenida dos Aliados / Escultura A Abundância (v. PT011312120505), Escultura Menina Nua na Avenida dos Aliados / Escultura A Juventude na Avenida dos Aliados (v. PT011312120504) e o Monumento a Almeida Garrett (v. PT011312120503).

Acessos

Praça da Liberdade, Avenida dos Aliados, Praça do General Humberto Delgado

Protecção

Categoria: CIP - Conjunto de Interesse Público / ZEP Portaria n.º 582/2011, DR, 2ª Série, n.º 113 de 14 de junho 2011*

Enquadramento

Urbano. Considerado o coração da cidade, foi traçado deliberadamente para se transformar no principal centro de actividades comerciais e financeiras da cidade, formado por duas praças ligadas pela ampla avenida, de faixa dupla, percorrida por espaçosos passeios e por uma ampla faixa central. Constituem as frentes do conjuntos edifícios monumentais com fachadas, na sua maioria, elegantemente decoradas, riscados ao gosto Beaux-Arts de influencia francesa, por vários arquitectos portuenses, sob as indicações do arquitecto Marques da Silva, que dirigiu as obras da nova avenida.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Não aplicável

Afectação

Não aplicável

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTOS: José Marques da Silva (1869 - 1947), Manuel da Silva Passos Júnior, Renato Montes, Rogério de Azevedo (1898 - 1983), Álvaro Siza Vieira (1933), Michelangelo Soá, Leandro de Morais, Eduardo Souto Moura, João Marcelino Queirós (1892 - 1982), José Coelho, Francisco de Oliveira Ferreira; ESCULTOR: Henrique Moreira

Cronologia

1889 - Carlos Pezarat apresenta um primeiro esboço de proposta para criar uma ligação entre a praça de D. Pedro e a Praça da Trindade, que ficou sem efeito; 1913 - foi dirigido um convite ao arquitecto e urbanista inglês Barry Parker para elaborar uma nova proposta de ligação das duas praças, que fica a construção do edifício dos Paços do Concelho no topo da avenida; 1915 - foi o plano aprovado pela Câmara Municipal do Porto, encontrando-se da 3ª repartição técnica Elísio de Melo; o projecto sofre algumas alterações por indicação do Arquitecto Marques da Silva que ficou à frente da direcção das obras; 1916, 1 de Fevereiro - iniciam-se nesta data as obras de abertura da nova avenida, que começaram pela demolição do antigo edifício dos Paços do Concelho, do antigo Bairro dos Laranjais, e de várias ruas, como a Rua do Laranjal e de D. Pedro IV; a nova avenida recebeu a designação de Avenida das Nações Aliadas, em homenagem à vitória aliada na 1ª Guerra Mundial; 1993, 28 Setembro - despacho de abertura do processo de instrução relativo à eventual classificação; 2005 - a Av. dos Aliados foi parcialmente destruída para a construção subterrânea da estação de metro; Janeiro - a Câmara Municipal do Porto adjudicou o projecto de recuperação da Av. dos Aliados aos Arquitectos Siza Vieira e Souto Moura; Maio - arranjo de parte dos passeios.

Dados Técnicos

Não aplicável

Materiais

Não aplicável

Bibliografia

Porto Património Mundial, Processo de Candidatura do Centro Histórico do Porto à UNESCO - Livro II, Câmara Municipal do Porto, 1998.

Documentação Gráfica

CMP: AH

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA; CMP: AH

Documentação Administrativa

CMP: AH

Intervenção Realizada

2005 / 2007 - Obras de requalificação da Avenida dos Aliados e Praça da Liberdade: substituição da calçada portuguesa em calcário e basalto por cubos de granito, alargamento para 6 metros dos passeios laterais, onde ficaram as saídas do metro, redução da placa central, substituição dos espaços ajardinados por pavimento de granito, alteração da iluminação pública.

Observações

EM ESTUDO. *DOF: Conjunto da Praça da Liberdade, Avenida dos Aliados e Praça do General Humberto Delgado. A Zona Especial de Protecção é conjunta à Garagem do Jornal O Comércio do Porto (v. PT011312120501).

Autor e Data

Ana Filipe 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login