Edifício da Geradora

IPA.00001984
Portugal, Santarém, Tomar, União das freguesias de Tomar (São João Baptista) e Santa Maria dos Olivais
 
Arquitectura industrial. Central de produção de electricidade a partir da energia hidráulica.
Número IPA Antigo: PT031418120030
 
Registo visualizado 224 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Extração, produção e transformação  Central  Central elétrica  

Descrição

Planta rectangular, simples, cobertura em telhado de 2 águas. Fachada principal lisa, rasgada por 7 janelões bem rasgados, de verga em arco abatido. No interior, espaço unitário com travejamento à vista, alinham-se as turbinas, nos extremos E.e O.: turbina tipo Francis, de 90 CV., acoplada a um grupo de dínamos, marca Anne-Giesecken; turbina tipo hélice de 130 CV., com efeitos de multiplicador de velocidade, ligada a um alternador da O. Meyer e Cª, Ateliers de Construction Soleurre - Suisse. Entre as 2 turbinas encontra-se um motor diesel, marca Wintertur, de 3 cilindros e 90 CV., acoplado a um gerador eléctrico de corrente contínua. A água passa através de comportas, sob o edifício, com uma queda de 2,5 m. entre a levada e o rio.

Acessos

Rua João Everard

Protecção

Em vias de classificação (Homologado como IIP - Imóvel de Interesse Público, Despacho de 16 maio 1979) *1

Enquadramento

Urbano. Na margem esq. da Levada ou Açude dos Frades, deitando as traseiras para o Rio Nabão. Do lado de fora do edifício, em cima do rio, existe ainda uma alta chaminé em tijolo, que esteve em tempos ligada a uma máquina a vapor.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Extração, produção e transformação: central elétrica

Utilização Actual

Devoluto

Propriedade

Privada: pessoa colectiva

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

CONSTRUTOR: Cardoso, Dargent e Cª

Cronologia

1900, 20 Fevereiro. - Concurso público para instalação da energia eléctrica na cidade de Tomar; 1990, 26 Maio - aceite a proposta de Cardoso, Dargent e Cª, de Lisboa; 1900, 9 Dezembro - lançada a primeira pedra do edifício; 1900, 23 Novembro - a firma Jean Bourdain e Cª compra a Central Eléctrica; instalação de uma turbina de 100 CV., que accionava um dínamo sistema Gramm de 40 CV.;1914, 21 Agosto - a central é comprada por Manuel Mendes Godinho; 1924 - montagem da turbina tipo Francis, de 90 CV., em substituição da velha turbina; 1927, c. de - instalado o motor diesel Wintertur; 1944 - montagem da turbina tipo hélice, de 130 CV.; 1950, 31 Dezembro - termina a concessão da distribuição de energia à cidade. A Central fica a trabalhar exclusivamente para as Fábricas Mendes Godinho.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Estrutura em betão (fundações) e alvenaria. Cobertura - madeira e telha cerâmica.

Bibliografia

SOUSA, J.M. de Sousa, Notícia Descriptiva e Hisstórica da cidade de Thomar, Tomar, 1903; Aproveitamento Hidráulico do Rio Nabão, estudo encomendado pela Hidrotécnica Portuguesa, 1963; ROSA, Amorim, História de Tomar, vol. II, Santarém, 1982; CUSTÓDIO, Jorge e SANTOS, Luísa, O Nabão e Tomar nas origens da industrialização portuguesa, texto dactilografado, CMC / COAI / AAIRL, 1985; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73601 [consultado em 2 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - DOF: Edifício da geradora, em Tomar, incluíndo toda a maquinaria e acessórios existentes. Exemplar pioneiro no processo de electrificação do país, a partir da energia hidráulica. Inscreve-se além disso numa tradição secular de aproveitamento da energia das águas do Nabão. No local onde está hoje implantada existia o Lagar de Pedro de Évora (um dos lagares pertencentes à Ordem de Cristo), accionado por uma azenha.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login