Citânia de Briteiros

IPA.00001891
Portugal, Braga, Guimarães, União das freguesias de Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia
 
Aglomerado proto-urbano. Povoado proto-histórico com ocupação romana. Povoado fortificado / castro de grande dimensão. A Citânia de Briteiros é o mais emblemático conjunto arqueológico da cultura castreja do Norte Peninsular e o mais extensamente escavado em Portugal. Juntamente com Sanfins, é um dos lugares onde se pode formar melhor ideia da Cultura Castreja do Noroeste de Portugal.
Número IPA Antigo: PT010308410002
 
Registo visualizado 1796 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto urbano  Aglomerado urbano  Povoado  Povoado proto-histórico  Povoado fortificado  

Descrição

Povoado fortificado com quatro linhas de muralhas e de planta aproximadamente oval, de grande dimensão. A área da plataforma central, que tem cerca de 250 x 150 m, organiza-se segundo dois eixos principais. Outras ruas, transversais aquelas, dividem o povoado em quarteirões, nos quais se agrupam casas, de planta circular e rectangular. Entre a 2ª e a 3ª linha defensiva, do lado S, localiza-se um monumento com forno.

Acessos

Briteiros (Salvador), EN 101 (Guimarães - Braga), EN 310 (para Póvoa de Lanhoso), EM para sul Salvador de Briteiros, EM para o Monte de São Romão ou da Citânia. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,528167, long.: -8,315556

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto 16-06-1910, DG, nº 136 de 23 Junho 1910 / ZEP, Portaria n.º 115/97, DR, 2.ª Série, n.º 72, de 26 Março 1997

Enquadramento

Rural. Situa-se no topo de uma elevação destacada no sopé da qual se encontra o lug. de S. Salvador de Briteiros.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Pública: Municipal

Afectação

Época Construção

Proto-história

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

Séc. 01 / 02 a.c. - provável ocupação do local; séc. 01 d.c. - romanização da citânia; 1875 - início das escavações no local, levadas a cabo por Martins Sarmento; 2006 - a Sociedade Martins Sarmento propõe-se criar uma quinta biológica proto-histórica, junto à citânia, de modo a revitalizar o local; 2015, 28 - 29 julho - durante a noite, um incêndio florestal atinge parte do interior da estação arqueológica da Citânia de Briteiros e, no setor norte, as chamas chegam à muralha interior, tendo passado para a quarta, terceira e segunda muralhas.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes

Materiais

Granito

Bibliografia

ASSIS, Francisco de - «Citânia de Briteiros começa a ser limpa hoje». In Diário do Minho. 05 agosto 2015, p. 11; CARDOZO, M. - Citânia de Briteiros e Castro de Sabroso. Guimarães: 1980; CENTENO, R. M. S. - «Sondagem arqueológica na Citânia de Briteiros (Guimarães). Notícia sumária». In Revista de Guimarães. 87, 1977, pp. 277 - 280; CENTENO-SILVA, A. C. F. - «Corte estratigráfico na Citânia de Briteiros (Guimarães) 1977 - 1978». In Revista de Guimarães. 88, 1978, pp. 63 - 69; «Citânia de Briteiros mostra novos trabalhos de escavação arqueológica». In Diário do Minho. 24 julho 2016, p. 11; COSTA, Magalhães - «Citânia de Briteiros escavada em Julho». In Jornal de Notícias Minho. 27 Março 2006, p. 23; FORTE, Joaquim - «Lavoura à moda antiga na Citânia». In Jornal de Notícias Minho. 09 Março 2006, p. 26; LEMOS, Rui - «Citânia de Briteiros recebe novas escavações em Julho». In Diário do Minho. 17 Junho 2006, p.12; LEMOS, Rui de - «Arqueólogos descobrem novo balneário na Citânia de Briteiros». In Diário do Minho. 23 Novembro 2006, p. 12; LEMOS, Rui de - «Citânia de Briteiros limpa património queimado pelo fogo». In Diário do Minho, 21 agosto 2015, p. 1; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no Ano de 1961. Lisboa: 1962, 1º vol.; Ministério das Obras Públicas, Relatório da Actividade do Ministério no Ano de 1962. Lisboa: 1963, 1º vol.; SILVA, A. C. F.; SILVA, A. C. F. - A Cultura Castreja no Noroeste Português. Paços de Ferreira: 1986, pp. 31-33.

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DREMNorte/DM

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

DGPC: DGEMN:DSID

Intervenção Realizada

1875 - escavações arqueológicas iniciadas por Martins Sarmento e depois continuadas regularmente pela Sociedade Martins Sarmento, Guimarães; 1956 - escavação e recolha de objectos de interesse arqueológico; 1957 - trabalhos de escavação e recolha de objectos de interesse arqueológico; 1958 / 1959 / 1960 / 1961 / 1964 / 1968 - escavação e recolha de objectos de interesse arqueológico; 1962 - continuação das pesquisas Arqueológicas, pelos Serviços de Conservação; 1974 - obras de conservação e limpeza; execução de trabalhos diversos; 1975 - obras de conservação e limpeza; 1977 - conservação e limpeza; 1977 / 1978 - intervenção arqueológica da responsabilidade de Armando Coelho Ferreira da Silva e Rui Centeno da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; UAUM / Sociedade Martins Sarmento - 2006, julho - realização de de trabalhos de escavação e sondagens arqueológicas orientados pelo arqueólogo Francisco Sande Lemos; são postas a descoberto estratos correspondentes a uma ocupação humana anterior à reorganização do espaço urbano; outubro / novembro - trabalhos de escavação põem a descoberto um segundo balneário próximo da EN 306; 2015, 08 - 20 agosto - limpeza da área afetada pelo incêndio e de outras zonas visitáveis da citânia; 2016, julho - a Sociedade Martins Sarmento em colaboração técnica e científica da Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho (UMinho), realiza trabalhos arqueológicos na Citânia de Briteiros; trabalhos de manutenção do Balneário Sul, escavações arqueológicas no Balneário este da Citânia, que se supõe ser o local de proveniência da Pedra Formosa.

Observações

Autor e Data

Isabel Sereno e Paulo Dordio 1995

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login