Palácio dos Duques de Aveiro em Abiú / Arco manuelino de Abíul

IPA.00001850
Portugal, Leiria, Pombal, Abiul
 
Paço senhorial manuelino, com arco de acesso, de volta perfeita ornado por torsal recriando um arco policêntrico, assente em capitéis e colunelos em torsal. O arco apoia-se lateralmente em edifícios construídos posteriormente. O arco estabelece o acesso ao largo do Terreiro, fronteiro a um outro, rodeado por construções de 1 e 2 pisos, formando um largo "fechado".
Número IPA Antigo: PT021015010011
 
Registo visualizado 614 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto arquitetónico  Edifício e estrutura  Residencial senhorial  Paço senhorial    

Descrição

Arco de volta redonda ornado por torsal recriando um arco policêntrico, assente em capitéis e colunelos em torsal. O arco apoia-se lateralmente em edifícios construídos posteriormente.

Acessos

Largo do Terreiro

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 5/2002, DR, 1.ª série, n.º 42 de 19 fevereiro 2002 *1 / ZEP, Portaria n.º 512/2014, DR, 2.ª série, n.º 123 de 30 junho 2014

Enquadramento

Urbano. Adossado. Encontra-se flanqueado por construções de 1 e 2 pisos, estabelecendo o acesso ao Largo do Terreiro, e ficando fronteiro a um outro arco de aduelas lisas, situado no outro extremo do largo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: paço senhorial

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15 / 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 15, final / 16, inícios - data provável de construção do Palácio de André de Sousa Coutinho, que depois da sua morte passaria ao Duque de Aveiro. Este deteve o senhorio da vila de Abiúl até 1759, ano em que, por acusação de envolvimento na tentativa de regicídio, é espoliado de todos os seus bens e condenado à morte, por ordem do Marquês de Pombal; 1990, 29 janeiro - despacho de homologação do Secretário de Estado da Cultura; 30 janeiro - informação do do IPPC, considerando que o arco não apresenta valor para vir a ser classificado; 15 março - parecer do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação como Imóvel de Interesse Público; 2007, 10 dezembro - proposta de definição de Zona Especial de Proteção da DRCCentro; 2008, 23 abril - parecer favorável de definição de Zona Especial de Proteção do Conselho Consultivo do IGESPAR.

Dados Técnicos

Estrutura mista

Materiais

Cantaria de pedra

Bibliografia

LEAL, Pinho, Portugal Antigo e Moderno, vol. I, Lisboa, 1877; JUNIOR, Pe. Manuel da Silva Marcelino, Abiúl e o seu termo, in Livro do 1º Congresso das Actividades do Distrito de Leiria, Leiria, 1944; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, vol. V, Lisboa, 1955.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

CMP

Intervenção Realizada

Observações

*1 - DOF: Arco manuelino (pertencente ao antigo Paço dos Duques de Aveiro).

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991

Actualização

2008
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login