Igreja Paroquial de Maceira / Igreja de Nossa Senhora da Luz

IPA.00001777
Portugal, Leiria, Leiria, Maceira
 
Igreja paroquial manuelina, maneirista e romântica, de grandes dimensões, com fachada de duas torres, nave coberta a madeira, capela-mor abobadada. A primitiva igreja com planimetria idêntica tinha menores dimensões, um alpendre sobre a porta principal, um campanário; na capela-mor uma tribuna comunicava com o palácio do fundador. (Costa, 1900). Integra elementos da primitiva construção manuelina (portais, janela da capela-mor), assimilados com espírito romântico à nova estrutura.
Número IPA Antigo: PT021009130009
 
Registo visualizado 613 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, composta, formada pela justaposição dos 2 rectângulos desiguais da nave e capela-mor; sacristia e 3 capelas adossadas a N., casa de entrada e 1 capela do lado S; volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados de 2 águas sobre a nave e capela-mor, de 1 sobre capelas e anexos, em coruchéu cónico sobre torres sineiras. Fachada principal virada a O., de empena triangular com 2 torres laterais de 3 registos, rematadas por balaustrada; remate rendilhado sobre a empena, com a imagem de Nossa Senhora da Luz no vértice, com inscrição "AVE MARIA MAE IMACULADA"; portal em arco abatido e verga recortada ladeado por pináculos, encimado por janela de vão rectangular com mainel divisório e balaustrada, tendo sobre a cornija o nome da Vila e uma data "MACEIRA 1904"; no centro da empena um aro de óculo quadrilobado. Na fachada S., com contrafortes cilíndricos rematados por formas cónica, abre-se um outro portal de arco abatido. INTERIOR: nave com tecto em madeira de 5 planos, capela-mor coberta por abóbada abatida; arco triunfal moldurado, ornado com óvulos. Sobre a porta principal coro-alto assente em colunas, púlpito do lado N.. Dos 2 lados do arco triunfal abrem-se 2 capelas cupuladas, a do Evangelho com portal em pedraria com as armas do fundador da Igreja a meio do frontão.

Acessos

Rua Principal; Rua Leiria

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 29/84, DR, 1.ª série, n.º 145 de 25 junho 1984

Enquadramento

Urbano. Com um amplo adro à frente e a estrada municipal rodeando-a do lado S.. A N. foram construídas dependências de apoio às actividades religiosas. Fronteiro, no monte, a Capela de Santo Amaro (v. PT021009130120) dominando a paisagem.

Descrição Complementar

ELEMENTOS DECORATIVOS - a capela dos Fonsecas, também chamada da Cruz, um retábulo polícromo em pedra de Ançã, figurando um Calvário; restos dos primitivos azulejos de aresta quinhentistas junto aos altares colaterais, de albarrada e figura avulsa na capela-mor.INSCRIÇÕES: Na torre sineira uma placa de homenagem - "A / MEMORIA/ DE / JOSÉ DOS SANTOS/ NATURAL DE A-DOS-NEGROS / MORTO EM FRANÇA / DURANTE A GRANDE GUERRA / COMBATENDO OS ALEMÃES / PREITO DE HOMENAGEM E SAUDADE / DA / FREGUESIA DE MACEIRA / 1918". No interior, na capela lateral - "NESTA IGREJA PAROQUIAL/ DE MACEIRA FOI CANONICAMENTE / ERECTA UMA FRATERNIDADE DA ORDEM / TERCEIRA DE S. FRANCISCO DE ASSIS / AOS 12 DE FEVEREIRO DE 1935 / FREI: AGOSTINHO MATEUS O F.M. O PRIOR: HORACIO FERNANDES BIU." No exterior, junto ao terreiro - "AO REVERENDO / PADRE JOSÉ GASPAR DA SILVA / QUE FOI PAROCO DESTA FREGUESIA / DE OUTUBRO DE 1949 / A FEVEREIRO DE 1972 / A PARÓQUIA AGRADECISA / POR TER ADQUIRIDO ESTE TERRENO / TORNANDO ASSIM POSSÍVEL / UM MAIOR ADRO / PARA A NOSSA IGREJA PAROQUIAL / E POR MUITOS OUTROS BENEFÍCIOS QUE FEZ NA NOSSA FREGUESIA. / 2000-02-20."

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Leiria - Fátima)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 16 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1521, cerca de - Sebastião da Fonseca, desembargador do Paço, senhor dos terrenos à volta da pequena capela pré-existente, reedifica-a, aumentando-a, estabelecendo um passadiço de comunicação entre o seu palácio e a capela-mor e mandando colocar as suas armas na abóbada (Costa, 1900; "Couseiro", 1868, p. 134); 1542 - o Infante D. Afonso, filho de D. Manuel, comendatário de Santa Cruz, que criara a nova freguesia em 1517, ordena a destruição das armas do desembargador, por não querer que ele se intitulasse padroeiro.("Couseiro", 1868, p. 134); 1565 - construção da capela de Francisco da Fonseca, do lado do Evangelho; 1755, 1 novembro - a igreja sofreu alguma ruína que ainda não foi reparada; 1758, 6 abril - segundo o autor destas Memórias Paroquiais, a freguesia da Maceira pertencia à Província da Estremadura e ao Bispado, Comarca e termo da cidade de Leiria; a freguesia tinha 429 vizinhos e 1348 pessoas; a igreja, com orago de Nossa Senhora da Luz tinha 5 altares: o maior da mesma senhora com a sua imagem, onde está também uma prodigiosa imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo com a cruz às costas; Um dos altares colaterais é do Santissimo Sacramento; o outro de Nossa Senhora do Rosário, outro de Nossa Senhora com o título do Pranto, em capela separada dentro da mesma igreja; outra capela com o altar com a imagem de Jusus Cristo Crucificado; nãão tem a dita igreja naves; tinha as irmandades do Santissimo Sacramento, de Nossa Senhora do Rosário, das Almas e Defuntos e da Via Sacra; o pároco era cura anual, apresentado por João Galvão de Lacerda, da cidade de Lisboa, tendo de ordenado anual 170$000; nãoo tem beneficiados, nem conventos, nem Casa da Misericórdia; 1887 - restauro e ampliação da igreja: é aumentada 8 m. em comprimento na nave, 5 m. na capela-mor, 2 m. na largura; os elementos manuelinos (portais W. e S., tribuna da Capela-mor, arco triunfal e janela manuelina, pia baptismal) são integrados na nova construção,nos mesmos lugares ou mudando de lugar (a tribuna passa para a frontaria); a capela da família dos fundadores mantem-se do lado do Evangelho; construção de novo retábulo para o altar-mor, revestimento a estuque das paredes e abóbada da capela-mor; novo púlpito (36.000 reis). (Costa, 1900); 2015 - existe um projecto de obras em apreciação pela DGPC.

Dados Técnicos

Estruturas autoportante e autónoma.

Materiais

Alvenaria de pedra e cantaria.

Bibliografia

COSTA, Pe. José Pereira da, Breve Memória da Egreja Parochial de Maceira no Concelho de Leiria, Leiria, 1900; O Couseiro ou Memórias do Bispado de Leiria, 1868; SEQUEIRA, Gustavo de Matos, Inventário Artístico de Portugal, vol. V, 1955; SOUSA, Acácio de e outros, Levantamento do Património Edificado, exemplar policopiado, Câmara Municipal de Leiria, 1990.; GOMES, Saul António. Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 8. Leiria, Coimbra, 2009.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, SIPA

Documentação Administrativa

BNPortugal: Notícias várias ecclesiásticas do bispado de Leiria (Códice 153, 1721)

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login