Capela de Santo António

IPA.00001768
Portugal, Leiria, Batalha, São Mamede
 
Capela setecentista, de nave rectangular, coberta por madeira e capela-mor abobadada, de menores dimensões. Apresenta um cruzeiro a ladear a entrada principal da capela, circundado por gradeamento de protecção.
Número IPA Antigo: PT021004030011
 
Registo visualizado 634 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta pelos rectângulos justapostos da nave e da capela-mor, a que se adossa, a S., a sacristia; volumes articulados com coberturas diferenciados em telhado de 2 águas sobre a igreja, de 1 sobre a sacristia. Fachada principal, orientada, com empena triangular, rematada por cruz, com ornatos sobre os cunhais; sineira do lado S.; porta de moldura lisa, encimada por janela de verga em arco segmentar. No INTERIOR a nave, coberta por tecto em madeira com as armas nacionais pintadas e a data de 1903, abre-se para a capela-mor de cobertura abobadada, por arco triunfal em cantaria sobre pilastras. Altar-mor inserido em nicho em cantaria, de modulação idêntica à do arco triunfal.

Acessos

Largo da Capela, em Casal Vieiro. Na Est. 591, sentido São Mamede / Mira de Aire, corta-se à direita para o Casal Vieiro.

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Decreto nº 45/93, DR, 1.ª série-B, n.º 280 de 30 novembro 1993

Enquadramento

Urbano. Situada num largo de inclinação acentuada, tem a fachada principal voltada ao eixo viário que liga à Batalha. Destaca-se o cruzeiro profusamente decorado, fronteiro à fachada, assente sobre plataforma e protegido por gradeamento.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 18 - construção provável. c. 1780 - ampliação da capela no sentido longitudinal (segundo inscrição naverga da porta principal); 1903 - restauro do tecto em madeira danave (segundo inscrição aí existente); 1986, 03 janeiro - decreto n.º 1/86, DR, 1.ª série, n.º 2, classifica a capela como Imóvel de Interesse Público; 1993, 30 novembro - Decreto n.º 45/93 altera a classificação do imóvel para Valor Concelhio.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante

Materiais

Cantaria e alvenaria de pedra calcária. Tijolo e telha cerâmica.

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1988 - restauro efectuado no interior e exterior da capela. O cruzeiro, outrora no largo, foi reconstruído e deslocado para junto da fachada.

Observações

Autor e Data

Isabel Mendonça 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login