Cruzeiro da Ponte de Guimarães

IPA.00017246
Portugal, Braga, Braga, União das freguesias de Braga (São José de São Lázaro e São João do Souto)
 
Arquitectura religiosa, quinhentista. Cruzeiro de encruzilhada, com plinto prismático com inscrição comemorativa, coluna de secção circular, capitel esférico e cruz de secção quadrangular com cartela.
Número IPA Antigo: PT010303420127
 
Registo visualizado 154 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Religioso  Cruzeiro  Cruzeiro de caminho  Tipo coluna e cruz

Descrição

Soco quadrangular constituído por quatro degraus, em cujo centro se ergue plinto prismático, tendo gravada, na face voltada a E. inscrição. Sobre este plinto ergue-se coluna de secção circular com capitel esférico encimado por cruz, de secção quadrangular, tendo na haste superior, na face voltada a E., pequena cartela com as iniciais INRI.

Acessos

Parque da Ponte

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, no extremo NO. de parque ajardinado, na margem esquerda do rio Este, junto da Capela de São João da Ponte (v. PT010303420126), no centro de terreiro circular, delimitado por frondosos plátanos, com bancos de pedra e quatro esculturas, sobre pedestais prismáticos, representando a Rainha Santa Isabel, São Francisco, a Rainha Santa Isabel da Hungria e Santa Marta *1.

Descrição Complementar

INSCRIÇÕES: Inscrição gravada na face E. do plinto; sem moldura nem decoração; tipo de letra: capital quadrada; leitura: SENDO ARCEBISPO DE BRAGA DOM FREI BARTOLOMEU DOS MARTIRES HOUVE PESTE NESTA CIDADE NO ANO DE 1570 E OS EMPESTADOS FORA TRAZIDOS A ESTA DEVEZA.

Utilização Inicial

Religiosa: cruzeiro

Utilização Actual

Religiosa: cruzeiro

Propriedade

Pública: Municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1570 - Um surto de peste assolou a cidade de Braga tendo o Arcebispo D. Frei Bartolomeu dos Mártires ordenado a edificação de um hospital, para tratar dos doentes. Este edifício foi construído na Deveza do Arcebispo, à saída para Guimarães; Para recordar este surto de peste e a acção do Arcebispo, a Câmara de Braga mandou colocar um Cruzeiro na Deveza, junto à ponte sobre o rio Este; 1594 - um mapa da cidade de Braga, da autoria de Georg Bräun, representa o cruzeiro junto à ponte, na saída para Guimarães; 1616 - perto do cruzeiro, é edificada a Capela de São João Baptista; séc. 20 - com a rectificação da Avenida da Liberdade e o arranjo do Parque da Ponte, o cruzeiro foi deslocado do seu local primitivo, mais a E., para o terreiro que ocupa actualmente, tendo algumas esculturas provenientes do demolido Convento dos Remédios, sido incorporadas na envolvente do cruzeiro.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Estrutura em granito.

Bibliografia

TADIM, Manuel José da Silva, Diário Bracarense (manuscrito), Braga, 1786, fl. 282; CUNHA, Dom Rodrigo da, História Eclesiástica dos Arcebispos de Braga (Reprodução Fac-similada do original de 1635), vol. 2, Braga, 1989, p. 378; PASSOS, José Manuel da Silva, O Bilhete Postal Ilustrado e a História Urbana de Braga, Lisboa, 1996, pp. 82 - 86; OLIVEIRA, Eduardo Pires de, A Paróquia de São José de São Lázaro (1747 - 1997), Braga, 1997, pp. 121 - 127; COSTA, Luís, Braga. Roteiro Histórico e Monumental Extra-Muros, Braga, 1998, pp. 74 - 75.

Documentação Gráfica

DGEMN: DSID

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - Estas estátuas, assim como muitos outros elementos arquitectónicos espalhados pelo Parque, são provenientes do Convento dos Remédios de Braga, demolido nos inícios do séc. 20.

Autor e Data

António Dinis 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login