Casa dos Morgados da Apariça / Casa Agrícola Jorge Ribeiro de Sousa / Museu Municipal de Ferreira do Alentejo

IPA.00017002
Portugal, Beja, Ferreira do Alentejo, União das freguesias de Ferreira do Alentejo e Canhestros
 
Casa unifamiliar que segue uma tipologia constante na arquitectura regional, onde o piso térreo é constituído por dependências de arrumos, adegas, celeiros, etc., destinadas a apoio à actividade agrícola, e cobertas por abóbadas, enquanto o primeiro andar se destina à habitação dos proprietários, com tectos de madeira. A decoração das molduras dos vãos e os estuques do salão revelam um gosto exuberante e ecléctico onde se cruzam influências barrocas, rococó e clássicas. Destaca-se a escadaria monumental que conclui num mirante, a rica e variada decoração das molduras dos vãos e estuques e a qualidade dos espaços abobadados do piso térreo, com destaque para a antiga adega onde se denota a monumentalidade dos espaços eminentemente funcionais do Alentejo.
Número IPA Antigo: PT040208020011
 
Registo visualizado 241 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa    

Descrição

Planta rectangular, irregular. Volumes articulados com cobertura diferenciada em telhado de duas águas, terraço no volume térreo das traseiras e no mirante. Alçado principal a O. com soco saliente, dividido em dois panos por cunhais de argamassa e em dois registos por friso de argamassa, remate superior em cornija e beirado; no primeiro pano rasgam-se, ao nível do registo inferior, um óculo circular e uma porta com moldura de argamassa; a nível do registo superior duas janelas de sacada com moldura de argamassa relevada, com pequenas orelhas e remate superior de recorte polilobado encimado por cornija e preenchido por elementos vegetalistas simétricos; gradeamentos em ferro forjado, do tipo de barrinha, assentes em mísula de cantaria pintada; o segundo pano é rasgado ao nível do registo inferior por duas janelas com moldura de argamassa, uma porta de moldura de argamassa, uma janela e uma porta de esquema idêntico; ao nível do registo superior cinco janelas de sacada, em correspondência com os vãos do piso inferior, de esquema idêntico às do primeiro pano, sendo a janela central ladeada superiormente por duas gárgulas; embasamento, cunhais, friso, molduras e vãos e ornatos de argamassa pintados a cor amarela. Alçado E. com um volume térreo em primeiro plano rematado superiormente por platibanda com grelha de tijoleiras, rasgado por portão de verga curva, uma janela, uma porta e as escadas de acesso ao terraço superior; em segundo plano, abrindo sobre o terraço, um volume recuado com soco e remate superior em cornija e beirado, dividido em dois panos por cunhais, sendo o primeiro pano rasgado por uma janela com moldura, uma porta em arco de volta perfeita com moldura, uma janela e uma porta, ambas com molduras; segundo pano é rasgado por uma janela com moldura; acima do beirado eleva-se ao centro de primeiro pano um mirante de um pano rematado por platibanda e rasgado por três janelas em arco de volta perfeita, com moldura, sendo a janela central correspondente com a porta em arco de volta perfeita que abre sobre o terraço; molduras de vãos, cunhais e friso de cornija pintados a cor amarela. INTERIOR: no piso térreo ampla adega, correspondente ao pano da esquerda, coberta por abobadilhas assentes em arcos em asa de cesto que descarregam em pilares de secção quadrada, formando duas naves de três tramos; o portal principal conduz a um átrio de planta quadrada, ladeado por duas salas, escadaria longitudinal de um só lanço, com degraus de cantaria, que conduz ao primeiro andar onde se rasgam de cada lado três arcos de volta perfeita e um em cada topo, que abrem para uma galeria que contorna a caixa das escadas, com cobertura em abóbada de aresta; parapeitos das arcadas decorados com losangos entre cartelas; no alçado principal alinham-se cinco salas, sendo a central, de planta quadrada e com duas janelas de sacada, coberta por tecto de masseira em madeira e com paredes decoradas com estuques relevados formando lambril onde se apoiam pilastras e remate superior com friso duplo de enrolamentos de folhas de acanto; a caixa das escadas prolonga-se na vertical, concluindo em clarabóia apoiada em dois arcos diafragma, ladeada por galeria de esquema idêntico à do primeiro andar, em que se abrem a E. três janelas em arco de volta perfeita, formando um mirante.

Acessos

Rua Conselheiro Júlio de Vilhena n.º 4 a 6

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Deliberação da Assembleia Municipal de Ferreira do Alentejo de 13 novembro 2002 (Aviso n.º 7515/2003, DR, 2.ª série, n.º 225, Apêndice, n.º 147, de 29 setembro 2003)

Enquadramento

Urbano, formando o gaveto de uma frente de rua, adossado ao edifício da Biblioteca Municipal (v. Pt040208020012). Abre as fachadas principal e posterior para rua e passeio calcetados a pedra irregular de basalto.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Cultural e recreativa: museu

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 19 - construção do imóvel; 2013, 29 janeiro - publicado no DR, 2.ª série, n.º 20, o Anúncio de procedimento 407/2013 relativo à concessão da cafetaria do Museu; 2013, 07 fevereiro - publicado no DR, 2.ª série, n.º 27, o Anúncio de procedimento 602/2013 relativo à conceção de estratégia expositiva, audiovisual, iluminação, material de comunicação, divulgação e consequente fornecimento e montagem do núcleo de Arte Sacra.

Dados Técnicos

Estrutura mista e paredes autoportantes

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas, caixilharias de madeira, gradeamentos de ferro forjado, coberturas em telha de canudo, pavimentos em soalho, tijoleira, tacos de madeira e mosaicos hidráulicos, tectos de madeira e abobadilhas de tijolo, rebocadas e caiadas, estuques relevados.

Bibliografia

ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Beja, Lisboa, 1992.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMFA

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; AMFA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Ricardo Pereira 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login