Fonte Seiscentista do Largo Carlos Amarante

IPA.00016966
Portugal, Braga, Braga, União das freguesias de Braga (São José de São Lázaro e São João do Souto)
 
Arquitectura civil pública, maneirista. Chafariz, central, com tanque e taça quadrilobados encimado por alto obelisco.
Número IPA Antigo: PT010303410053
 
Registo visualizado 385 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Hidráulica de elevação, extração e distribuição  Chafariz / Fonte  Chafariz / Fonte  Tipo centralizado

Descrição

Assente sobre soco octogonal, formado por três degraus de pedra, com tanque quadrilobado tendo no centro base prismática de secção octogonal que sustenta taça quadrilobada, com pé moldurado, parte inferior exterior decorada por folhas de acanto, tendo nos lóbulos quatro bicas carrancas de onde jorra a água para o tanque. Encima a taça um obelisco, cuja base é constituída por quatro registos com motivos vegetalistas, delimitados por cornijas, apresentando o terceiro registo quatro peixes, de cuja boca jorra a água para a taça. O fuste, moldurado, é rematado por fogaréu.

Acessos

Largo Carlos Amarante *1

Protecção

Incluído na Zona Especial de Protecção da Capela de Nossa Senhora da Conceição / Capela dos Coimbras (v. PT010303410006), do Tanque do Quintal do Ídolo (v. PT010303420004), do Hospital de São Marcos (v. PT010303410018) e do Palácio do Raio (v. PT010303420019)

Enquadramento

Urbano, isolado. Ergue-se no centro de um largo, sobre plataforma empedrada e organizada com canteiros e bancos de pedra. Fronteira à fachada principal do Hospital e Igreja de São Marcos e à Igreja de Santa Cruz (v. PT010303410113).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Hidráulica: chafariz

Utilização Actual

Cultural e recreativa: fonte ornamental

Propriedade

Pública: Municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17, primeira metade - Construção de um chafariz no Campo da Vinha de Santa Eufémia, para abastecimento de água à zona envolvente; séc. 17, finais - aparece representada num mapa da cidade de Braga, junto da Igreja do Pópulo; 1745 - referência documental à fonte do Campo da Vinha; 1755 - num mapa de Braga, atribuído a André Soares, aparece representada no Campo da Vinha, em frente do Convento do Salvador; 1834 - desenhada com pormenor por João Baptista Vieira Gomes, nas Memórias de Braga; séc. 20, 1º quartel - transferência do chafariz para o local onde se encontra actualmente.

Dados Técnicos

Estrutura autoportante.

Materiais

Estrutura de granito e bicas de cobre.

Bibliografia

COSTA, Luis, Braga. Roteiro Monumental e Histórico do Centro Cívico, Braga, 1985, p. 38; OLIVEIRA, Eduardo Pires de, O Edifício do Convento do Salvador. De Mosteiro de Freiras ao Lar Conde de Agrolongo, Braga, 1994, pp. 21 - 25; PASSOS, José Manuel da Silva, O Bilhete Postal Ilustrado e a História Urbana de Braga, Lisboa, 1996, p. 72; OLIVEIRA, Eduardo Pires de, Estudos sobre o século XVII e XVIII no Minho. História e Arte, Braga, 1996, pp. 22 - 23; OLIVEIRA, Eduardo Pires de, Braga. Percursos e memórias de granito e oiro, Porto, 1999, pp. 71 - 72, 216 - 217.

Documentação Gráfica

DGEMN: DSID

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - Também conhecido por Largo do Hospital, corresponde ao antigo Campo dos Remédios por aí ter sido construído no séc. 16 o Convento dos Remédios, destruído logo após a implantação da República.

Autor e Data

António Dinis 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login