Igreja Paroquial de Estrela / Igreja de Nossa Senhora da Estrela

IPA.00016876
Portugal, Beja, Moura, Póvoa de São Miguel
 
Arquitectura religiosa, manuelina, oitocentista. Igreja paroquial evidenciando grande depuração arquitectónica na qual se destaca a composição em mármore do portal, provavelmente filipina. No interior pinturas murais tardo-quinhentistas na abóbada nervurada e na parede fundeira da capela-mor, denotando conhecimento dos modelos eruditos vigentes; retábulo-mor tardo-barroco e imaginária seiscentista e setecentista. A qualidade das pinturas murais tardo-quinhentistas.
Número IPA Antigo: PT040210020043
 
Registo visualizado 218 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, composta por nave e capela-mor. Volumes escalonados, massas dispostas na horizontal, com cobertura diferenciada em telhado de duas águas na nave. Paredes de alvenaria rebocada e caiada. Fachada principal a O. de pano único e remate em empena, com campanário embebido a N. e acrotérios nos vértices; portal axial, pétreo, com remate em frontão triangular, sobreposta de janela rectangular, simples. INTERIOR: na cobertura da capela-mor pinturas murais. Pia baptismal com decoração do tipo corda.

Acessos

Aldeia da Estrela, Rua de Santa Maria e Rua da Parreira.

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 213/2013, DR, 2.ª série, n.º 71, de 11 abril 2013

Enquadramento

Urbano, no centro da aldeia, a uma centena de metros das margens da Barragem do Alqueva, a N.. Fachada principal aberta para a praça principal da povoação, antecedida por pequeno adro, irregular, murado a N.., com acesso por escadaria.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Beja)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 18 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 16, finais - data provável de construção; pinturas murais e pia baptismal; 1527 - no numeramento deste ano não consta ainda o aglomerado da Estrela; Séc. 16 - finais - data provável de construção de habitações ao redor da igreja; 1700 - a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e a do Santíssimo Sacramento, até aqui pertencentes ao Bispado de Évora, passam para o Bispado de Beja; 1806 - a Irmandade do Santíssimo Sacramento tinha de receita de 54.470 réis; 1758 - nas memórias paroquiais o pároco refere que "a igreja e algumas cazas desta freguesia padeceram algumas ruínas de pouca concideração, mas ao prezente se acham redeeficadas"; 1856 - cronograma numa das pinturas que decoram a nave, datando provavelmente desta altura a ampliação da nave, 1997, 26 fevereiro - Proposta de abertura do procedimento de classificação pelo IPPAR/DRÉvora; 1998, 29 setembro - Despacho de abertura do procedimento de classificação pelo Vice-Presidente do IPPAR; 2004, 23 março - Proposta do IPPAR/DRÉvora para a classificação como IIP - Imóvel de Interesse Público; 2006, 10 março - proposta de classificação devolvida ao IPPAR/DRÉvora para juntar proposta de ZEP; 2010, 14 dezembro - Nova proposta da DRCAlentejo para a classificação como de IIP - Imóvel de Interesse Público e de ZEP; 2011, 19 dezembro - Parecer da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP - Monumento de Interesse Municipal e de ZEP; 2012, 31 agosto - Anúncio n.º 13372/2012 publicado no DR, 2.ª série, n.º 169, de projeto de decisão de classificação como MIP e fixação de ZEP.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Rosário Gordalina 2003

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login