Anta da Coutada de Alcogulo / Anta 1 do Alcogulo *1

IPA.00001681
Portugal, Portalegre, Castelo de Vide, São João Baptista
 
Anta com corredor.
Número IPA Antigo: PT041205040004
 
Registo visualizado 85 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Funerário  Anta    

Descrição

Sepultura de sete esteios, estando partidos o 2º e o 6º. É mais larga do que alta, com chapéu constituído por uma grande laje, inteira, apoiada nos 3º, 4º e 7º esteios. Apresenta corredor aberto a E., com um comprimento mínimo de 4,50 m, existindo ainda três lajes da sua cobertura *1.

Acessos

A 7 Km a O. de Castelo de Vide, a uma altitude de 342 m. Sair de Castelo de Vide pela EN. 246 em direcção a Alpalhão; decorridos c. de 4 km, cortar para a zona industrial e, após a estação de caminhos de ferro, tomar a EM. que dá acesso à Alagoa; c. do pontão da Ribeira de Nisa, seguir por um caminho carreteiro à direita; c. de 20 m à frente, existe um muro de divisão de propriedades, à esquerda; caminhando paralelamente a este muro, para O., cerca de 500 m, encontra-se o monumento, junto à linha férrea do Ramal de Cáceres. WGS84 (graus decimais) lat.: 39,411260; long.: -7,499062

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG, 1.ª série, n.º 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Rural, isolado, junto a um muro de divisão de propriedade, cercado de vegetação rasteira e de alguns arbustos.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Funerária: anta

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Megalítico

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

4000 a.C. - 2000 a.C. - construção; 1867 - 1868 - escavações por Pereira da Costa; 1975 - o proprietário era então Lecocq.

Dados Técnicos

Estrutura de lajes parcialmente enterradas e encostadas de topo. Cobertura constituída por laje de pedra apoiada nos esteios; corredor com estrutura semelhante.

Materiais

Granito.

Bibliografia

COSTA, F. A. Pereira da, Monumentos Pré-históricos. Descrição de Alguns Dolmens ou Antas de Portugal, Lisboa, 1868; Jornal O Povo, Castelo de Vide, 2 de Novembro de 1913; LEISNER, G., V., Die Megalithgraber der Iberischen Halbinsel, Berlim, 1959; REPENICADO, António Vicente Raposo, Apontamento da Notável Vila de Castelo de Vide, Castelo de Vide, 1969; RODRIGUES, M. C. Monteiro, Carta Arqueológica do Concelho de Castelo de Vide, Lisboa, 1975; COELHO, Possidónio Mateus Laranjo, Terras de Odiana, Marvão e Castelo de Vide, 1988; OLIVEIRA, Jorge de et alt., Antas-capelas e Capelas Junto a Antas no Território Português, A Cidade, Évora, Dezembro de 1996.

Documentação Gráfica

IHRU:DGEMN/DSID; CMCastelo de Vide - Secção de Arqueologia e PDM; IPPAR

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID; CMCastelo de Vide - Secção de Arqueologia e PDM; IPPAR

Documentação Administrativa

CMCastelo de Vide - Secção de Arqueologia e PDM; Registo cadastral: Secção E, artigo 8, parcela 3, Freguesia de São João Baptista

Intervenção Realizada

Secção de Arqueologia da Câmara Municipal de Castelo de Vide: 1986 - estudo; 1990 e 1993 - actualizações do estudo anterior.

Observações

*1 - designada por Pereira da Costa, como Anta da Borda da Coutada do Porto dos Pinheiros; *2 - sob a cobertura, conjectura-se a existência de 3 esteios de cada lado; constituindo um dos melhores exemplares da região, seria importante a inclusão do monumento no roteiro turístico da vila.

Autor e Data

Rosário Gordalina 1991 / Domingos Bucho 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login