Arraial do Barril / Armação do Barril

IPA.00016301
Portugal, Faro, Tavira, Santa Luzia
 
Armação de pesca construída no séc. 19, para pesca do atum, a qual fazia parte do conjunto de quatro armações ou arraiais que suportaram aquela actividade na costa do concelho de Tavira: Abóbora, Barril, Livramento e Medo das Cascas (COSTA 2000).
Número IPA Antigo: PT050814080062
 
Registo visualizado 1499 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Conjunto arquitetónico   Edifício  Cinegético e piscatório      

Descrição

Acessos

Santa Luzia, percurso a pé ou por via férrea particular (do aldeamento turístico Pedras d'El Rei) a partir da EM 1347 (Santa Luzia - EN 125)

Protecção

Incluído no Parque Natural da Ria Formosa.

Enquadramento

Orla marítima, isolado, implantado em posição central na ilha de Tavira (uma das ilhas barreira da Ria Formosa) entre a praia chamada das Cascas, local do antigo Arraial do Medo das Cascas, junto à Barra do Cochicho (barra artificial que serve a cidade de Tavira), e a praia do Arraial do Livramento, junto à Barra da Fuseta.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Utilização Actual

Propriedade

Privada

Afectação

Época Construção

Séc. 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

1867 - fundação da Armação do Barril, por José Pires Padinha (importante comerciante, armador e industrial de Tavira) e dois sócios; 1913, 17 de Julho - Aprovação da Lei nº 63 que permita à autarquia cobrar um imposto sobre a actividade das armações de atum do concelho e aplicar os fundos em melhoramentos urbanísticos; 1966, 19 Agosto - o Decreto-Lei n.º 47.155 aprova a desafectação da ilha de Tavira do Domínio Público Marítimo, permitindo o aproveitamento das estruturas construídas no interior do seu perímetro para fins de apoio à actividade turística; 2001, 30 Novembro - a Assembleia Municipal de Tavira aprova o regulamento do Museu Municipal do Concelho de Tavira, publicado no edital n.º 67/2002 de 4 de Janeiro de 2002 (D.R. n.º 42 II Série 19 Fevereiro 2002); integram este museu municipal o Museu da Cidade, o Museu da Terra e o Museu do Mar, sendo este distribuído por quatro núcleos museológicos: o núcleo do Arraial do Barril, o núcleo da Pesca do Atum, o núcleo do Polvo e o Centro Interpretativo do Forte do Rato (v. PT050814050008).

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

COSTA, Fausto, A Pesca do Atum nas Armações da Costa Algarvia, Lisboa, Ed. Bizâncio, 2000; Diário da República, Decreto-Lei n.º 47.155, 19 de Agosto de 1966; Diário da República n.º 42, II Série, 19 Fevereiro 2002; DIAS, J.A., FERREIRA, Ó., e MOURA, D., O Sistema de Ilhas-Barreira da Ria Formosa - 3.º SIPRES, Simpósio Interdisciplinar sobre Processos Estuarinos, Maio 2004 (http://w3.ualg.pt/~jdias/JAD/papers/xOP/04_Humedales.pdf, 30 Agosto 2007); FRANCO, Mário Lyster, A Pesca do Atum na Costa do Algarve: Achegas para a sua História (Separata Correio do Sul), Faro, s.n., 1947; SANTOS, Luís Filipe Rosa, A Pesca do Atum no Algarve, Loulé, Tipografia Comercial, 1989; http://br.geocities.com/taviruas/Ruas_G_H_I_J.htm.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID, SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. *1 - "A ocupação da ilha de Tavira na zona do arraial do Barril pode ser apontada como um bom exemplo de exploração turística com minimização de impactes, no sistema da Ria Formosa. O acesso (...) efectua-se por uma ponte pedonal (...) evita que os veículos motorizados acedam facilmente à ilha. (...) A existência do aterro onde se instalou a linha do combóio veio possibilitar a concentração dos impactes induzidos pelos visitantes a esta faixa estreita, libertando as áreas restantes do pisoteio e de outras actividades nocivas." (DIAS, FERREIRA e MOURA 2004)

Autor e Data

Rosário Gordalina 2003 / Ricardo Agarez 2007

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login