Casa da Quinta da Costeira / Capela de Nossa Senhora de Lourdes

IPA.00016266
Portugal, Aveiro, Oliveira de Azeméis, Carregosa
 
Casa abastada com capela.
Número IPA Antigo: PT010113010049
 
Registo visualizado 529 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Casa abastada  

Descrição

Casa principal edificada num plano superior ao da casa rural dos pais do bispo (séc. 16). Capela dedicada a Nossa Senhora de Lourdes, implantada no alto de uma escadaria monumental, com fachada ladeada por duas altas e estreitas torres, é aberta por nichos contendo 4 esculturas de granito representando os evangelistas, sobrepondo-se ao vértice uma imagem da Virgem. tendo no interior frescos e painéis de azulejos representativos de alguns passos da bíblia. O INTERIOR da casa principal tem os salões e quartos mais importantes com tetos em estuque e as portas são de 2 folhas encimadas por bandeiras envidraçadas. Na casa de jantar existe um oratório.

Acessos

Lugar Carregosa

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público, Portaria n.º 46/2014, DR, 2.ª série, n.º 14, de 21 janeiro 2014

Enquadramento

Rural, isolado. O acesso à casa faz-se através de um caminho que se desenvolve desde a entrada da quinta, tendo à frente um jardim de buxos e japoneiras.(v.PT010113030048) . Diversas construções circundam a casa principal, onde funcionam a escola de equitação e as cavalariças.

Descrição Complementar

No dia 1 de Agosto, celebra-se na quinta da Costeira a festa de Carregosa, mantendo-se a tradição de abrir os portões todos da quinta, indo os populares em peregrinação até à capela. Além da casa principal existem ainda: 2 torres onde estão instalados serviços de apoio à escola de equitação, casa do séc. 16

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

PINTORES: Pereira Cão (tectos da capela), Miguel da Costa (azulejos da capela)

Cronologia

Séc. 19 - o edifício é mandado construir por Manuel Correia de Bastos Pina, bispo de Coimbra e conde de Arganil; 1900 - o bispo decidiu construir um santuário, enchendo "a quinta de grutas sagradas e santos em em altos pedestais de pedraria, servindo alguns deles de fontanários; 1902 - construção da capela da casa pelos operários que se encontravam a recuperar a Sé de Coimbra, tendo assistido à sua inauguração 5 bispos e 9.000 pessoas; 1908 - chegaram a ir à quinta mais de 20.000 peregrinos; 1998 - Proposta de classificação apresentada por particular; 2001, 16 abril - Proposta de abertura da DRPorto; 26 abril - Despacho de abertura do Vice-Presidente do IPPAR; 2003, 30 junho - Proposta da DRPorto para a classificação como CIP; 2004, 12 maio - Parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR; 21 junho - Despacho de homologação do Ministro da Cultura; 2011, 1 julho - Proposta da DRCNorte.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

AFONSO, Marília (Texto), LOPES, Humberto (Fotografias), Quinta da Costeira: Espaço agrícola e pólo de recreio, in Casas de Portugal, nº 26, 2001; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/3924581 [consultado em 20 dezembro 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA; Diocese do Porto: Secretariado Diocesano de Liturgia

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO.

Autor e Data

Cecília Matias 2002

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login