Pelourinho da Lousã

IPA.00001603
Portugal, Coimbra, Lousã, União das freguesias de Lousã e Vilarinho
 
Pelourinho do séc. 20, de bloco prismático, com soco quadrangular de três degraus, de onde evolui base cúbica e fuste cilíndrico. Remate cúbico com decoração antropomórfica.
Número IPA Antigo: PT020607030002
 
Registo visualizado 519 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comemorativo  Memória de pelourinho    

Descrição

Estrutura em cantaria de grês, composta por soco quadrangular de três degraus, onde assenta cubo e o fuste circular, rematada por bloco, decorado por quatro rostos humanos (parecem ser dois homens e duas mulheres), segundo os pontos cardiais, mas unidos entre si.

Acessos

Largo fronteiro à fachada posterior dos Paços do Concelho, na Rua Dr. João Santos. WGS84 (graus decimais) lat.: 40.110812; long.: -8.245739

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto de 16-06-1910, DG n.º 136 de 23 junho 1910

Enquadramento

Urbano, isolado, aparecendo discreto entre as árvores que ladeiam a rua e o edifício da Câmara (v. PT020607030037) e junto à Igreja Paroquial (PT020607030032).

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comemorativa: memória de pelourinho

Utilização Actual

Comemorativa: memória de pelourinho

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1080 - fundação da vila junto ao Castelo, por D. Sisnando, Senhor de Coimbra; 1151 - concessão de foral por D. Afonso Henriques, confirmado por D. Afonso II; 1513, 25 Outubro - concessão de foral por D. Manuel I; provável construção de um pelourinho primitivo, implantado no largo fronteiro aos antigos edifícios dos Paços do Concelho e igreja matriz (LEMOS, 1989); 1708 - a povoação, com 200 vizinhos, pertence aos Duques de Aveiro; tem juiz de fora, que exerce o cargo de juiz dos órfãos, 3 vereadores, um procurador do concelho, escrivão da câmara, 3 tabeliães, um escrivão das sizas, um almoxarife e um juiz dos direitos reais; 1758 - nas Memórias Paroquiais, assinadas pelo pároco Boaventura de Aguiar e Carvalho, é referido que a povoação com 702 vizinhos, pertence ao Duque de Aveiro, ao tempo, D. José de Mascarenhas; tem juiz de fora, que exerce em Penela, câmara com vereadores e procurador do concelho; 1867 - encontrava-se encostado ao cunhal dos Paços do Concelho, agarrado com gatos de ferro; séc. 20, início - destruído quase completamente no local onde se encontrava, junto a um dos cunhais do edifício da Câmara; anos 40 - reconstrução com base em desenhos, descrições oitocentistas e fragmentos e imagem de outros pelourinhos da época; 1942 - a DGEMN não aprova esta reconstituição por escassez de elementos existentes do antigo pelourinho que permitissem cópia fiel.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo.

Materiais

Estrutura em cantaria de grês vermelho da Serra do Alveite (Góis).

Bibliografia

Arquivo Pitoresco, n.º 1866, 1866-1867; CHAVES, Luís, Pelourinhos Portugueses, Gaia, 1930; CORREIA, Vergílio e GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Coimbra, Lisboa, 1952; COSTA, António Carvalho da (Padre), Corografia Portugueza…, vol. II, Lisboa, Valentim da Costa Deslandes, 1708; DIAS, Pedro, REBELO, Fernando, Lousã. A Terra e as Gentes, Lousã, 1985; LEMOS, Alvaro V., O Pelourinho da Lousã, Lousã, 1989; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/70739 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DREMC, DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DREMC, DGEMN/DSID, SIPA

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DREMC; DGARQ/TT: Memórias Paroquiais (vol. 21, n.º 151, fl. 1305-1312)

Intervenção Realizada

Séc. 20, anos 40 - obras de reconstrução.

Observações

Autor e Data

Margarida Alçada 1984 / João Cravo 1993 / Francisco Jesus 1998

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login