Marca de Enfiamento da Barra do Ave / Facho de Azurara / Farolim da Barra do Ave

IPA.00015616
Portugal, Porto, Vila do Conde, Azurara
 
Marca de sinalização da Barra do Ave, construída no séc. 17 / 18, de planta retangular e forma prismática, com grande simplicidade e pureza de linhas, possuindo a face principal com barras pintadas de vermelho alternadas com faizas de azulejos brancos. Constitiu um dos poucos exemplares ainda subsistentes ao longo do litoral de Portugal.
Número IPA Antigo: PT011316020051
 
Registo visualizado 511 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Comunicações  Facho    

Descrição

Construção de alvenaria de granito, em forma de prisma rectangular truncado, estreitando para cima, com a face voltada ao mar, a O., na vertical e a tardoz, a E., inclinada. O plano exposto a O. subdividido em cinco barras intercaladas no seu acabamento, por superfícies rebocadas pintadas de vermelho e revestidas a azulejo branco. O remate superior em empena triangular, apresenta ao centro a campânula da aparelhagem óptica, ladeada nas extremidades por pináculos lisos. Nesta superfície são ainda visíveis, na parte inferior, dois ganchos metálicos *1, uma porta quadrangular metálica no centro e quase a chegar à campânula três barras metálicas horizontais que servem de escada. As superfícies laterais e tardoz apresentam-se em pedra aparente

Acessos

Azurara, Rua do Gaiato. WGS84 (graus décimais) lat.: 41,337700; long.: -8,736880

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado, nas proximidades do mar. Implanta-se em pinhal, confrontante com a Rua do Gaiato, erguendo-se sobre um afloramento rochoso. Na proximidade do Parque de Campismo de Árvore e Vila do Conde, e do Clube Nacional de Montanhismo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comunicações: facho

Utilização Actual

Comunicações: farolim

Propriedade

Pública: Estatal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18 (conjetural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 - 18 - Provável construção da marca; séc. 20, anos 80 - a superfície exposta a O. era totalmente revestida a azulejo branco e apresentava a escada pendurada nos elementos metálicos inferiores.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito, revestida num dos lados a reboco pintado de vermelho e azulejos brancos; porta, ganchos e barra em ferro pintado.

Bibliografia

Guia de Portugal, 1º Volume, Coimbra, 1985.

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

APDL: Séc. 20, anos 90 - Reparações diversas.

Observações

Esta marca faz conjunto com uma outra localizada junto à EN 13 (v. PT011316040028). Da designação de facho, referida no Guia de Portugal, talvez se entenda que inicialmente seria colocado neste local qualquer fonte luminosa à custa do fogo. Segundo ainda o mesmo livro, este farolim é rotativo, de luz vermelha, com um período de 11 segundos e um alcance de sete milhas. *1 - Para suportar a escada de apoio para manutenção da lanterna

Autor e Data

Isabel Sereno 2001

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login