Ponte Medieval sobre o Rio Cesarão / Ponte Romana em Vilar Maior / Ponte Românica em Vilar Maior

IPA.00001511
Portugal, Guarda, Sabugal, União das freguesias de Aldeia da Ribeira, Vilar Maior e Badamalos
 
Ponte romana de três arcos de volta perfeita, com tabuleiro rampante e talhamares triangulares. Ponte com possível construção romana, reconstruído no período medieval, ainda actualmente atravessada por tráfego rodoviário e pedonal, apresentando vários aparelhos de cantaria, revelando sucessivas reconstruções. Tabuleiro pavimentado com cubos de granito. Os talhamares não são perpendiculares à estrutura, formando ligeira torsão, com o mesmo tipo de solução de Aldeia da Ponte; o vértice do tabulerio não corresponde ao topo de um arco, como é usual.
Número IPA Antigo: PT020911400018
 
Registo visualizado 97 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Ponte / Viaduto  Ponte pedonal / rodoviária  Tipo arco

Descrição

Ponte de três arcos de volta perfeita, sendo um de menor diâmetro e pé-direito, com 45 m. de comprimento, 4,4 de largura, em estrutura de granito com aparelhos diversois, dotada de dois talhamares de secção triangular, a montante, que não são perpendiculares à ponte, apresentando uma ligeira torção. Tabuleiro rampante de duas faces, com parapeito em cantaria, pavimentado a cubos de granito, não estando o vértice num dos topos do arco.

Acessos

Rua da Ponte

Protecção

Categoria: MIP - Monumento de Interesse Público / ZEP, Portaria n.º 202/2018, DR, 2.ª série, n.º 58/2018 de 22 março 2018

Enquadramento

Urbano, isolado, situado no limite aglomerado, em local plano sobre o Rio Cesarão, no sopé do cabeço do Castelo; proximidade da Capela de São Sebastião e de algumas casas rústicas. Junto à margem S., surge uma fonte que serve para rega e de bebedouro para animais.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: ponte

Utilização Actual

Transportes: ponte

Propriedade

Pública: municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 02 / 04

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 02 - 04 - hipotética edificação *1; séc. 13 / 14 - hipotética construção ou reconstrução por iniciativa Leonesa ou mais tarde por D. Dinis; 1509 - desenhada por Duarte d'Armas; 1909 - danificações causadas pelas cheias, obriga a uma reparação da estrutura; 1973, 19 novembro - proposta de classificação pela DGEMN; 1974, 13 novembro - parecer da 4.ª Sub-Secção da 2.ª Secção da Junta Nacional de Educação, a propor a classificação como Imóvel de Interesse Público; 30 dezembro - Despacho de homologação da classificação pelo Secretário de Estado da Cultura e Investigação Científica; 2014, 06 março - o procedimento caduca nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009; 25 junho - proposta da DRC do Centro para a abertura de novo processo de classificação; 05 julho - despacho de concordância de abertura do processo de classificação pelo diretor-geral da DGPC; 01 agosto - Despacho do Secretário de Estado da Cultura a aprovar a abertura do processo; 03 novembro - publicação do Anúncio de abertura do processo de classificação, em Anúncio n.º 258/2014, DR, 2.ª série, n.º 211; 2016, 30 novembro - proposta da DRC do Centro para a classificação da ponte como Monumento de Interesse Público; 2017, 07 junho - parecer favorável à categoria de classificação da SPAA do Conselho Nacional de Cultura; 19 junho - despacho de concordância da diretora-geral da DGPC; 25 outubro - publicação do Projeto de decisão relativo à classificação da ponte como Monumento de Interesse Público e fixação da Zona Especial de Proteção, em Anúncio n.º 190/2017, DR, 2.ª série, n.º 206/2017.

Dados Técnicos

Estrutura mista.

Materiais

Granito, cantaria, aparelho isódomo.

Bibliografia

CORREIA, Joaquim Manuel, Terras de Riba-Côa, Memórias sobre o Concelho do Sabugal, Lisboa, 1946; DIAS, Mário Simões, Vilar Maior - História, Monumentos e Lendas, Guarda, 1996; Pontes romanas de Portugal [dir. de PINTO, Paulo Mendes], Lisboa, 1998; RIBEIRO, Aníbal Soares, Pontes Antigas Classificadas, Lisboa, 1998; Plano de desenvolvimento do Sabugal em revisão, in Nova Guarda, 07 Junho 2006.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Observações

*1 - foram detectados na povoação diversos achados avulsos da época romana.

Autor e Data

Margarida Conceição 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login