Igreja Paroquial de Sobral Pichorro / Igreja de Nossa Senhora da Graça

IPA.00001463
Portugal, Guarda, Fornos de Algodres, União das freguesias de Sobral Pichorro e Fuinhas
 
Arquitectura religiosa, barroca e vernácula. Igreja paroquial com elementos setecentistas: frontão curvilíneo no pórtico principal em arco abatido; coroamento curvilíneo entrecortado. Arquitectura regional: planta longitudinal; dois rectângulos justapostos; vãos em arco recto de moldura simples ou com friso interrompido superiormente; tratamento menos cuidado nos alçados secundários.
Número IPA Antigo: PT020905130011
 
Registo visualizado 512 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal; dois rectângulos justapostos; cobertura diferenciada a duas águas e a três águas na sacristia. Fachada principal: orientada a O.; embasamento proeminente; pano único; dois registos; 1º registo: pórtico em arco abatido encimado frontão curvilíneo enquadrando florão; 2º registo: janela em arco recto; coroamento curvilíneo entrecortado com cruz central e por jarrões laterais; torre sineira adossada a S.: planta quadrada; embasamento proeminente em cantaria; três registos separados por frisos; 1º e 2º registos: cegos; 3º registo: abertura sineira em arco pleno; empena recta com cornija e quatro jarrões; coroamento piramidal bojudo; sacristia adossada a N.: janela em arco recto. Alçado S.: corpo da nave: embasamento proeminente em cimento; dois registos; 1º registo: porta em arco recto de moldura simples; 2º registo: três janelas em arco recto de moldura simples; corpo da capela-mor: janela idêntica; empena recta sem cornija; corpo da torre: 1º registo: janela em arco recto; 2º registo: janela idêntica; 3º registo: abertura sineira em arco pleno. Alçado N.: embasamento proeminente em cimento; 1º registo: três janelas e porta em arco recto da sacristia; 2º registo: porta em arco recto e escada de acesso ao coro; empena recta sem cornija. Interior: uma nave. Nave: pavimento: tijoleira e lajeado central; iluminada por três janelas a S.; cobertura tripartida em madeira; lambril de azulejos; coro-alto de madeira; porta em arco recto e púlpito no muro S.; com balcão quadrado de cantaria; arco triunfal de volta perfeita. Capela-mor: pavimento: lajeado; iluminada a S. por janela; cobertura tripartida em madeira; lambril de azulejos; porta em arco recto a N. de acesso à sacristia. *2

Acessos

Largo da Igreja

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano; isolado; situado em terreno desnivelado na confluência de várias vias; fronteiro à Capela de Santo Cristo.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Viseu)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 13 - possível existência da povoação de Sobral Pichorro, cujo toponómio original era Soveral; repovoamento talvez devido à acção da paróquia de Algodres, donatária do lugar; séc. 18, finais - hipotética edificação de igreja; era Curato da apresentação do Prior da Abadia de Santa Maria de Algodres; 1856 - construção da torre sineira a expensas dos moradores; séc. 20, meados - colocação do lambril de azulejos interior; o retábulo de talha dourada do altar-mor foi retirado e levado para Viseu; foram também retirados outros retábulos; 1984, 29 maio - Parecer da Assessoria Técnica do IPPC a propor a classificação como VC; despacho de homologação do Ministro da Cultura; 2009, 23 outubro - caduca o processo de classificação conforme o Artigo n.º 78 do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206, alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251 de 28 dezembro 2012, que faz caducar os procedimentos que não se encontrem em fase de consulta pública.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes; tecto plano

Materiais

Granito, cantaria e alvenaria; madeira; betão; aparelho isódomo; revestimento inexistente e reboco; telha de canudo.

Bibliografia

MARQUES, Pinheiro, Terras de Algodres ( Concelho de Fornos ), Fornos de Algodres, 1938.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: 1991 - substituição dos rebocos interiores e exteriores, reparação das coberturas e pavimentação do adro.

Observações

*1 DOF. Igreja de Nossa Senhora da Graça e seu recheio, em Fornos de Algodres. *2 Sacristia: planta rectangular; pavimento: tijoleira; iluminada por três janelas a N.; tecto plano de madeira.

Autor e Data

Margarida Conceição 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login