Núcleo de Arte Rupestre da Faia - Vale Afonsinho

IPA.00001452
Portugal, Guarda, Figueira de Castelo Rodrigo, União das freguesias de Algodres, Vale de Afonsinho e Vilar de Amargo
 
Sítio pré e proto-histórico. Arte rupestre paleolítica. Gravura picotada e levemente abradida representando um motivo zoomórfico naturalista de estilo atribuível ao Magdalenense.
Número IPA Antigo: PT020904140021
 
Registo visualizado 85 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Sítio  Sítio pré e proto-histórico  Arte rupestre      

Descrição

Um único sítio na margem direita do rio Côa, designado pelos investigadores como Faia 7, é constituído por um abrigo sob rocha que se formou pela deslocação e derrocada de grandes blocos graníticos. Identificada uma gravura de um auroque obtido por picotagem e abrasão e figurado em posição sub-vertical no painel constituído pela face lateral direita de entrada do abrigo ( CNART, 1999 ).

Acessos

A partir de Algodres, caminho de pé posto que termina distante do sítio. O abrigo é inacessível sem equipamento adequado *1. GAUSS: M-287.3, P-441.9 ( N ) M-287.2, P-440.7 ( S ), Fl.151

Protecção

Categoria: MN - Monumento Nacional, Decreto n.º 32/97, DR, 1ª série, nº 150 de 2 de julho de 1997 / Incluído no Conjunto dos núcleos de arte rupestre do Vale do Côa (v. PT010914170042)

Enquadramento

Limite montante da área de dispersão da arte rupestre, o rio Côa corre aqui encaixado, entre escarpas graníticas. Domina o tom selvagem, isolado e imponente do lugar, de relevo vigoroso e abrupto e vegetação rasteira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Não aplicável

Utilização Actual

Não aplicável

Propriedade

Privada: pessoa singular *2

Afectação

Época Construção

Paleolítico

Arquitecto / Construtor / Autor

Não aplicável

Cronologia

c. 16 000 a 10 000 BP, Magdalenense - período provável de gravação do bovídeo ( CNART, 1999 ); 1990, década - O núcleo foi inventariado pelo Centro Nacional de Arte Rupestre.

Dados Técnicos

Gravura obtida por picotagem e leve abrasão.

Materiais

Granito

Bibliografia

REBANDA, Nelson, Os trabalhos arqueológicos e o complexo de arte rupestre do Côa, Lisboa, [ 1995 ]; CARVALHO, António Faustino de, ZILHÃO, João; AUBRY, Thierry, Vale do Côa. Arte Rupestre e Pré-História, Lisboa, 1996; ZILHÃO João ( Coord. ), Arte rupestre e pré-história do vale do Côa. Trabalhos de 1995-1996, Lisboa, 1997; BAPTISTA, António Martinho, A Arte dos caçadores paleolíticos do vale do Côa, Vila Nova de Foz Côa, 1999 ( no prelo ); CNART ( Centro Nacional de Arte Rupestre ), Inventário da arte rupestre do Vale do Côa, 1999 ( informatizado, não publicado ); http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/16004552 [consultado em 2 janeiro 2017].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID; CNART

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, IVP: CNART

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - Não é visitável em esquema de visita organizada pelo Parque Arqueológico Vale do Côa. *2 - O Parque Arqueológico Vale do Côa encontra-se em fase de preparação ou negociação da aquisição dos terrenos correspondendo aos núcleos de gravuras rupestres; *3 - A rocha e o traço encontram-se erosionados e muito polidos uma vez que o painel se situa a uma cota baixa, sofrendo influência das cheias no Inverno; *4 - Não é possível determinar por não ter sido ainda objecto de estudo.

Autor e Data

Alexandra Cerveira 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login