Capela de Bornes / Capela do Sagrado Coração de Jesus

IPA.00014054
Portugal, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar, Bornes de Aguiar
 
Arquitectura religiosa, maneirista e barroca. Capela seiscentista de planta rectangular composta de nave e capela-mor, mais baixa e estreita, com sacristia adossada à fachada lateral esquerda. Fachadas em cantaria aparente, com cunhais apilastrados e terminadas em cornija. Fachada principal terminada em empena recortada e rasgada por portal de verga recta entre pilastras sustentando entablamento, sobrepujado por janela rectangular e cartela. Fachada lateral esquerda com janela de capialço e a oposta com janelas na nave e capela-mor e porta travessa de verga recta e frontão triangular; a posterior é cega e termina em empena. Interior com coro-alto de madeira, púlpito do lado do Evangelho, duas capelas laterais confrontantes com retábulos de talha dourada barroca, e dois retábulos colaterais de ângulo, também barrocos, ladeando o arco triunfal de volta perfeita. Na capela-mor, retábulo de talha neoclássica, de planta convexa e três eixos.
Número IPA Antigo: PT011713030045
 
Registo visualizado 373 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta rectangular composta de nave e capela-mor rectangular, mais baixa e estreita, com sacristia, também rectangular, adossada a N.. Volumes horizontais escalonados com coberturas diferenciadas em telhados de duas e três àguas. Fachadas em alvenaria de granito aparente percorridas por embasamento e terminadas em friso e cornija moldurada, com cunhais apilastrados coroados por pináculos de remate esférico. Fachada principal orientada a O., com pilastras coroadas por fogaréus, terminada em empena recortada com frontão semicircular encimado por cruz sobre acrotério. Portal de verga recta moldurada, ladeado por pilastras sustentando friso e cornija, encimado por janela rectangular gradeada e ladeado de duplos óculos circulares moldurados; sobre a janela surge ampla cartela circular de moldura recortada nos ângulos. Na fachada lateral N. rasga-se uma janela de capialço na nave, e o corpo da sacristia é rasgado a O. por janela rectangular jacente e fresta de capialço gradeadas, sobrepostas; a O. é coroada por sineira, em arco de volta perfeita, sobre pilasres, ladeados de aletas, albergando sino, e rematada em cornija encimada por pináculos piramidais. Na fachada lateral S. rasgam-se dois janelões rectangulares de capialço, gradeados, um na nave e outro na capela-mor, e porta travessa de verga recta com frontão triangular coroado por cruz latina relevada, apresentando tímpano ornado com florão e acantos. Fachada posterior da capela-mor cega e terminada em empen, coroada por cruz latina sobre acrotério, e a sacristia é rasgada por janela rectangular jacente e fresta de capialço, sobrepostas. INTERIOR de espaço diferenciado, com as paredes rebocadas e pintadas de branco, com azulejos industriais de padrão geométrico azul e branco, formando silhar, pavimento em madeira e cobertura em falsa abóbada de berço, de madeira, o da nave pintado com os quatro Evangelistas sobre acrotérios, interligados por festões e, ao centro, a representação da Fé; a cobertura a assenta em cornija e possui tirantes de ferro. Coro-alto de madeira, acedido por escada de um lanço adossada do lado da Epístola, com guarda em balaustrada de madeira pintada de castanho e verde. No sub-coro, o portal é ladeado por pia de água benta gomeada e com nicho concheado. Do lado do Evangelho, surge púlpito pétreo de bacia quadrada sobre mísula ornada, com guarda em balaustrada e escada pétrea com guarda e corrimão em madeira pintada de castanho. Em posição confrontante abrem-se capelas laterais, com arco de volta perfeita sobre pilastras molduradas e fecho relevado, albergando retábulos de talha dourada idênticos, sendo o do lado do Evangelho dedicado ao Sagrado Coração de Jesus e o oposto a Nossa Senhora da Conceição, este último ladeado por pia de água benta de gomos muito pronunciados e alongados e nicho concheado com florão. Arco triunfal de volta perfeita, de intradorso moldurado, com remate em florão, sobre pilastras molduradas, ladeado por dois retábulos colaterais, dispostos de ângulo, de talha dourada e policroma, sendo o do lado do Evangelho dedicado a Nossa Senhora do Rosário e o do lado oposto a Santo António. Na capela-mor, sobre supedâneo com acesso por degraus frontais, surge o retábulo-mor, de talha a marmoreados fingidos, a rosa, azul e dourado, de planta convexa e três eixos, definidos por duas pilastras exteriores e quatro colunas interiores, de terço inferior marcado por anel e elemento fitoórfico, assentes em plintos paralelepipédicos e de capitéis coríntios; ao centro, abre-se tribuna em arco de volta perfeita, interiormente com fundo pintado de flores e albergando trono com quatro degraus, encimado por resplendor com IHS; nos eixos laterais surgem painéis sobrepostos por mísulas com imaginária; ático em espardar curvo, rematado em cornija, sobreposta por acantos relevados e com fogaréus no alinhamento das colunas. Cobertura em falsa abóbada de berço, em madeira, pintado com festões intercalando cartelas inscritas e, ao centro, cartela com adoração da custódia.

Acessos

Rua Central

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural. Colocada de flanco para a rua central da aldeia, em posição sobranceira ao largo onde se ergue o Cruzeiro de Bornes de Aguiar (v. PT011713030025). Isolada, envolvida ê frente e do lado N., por adro empedrado e arborizado com oliveiras, cerrado por muro de granito percorrido por bancos de pedra e rematado na zona frontal por gradeamento de ferro com remate em lanças. A espaços regulares, pilaretes moldurados enquadram também os acessos feitos por dois portões laterais e um frontal, este antecedido por escadaria de pedra exterior.

Descrição Complementar

Os retábulos laterais da nave apresentam planta côncava, um só eixo vertical, com dois pares de colunas pseudosalomónicas ornamentadas por pâmpanos, aves e anjinhos, e ático em arquivoltas rematadas por cabeça alada de anjo. Os retábulos colaterais apresentam planta recta de um só eixo vertical, sendo o corpo cingido por robustas colunas pseudosalomónicas ornamentadas por pâmpanos e aves e ainda anjinhos no do lado da Epístola. Banco marcado pelos plintos das colunas que exibem anjinhos, entablamento coroado por urnas no reá³bulo do lado do Evangelho e querubins no do outro lado. Áticos de ornamentação vegetalista na cor verde rematados por baldaquinos dourados. A capela-mor tem no centro do pavimento uma pedra tumular armoriada com a inscrição: "SA DE ANTONI / O MACHADO / PINTO E DE SVA / MVLHER E HER / DEIROS 1738".

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 14 / 17 / 18 / 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 14 - provável construção da primitiva capela; séc. 17 - remodelação da capela e provável execução dos retábulos laterais; séc. 18 - provável execução dos retábulos colaterais; 1738 - data da pedra tumular armoriada inserida no pavimento da capela-mor; 1758, 10 Março - segundo o reitor Manuel da Silva Nunes nas Memórias Paroquiais da freguesia, o lugar de Bornes tinha 47 fogos e na capela estava o Santíssimo Sacramento, que era de toda a freguesia, e cinco altares, estando em tudo muito bem adornada; séc. 19 - provável execução do retábulo-mor.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura, embasamento, cornijas, molduras de vãos, sineira, polpito e pavimento da capela-mor, de granito; coro-alto, tectos e pavimento da nave, de madeira; cobertura exterior de telha; silhar de azulejo cerâmico industrial; grades das janelas, de ferro.

Bibliografia

CAPELA, José Viriato, BORRALHEIRO, Rogério, MATOS, Henrique, As Freguesias do Distrito de Vila Real nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património, Braga, 2006.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

Ricardo Teixeira 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login