Pelourinho de Coimbra

IPA.00001268
Portugal, Coimbra, Coimbra, União das freguesias de Coimbra (Sé Nova, Santa Cruz, Almedina e São Bartolomeu)
 
Pelourinho quinhentista, de bola, com elemento heráldico, de fuste cilíndrico, de que resta o remate com esfera armilar e cruz de Cristo.
Número IPA Antigo: PT020603020024
 
Registo visualizado 645 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição eclesiástica  Tipo bola

Descrição

Fragmentos de um pelourinho em ferro, compondo uma esfera armilar e uma grimpa com bandeira e cruz de Cristo *1.

Acessos

Arquivo Histórico Municipal, Rua Pedro Monteiro. WGS84 (graus decimais) lat.: 40.209393; long.: -8.415899

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 23 122, DG, 1ª série, nº 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Uma parte da coluna encontra-se no ângulo SO. do claustro da Igreja da Graça (?) e o remate no Arquivo Histórico Municipal

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1085, 29 Maio - concessão de foral por D. Afonso VI de Castela; 1110, 26 Maio - o Conde D. Henrique concede foral a Coimbra; 1111, 26 Maio - doação de novo foral, ampliando os privilégios anteriores; 1179, Maio - D. Afonso Henriques concede-lhe novo foral; 1516, 04 Agosto - doação de foral novo por D. Manuel I; provável construção do pelourinho, colocado no largo de São Bartolomeu; 1610 - retirado do lugar primitivo para ser reaproveitado na construção de chafariz na portagem; 1758, 29 Junho - nas Memórias Paroquiais, assinadas pelo pároco António Costa Pacheco, é referido que a cidade é do bispo-conde de Coimbra e cabeça de comarca; tem juiz de fora e do cível, com juiz de crime que exerce, simultaneamente, o cargo de juiz dos órfãos; tem provedor da Comarca; o Senado é composto por 4 vereadores, um deles da Universidade, nomeado rotativamente pelas faculdades de Cânones, Leis e medicina; tem procurador e escrivão; na povoação, existe um procurador do rei; 1836 - apeado da portagem pelo Município.

Dados Técnicos

Fragmento.

Materiais

Remate em ferro.

Bibliografia

Carneiro da Silva, O Pelourinho Coimbrão, in Diário de Coimbra, 4 de Junho de 1984; MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/73253 [consultado em 11 agosto 2016].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

DGARQ/TT: Memórias Paroquiais (vol. 11, n.º 349, fl. 2371-2400)

Intervenção Realizada

Observações

*1 - era constítuido por uma coluna de fuste cilíndrico e liso, levantado sobre quatro degraus, apresentando capitel e junto a este quatro ferros de sujeição em cruz; no topo um remate constítuido por esfera armilar coroada por uma cruz de Cristo.

Autor e Data

Horácio Bonifácio 1991

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login