Capela de São Pedro / Miradouro de São Pedro

IPA.00011961
Portugal, Vila Real, Santa Marta de Penaguião, Fontes
 
Arquitectura religiosa, vernácula. Capela de planta longitudinal simples, interiormente pouco iluminada pelo vão axial e lateral, com tecto de madeira. Fachadas rebocadas e pintadas, a principal terminada em empena, e rasgada por portal de verga recta e pequeno vão ladeando-o à esquerda. Fachada lateral esquerda cega, a oposta rasgada por fresta na zona do altar-mor e a posterior cega, terminada em empena, coroada por cruz. Interior de espaço único, desnudo.
Número IPA Antigo: PT011711030030
 
Registo visualizado 1661 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal de massa simples e cobertura homogénea, em telhados de duas águas. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com faixa frontal a cinzento e terminadas em cornija de betão, as laterais sobrepostas por beirada simples. Fachada principal virada a NE., terminada em empena, com a cornija coroada por cruz latina de cantaria, de braços rectangulares; é rasgada por portal de verga recta, de moldura simples com as juntas pintadas de branco, e por pequeno vão lateral, disposto à esquerda, sem moldura e gradeado. Fachada lateral esquerda cega e a oposta, rasgada, na zona do retábulo-mor, por fresta sem moldura e com rede. Fachada posterior cega e terminada em empena, coroada por cruz latina. INTERIOR com paredes rebocadas e pintadas de branco, pavimento cerâmico e tecto de madeira. Na parede testeira dispõe-se imagem do Cristo crucificado, ladeado por mísulas sustentando imaginária.

Acessos

WGS84: 41º13'41.77''N., 7º48'08.27''O.

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado, na periferia da povoação, mas virada à mesma, no cimo de um monte, a 641 m de altitude, com esplêndido panorama sobre a paisagem envolvente e serrarias de Trás-os-Montes, com 385 graus de amplitude. Ergue-se numa plataforma artificial, niveladora do terreno e integrado num adro, de planta arredondada, pavimentado a lajes de cantaria, vedada por muro e formando miradouro. O adro possui acesso por rampa, com degraus espaçados, junto à qual existe pequeno parque de merendas, com bancos e mesas de madeira, uma fonte e rochedo com inscrição.

Descrição Complementar

No parque de merendas, a inscrição no rochedo reza: ARRANJO URBANÍSTICO DO MIRADOURO COM INAUGURAÇÃO PELO PRESIDENTE DA CÂMARA PROF. FRANCISCO RIBEIRO. FONTES, 9 DE JULHO DE 2005.

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 / 18 - época provável da construção da capela; 1758, 14 Março - o vigário Frei António Paulo Mendes de Sousa refere, nas Memórias Paroquiais da freguesia, a existência da capela como sendo do povo, ficando meio quarto de légua fora do lugar e vila, e à qual concorria muita gente em romaria no dia 29 de Junho; 2005, 9 Julho - inauguração do arranjo urbanístico e do miradouro da capela pelo presidente da Câmara Prof. Francisco Ribeiro.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; cornijas de betão; cruzes e molduras dos vãos em cantaria de granito; porta de madeira; grades de ferro; rede metálica; porta de madeira; pavimento cerâmico; tecto de madeira envernizada; mísulas de madeira; cobertura de telha.

Bibliografia

MONTEIRO, J. Gonçalves, Penaguião “Terra” e Gente, 1ª ed., Câmara Municipal de Santa Marta de Penaguião, Coimbra, 2004.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Séc. 20 / 21 - obras de restauro da capela; feitura das cornijas em betão; 2005 - arranjo urbanístico do miradouro.

Observações

EM ESTUDO. *1 - Nos terrenos envolventes descobriu-se, durante trabalhos de arroteamento do solo para plantação de vinha, há alguns anos, vestígios de ocupação romana e túneis subterrâneos através dos quais podia circular um homem de pé.

Autor e Data

Paula Noé 2008

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login