Pousada de São Bento da Caniçada

IPA.00011877
Portugal, Braga, Vieira do Minho, União das freguesias de Caniçada e Soengas
 
Arquitectura turística, do século 20, de expressão "moderna". Pousada construída de raiz, inserida na segunda fase de construção destes estabelecimentos, cronologicamente situada entre os meados da década de cinquenta e os anos de setenta. Este edifício faz parte da denominada série "Barragens" que, a par da série "Beira-Mar", caracterizaram esta segunda fase, na qual se incluem as pousadas de São Pedro (barragem de Castelo de Bode), a de Santa Catarina (barragem de Miranda do Douro) e a de Santa Clara (barragem de Santa Clara-a-Velha). Abandonou-se a ideia de associar este tipo de estruturas à rede viária nacional, funcionando como pontos de apoio ao turista, procurando-se fomentar o turismo em zonas mais distantes, menos acessíveis, em articulação com as novas estruturas resultantes do Plano de Fomento.
Número IPA Antigo: PT010311160025
 
Registo visualizado 485 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Comercial e turístico  Unidade hoteleira  Pousada  

Descrição

Acessos

EN 304 ao Km 82,3

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Integrado no Parque Nacional da Peneda de Gerês, beneficiando de condições paisagísticas privilegiadas, o imóvel implanta-se na encosta e tem no horizonte o Rio Cávado e a Albufeira da Caniçada.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comercial e turística: pousada

Utilização Actual

Comercial e turística: pousada

Propriedade

Privada: pessoa colectiva

Afectação

Grupo Pestana Pousadas

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITECTO: Januário Godinho (1949) / Eduardo Coimbra Brito (1964) / José Teixeira de Assunção (1966)

Cronologia

1949 - construção da pousada; 1964 - data do projecto de ampliação; 1966 - projecto de mobiliário; 1968 - inauguração da pousada; 2003 - na sequência da privatização da ENATUR a pousada passa a ser gerida pelo Grupo Pestana; 2004, 9 fevereiro - proposta de abertura do Departamento de Estudos do IPPAR; 13 fevereiro - despacho de abertura do Presidente do IPPAR; 2011, 12 setembro - proposta de arquivamento da DRCNorte, dadas as sucessivas alterações sofridas pelo imóvel que desvirtuaram o seu carácter original; 5 dezembro - procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232; 2012, 26 setembro - parecer da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP, pela singularidade de adaptação do projeto arquitetónico ao local; 25 outubro - projeto de decisão relativo à classificação como Monumento de Interesse Público, Anúncio n.º 13626/2012, DR, 2.ª Série, n.º 207; 28 dezembro - procedimento prorrogado até 30 de junho de 2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251; 2013, 1 julho - procedimento de ampliação caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009, alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

FERNANDES, José Manuel, "Pousadas de Portugal: obras de raiz e em monumentos", in Caminhos do Património, pp. 159-177, 1999; LOBO, Susana, Pousadas de Portugal. Reflexos da Arquitectura Portuguesa no Século XX, Coimbra, Imprensa Universitária de Coimbra, 2006.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSEP, DGEMN/DSPI/CAM, DGEMN/DREMN/DE

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSConstrução, DGEMN/DSARH-PO, DGEMN/CAM, DGEMN/DSEP

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Filomena Bandeira 2003

Actualização

Sofia Diniz (Centro de Investigação em Arquitectura, Urbanismo e Design (CIAUD-FA/UTL)) 2013
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login