Igreja de São Gualter / Igreja e oratórios de Nossa Senhora da Consolação

IPA.00001077
Portugal, Braga, Guimarães, União das freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião
 
Arquitetura religiosa, barroca. Igreja e Via Sacra, a primeira com elementos caracterizadores deste estilo estão presentes na forma curva da fachada, dinamismo das torres, cenografia criada pelas esculturas junto à fachada, linhas arredondadas da escadaria principal etc. Também nos adornos em talha, da tribuna e do retábulo a presença do rococó. Os adornos, o retábulo e a tribuna são do mestre entalhador José António da Cunha.
Número IPA Antigo: PT010308630048
 
Registo visualizado 1700 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja  

Descrição

A Igreja de planta longitudinal composta por nave única e capela-mor rectangular está implantada no sentido NE - SE. Os volumes articulados segundo coberturas diferenciadas em telhado de duas águas ( nave e capela-mor ) e três águas ( capela e sacristia ). A acrescentar o corpo da Igreja uma capela lateral e a sacristia inserem-se a SO. A fachada principal voltada a NE, convexa e revestida a azulejos azuis e brancos, composta por um portal, um janelão de sacada e duas estreitas janelas coroadas por um tímpano é encimado por uma cruz, ladeada por duas estátuas. Num plano ligeiramente recuado, duas torres sineiras, esguias, rematadas por coruchéus piramidais. Implantada sobre um terraço, servido por uma escadaria, de vários lanços, com balaustrada com pináculos é ladeada por pedestais com estátuas. Os Oratórios *2, ou Passos, são pequenas Capelas, compondo uma Via-Sacra, com os passos da Paixão de Jesus Cristo, compostos no seu interior de figuras esculpidas em madeira policromda, no tamanho natural. Todas executadas em granito, junto a Largos ou Ruas, são todos fechados com enormes portadas de madeira. Fazem parte do recheio da Igreja catorze quadros emoldurados a madrepérola que representam a via-sacra em gravuras policromadas, do séc. 18, francesas. Faz parte também uma bandeira processional pintada pelo artista suíço Roquemont. As duas esculturas a ladear a escadaria principal representam Sant'Iago Maior e S. Bartolomeu.

Acessos

São Sebastião, Largo da República do Brasil

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 45/93, DR, I Série-B, nº 280 de 30 de novembro 1993 / Incluído na Zona Especial de Proteção do Núcleo Urbano da Cidade de Guimarães (v. PT010308340101)

Enquadramento

Urbano, isolado. Envolvida a Poente pelo Campo da Feira e a nascente pelo Lg. de S. Gualter. Nas traseiras da Igreja tem-se acesso por uma escadaria ao Colégio do Sagrado Coração de Maria. Implanta-se no topo S. da Av. da República do Brasil. Desta Av. são visíveis dois oratórios incluídos na classificação. Um deles no lado nascente da Av. junto ao Colégio de Nossa Senhora da Conceição. O outro no extremo N. junto à Capela da Senhora da Guia. Um outro oratório no lado Nascente da R. de Stª. Maria, ladeado pelas ruas que a definem. O quarto oratório no Lg. Martins Sarmento, a Nascente, num ângulo entre o edifício do Lar de Stª. Estefânia e do da Repartição de Finanças. O quinto oratório ainda existente foi reconstruído a nascente do Lg. João Franco, encostado a um muro de granito.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja

Utilização Actual

Religiosa: igreja

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Braga)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETO: André Soares (igreja); Pedro Ferreira (torres sineiras)

Cronologia

1594, 9 Dez. - Instituição da Irmandade; 1769 -. Edificação da Igreja; 1785, 16 Out.- Benção solene da Igreja; 1787, 11 Dez. - exposição à veneração pública da relíquia de S. Fortunato; 1798 - Conclusão da capela-mor; 1800, 1 Jun. - colocação do Santíssimo Sacramento no Tabernáculo por Breve Apostólico de S. Santidade Pio VI; 1861, 10 Ago. - edificação da nova capela para Sagrada Imagem; 1862, 28 Maio - construção das Torres; 1874, 13 Fev. - instituição do legado de Rdº. Pe. Mestre, Frei Francisco Luíz Fernandes; 1875, 28 Mai. - benção solene e colocação dos novos sinos; 1876, 23 Jan. - criação do Asilo de Mendicidade ( junto ao actual Campo da Feira ); 1861, 7 Fev. / 1876, 7 Fev. - Instituição do sagrado Lauspererune em todas as terças-feiras; 1877, 4 Fev. - inauguração solene do Asilo; 1877, 17 Jul. - criação da aula de Instrução Primária para os filhos do Irmãos da Irmandade; 1878, 25 Jul. - título da Irmandade e Capela Real; séc. 20, anos 90 - colocação das estátuas da escadaria de acesso.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Paredes exteriores em alvenaria de granito rebocado a areado fino pelo lado exterior e interior; Tecto da nave e capela-mor rebocado; Fachada principal revestida a azulejos; Torres em alvenaria de granito aparente; Lambrim de azulejo na nave; Pavimento da nave e capela-mor revestido a mosaico cerâmico com guias em granito; Revestimento da sacristia a oleado; Tecto da sacristia com acabamento em estuque; Cobertura em estrutura de madeira revestida a telha de barro; Escadaria principal e balaustrada em granito; Estátuas em granito.

Bibliografia

CALDAS, Pe. António José Ferreira, Guimarães, Apontamentos para a sua História, vol. II, Porto, 1881; ALMEIDA, José António Ferreira de, Tesouros Artísticos de Portugal, Lisboa, 1988; AZEVEDO, José Correia de, Inventário Artístico Ilustrado de Portugal, Minho, Lisboa, 1991; Património Arquitectónico e Arqueológico Classificado, vol. I, Lisboa, 1993; OLIVEIRA, Eduardo Pires - "André Soares em Guimarães". Revista Monumentos. Lisboa: Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, outubro 2013, nº 33, pp. 66-73 (e-book).

Documentação Gráfica

DGPC: DGEMN:DREMN; (IPPAR) JN10 / 3 (48); 85 / 15 - 8 (10)

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DREMN; (IPPAR) JN 10 / 3 (48)

Documentação Administrativa

DGPC: DGEMN:DREMN; (IPPAR) JN 10 / 3 (48); 85 / 15 - 8 (10)

Intervenção Realizada

Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos: Anos 40 - Execução de lambrim de azulejos na nave (cópias dos azulejos da fachada principal); Anos 70 - transformação da Capela da Sagrada Imagem em Capela Mortuária; 1984 - reparação da cobertura; 1982 - substituição do pavimento em soalho da Igreja por revestimento cerâmico; 1992 - substituição da pavimento da capela mortuária em granito por tacos de madeira e pintura das paredes; 1994 - colocação de dois vitrais na nave; limpeza das torres e fachada principal; C.M.G.: reconstrução de um oratório no Lg. João Franco (originário provavelmente da R. dos Laranjais).

Observações

*1 - ORATORIOS: 1) Freguesia de São Sebastião - Av. da República do Brasil; 2) 3) 4) Freguesia da Oliveira - Lg. da Senhora da Guia, R. de Santa Maria e Lg. de Martins Sarmento (Lg. do Carmo). Inaugurado este ano o oratório reconstruído no Lg. João Franco e que se julga originário do Lg. dos Laranjais. As pedras estavam depositadas há diversos anos na Casa Martins Sarmento. Este não está incluído na classificação com atesta o Edital de publicitação da classificação. No mesmo local da Igreja terá existido uma pequena Ermida dedicada a Nossa Senhora da Consolação no séc. 16. Esta Igreja é dedicada a S. Gualter, na qual se realizam as festas da cidade, vulgarmente conhecidas por Festas Gualterianas.

Autor e Data

Isabel Sereno 1994

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login