Castelo da Vidigueira

IPA.00001043
Portugal, Beja, Vidigueira, Vidigueira
 
Torre gótica, quadrangular, já sem remate de merlões, com vestígios do arranque do pano da muralha. O primitivo castelo era reforçado por outros 3 torreões redondos (Aragão, 1871).
Número IPA Antigo: PT040214030002
 
Registo visualizado 479 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Militar  Castelo    

Descrição

Torre de planta rectangular. Os panos verticais, com paramento em aparelho isódomo, não mostram remate de merlões. Na face SO. é visível o arranque da muralha que aí se encostava, hoje transformada em escada de acesso. Na face SE. uma pedra de armas embutida figurando as armas dos condes da Vidigueira.

Acessos

Rua da Cisterna (situado numa pequena eminência do lado ocidental da vila)

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 251/70, DG, 1.ª série, n.º 129 de 03 junho 1970

Enquadramento

Urbano, planalto, isolado. Situa-se numa pequena eminência do lado ocidental da vila, inserido na área urbana, com construções destoantes na envolvência. Junto à torre uma janela manuelina trazida de Vila de Frades, que se julga ter pertencido ao palácio dos condes da Vidigueira.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Militar: castelo

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

DRCAlentejo, Portaria n.º 829/2009, DR, 2.ª série, n.º 163 de 24 agosto 2009

Época Construção

Séc. 15

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 15, 1.ª metade - data provável da construção da torre quadrangular por D. Fernando, 2º Duque de Bragança; 1519 - cedência a Vasco da Gama, a quem foi dado o título de Conde da Vidigueira; 1992, 01 junho - o imóvel é afeto ao Instituto Português do Património Arquitetónico, pelo Decreto-lei 106F/92, DR, 1.ª série A, n.º 126.

Dados Técnicos

Materiais

Cantaria e alvenaria

Bibliografia

Dicionário Geographico de Portugal, vol. 39, 1758; ARAGÃO, A. C. Teixeira de, D. Vasco da Gama e a vila da Vidigueira, Lisboa, 1871; LEAL, Pinho, Portugal Antigo e Moderno, vol. 10, Lisboa, 1882; ALMEIDA, J., Roteiro Monumentos Militares Portugueses, vol. III, Lisboa, 1948, vol. III; CAETANO, José Palma, Vidigueira e o seu concelho, Vidigueira, 1986; ESPANCA, Túlio, Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Beja, Lisboa, 1992.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DSARH

Intervenção Realizada

DGEMN: 1968 - reparação de panos de muralha e pavimento da torre; 1971 - desobstrução da torre.

Observações

Foram donatários do castelo o mestre Tomé, tesoureiro da Sé de Braga, a Casa de Bragança e em 1519 Vasco da Gama e seus descendentes, os Condes da Vidigueira. A povoação recebeu foral de D. Manuel em 1512.

Autor e Data

Isabel Mendonça 1993

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login