Casa da Quinta de Baixo / Casa da Quinta de São José

IPA.00001016
Portugal, Coimbra, Lousã, União das freguesias de Lousã e Vilarinho
 
Casa neoromântica, filiada na tipologia da casa portuguesa, ideologia dominante de Raul Lino.
Número IPA Antigo: PT020607030019
 
Registo visualizado 76 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa    

Descrição

Planta quadrangular, composta pelo corpo principal e torreão também quadrangular ponto de partida do desenvolvimento da residência; volumetria simples de 2 pisos com torreão em destaque, coberturas em telhado com diversidade de águas, com beirais de bicos revirados poisa-pardais, assim como, na chaminé. Acesso principal a E., através de escadas alpendradas com corrimão de remate inferior em voluta. Panos de fachada rebocados a branco, cunhais e molduras em cantaria de feição sóbria, torreão com pináculos, alpendres e janelas altas de 2 batentes no andar nobre, sacadas de canto com guardas em ferro à maneira de seiscentos, janelas de guilhotina no sotão com caixilharia verde e branca, óculos de recorte mistilínio. Fachada N. com registo de Azulejo azul e branco, emoldurado por cercaduras concheadas, representando São José e o Menino, alusão ao nome da casa, iluminado superiormente por lanterna em ferro forjado. INTERIOR: circulação por espaços de distribuição, vestíbulos e corredores, com divisões que dão passagem directa umas às outras; concepção de valores nacionais, nos revestimentos azulejares, cantarias e marcenarias; espaços com mobiliário da época e fotografias antigas. Piso térreo com vestíbulo decorado com azulejos representando cenas bucólicas e galantes, românticas, enquadradas com motivos neo-rococó, lojas e casa-de-fresco, salas, oratório, copa, cozinha e quartos; 1º andarcom 4 quartos em sotão, um deles a ocupar todo o torreão.

Acessos

Vila da Lousã

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Edital nº 05/2005 da Câmara Municipal da Lousã de 19 maio 2005

Enquadramento

Urbano, ocupa área central de quarteirão.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETO: João de Moura Coutinho Almeida d'Eça *1 (projecto). PINTORES DE AZULEJO: Leopoldo Battistini (cartões de azulejos interiores), Jorge Colaço (azulejos exteriores).

Cronologia

1923 - início da construção em propriedade do Comendador Montenegro emigrante no Brasil, proprietário também da Quinta de Cima, onde residia: por desgostos pessoais, decide residir no Brasil, vendendo a seus irmãos José Dias Anastácio e Pedro Dias as Quintas de Baixo e de Cima, respectivamente; o primeiro constrói casa na Quinta de Baixo denominando-a Quinta de São José, e o segundo denomina Casa de São Pedro à do Comendador; 1925 - execução de registo de azulejo na fachada N. por Jorge Colaço; séc.20 - execução de lambris de azulejos no interior, pela fábrica Constança de Lisboa talvez executados por Viriatus segundo assinatura.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. *1 - Coimbra 1873, Braga 1954

Autor e Data

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login