Capela de Nossa Senhora da Ceiça

IPA.00001004
Portugal, Coimbra, Figueira da Foz, Paião
 
Igreja de peregrinação barroca, com alpendre a toda a volta aproveitando a planta centralizada relativamente rara já no séc. 17. Forma curiosa das aberturas, lançadas de modo a permitirem a visão do exterior para o altar. Importante núcleo do recheio de pintura e azulejos setecentistas. No alpendre exterior existe uma coluna, sem função estrutural e diferente de todas as outras, que, segundo a tradição oral, teria pertencido à primitiva capela *1.
Número IPA Antigo: PT020605090013
 
Registo visualizado 1351 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja de peregrinação  

Descrição

Planta centralizada, octogonal, apresenta colunata envolvente de colunas dóricas levantadas em parapeito, nas quais se apoia o entablamento; nos ângulos o suporte é feito por pilares a que se adossam meias colunas; acima do alpendre, este com cobertura em telhado de várias águas, levanta-se a parede da cúpula que apresenta 8 janelas de molduras recortadas; cobertura em cúpula oitavada com nervuras nos ângulos. INTERIOR: nave com paredes com silhares de azulejos historiados com emblemas marianos e sobre estes diversos quadros pintados; cobertura em cúpula octogonal com arcos em pedra preenchidos com tijolo maciço.

Acessos

Ramal da EN. 109. Rua da Capela de Nossa Senhora de Seiça

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto nº 251/70, DG, 1ª série, n.º 129 de 03 junho 1970

Enquadramento

Rural, isolado, destacado, na extermidade de terreno plano frente ao Mosteiro Santa Maria de Ceiça ( v. PT020605090024 ), junto ao rio Sicó, em ambiente de paz e silêncio.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja de peregrinação

Utilização Actual

Religiosa: igreja de peregrinação

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Coimbra)

Afectação

Paróquia (Igreja Paroquial do Paião)

Época Construção

Séc. 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

1602, era de - data existente na verga; capela ligada à lenda do Abade João de Montemor-o-Velho, como lugar da sua vitória sobre os Muçulmanos.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes em alvenaria de pedra argamassada de calcário travada nos cunhais com silhares na mesma pedra.

Materiais

Alvenaria de pedra; pedra calcária (Ançã); madeira castanho; telha cerâmica e ferro pintado; tijolo maciço.

Bibliografia

COELHO, João, A Capela de Nossa Senhora de Ceiça, in Album Figueirense, 1, 1935; Colecção de Elementos para a História da Figueira da Foz, Figueira da Foz, 1898; ROCHA, A. Santos, Ruínas de Cister, Ceiça, in Album Figueirense, 1936; SIMÕES, J. M. Santos, Azulejaria em Portugal, séc. XVIII, Lisboa, 1979; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74885 [consultado em 23 agosto 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID. DGEMN/DREMC

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID, DGEMN/DREMC

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

DGEMN: 1996 - Obras de drenagem exterior; 2000 - recuperação de coberturas, incluindo reconstrução da estrutura em madeira do alpendre e renovação de telhas ( por telha de canudo grampeada sobre subtelha), limpeza de cantarias exteriores, consolidação de alvenarias e cantarias com pergagens em tubos de aço inox, recuperação de pavimento em lajeto; alpendre - inclui construção de enrocamento em pedra solta, recuperação de rebocos exteriores e caiação

Observações

Abre a 15 de Agosto, altura em que se realiza a feira anual da Ribeira de Seiça e por ocasião da romaria e das festas de Nossa Senhora da Conceição, sendo também muito utilizada para casamentos e outras festas. *1: A capela primitiva do séc. 9, demolida para a construção da actual, teria sido elevada por ocasião da conquista de Montemor-o-Velho. A sua construção está ligada à lenda do Abade João, que teria sido enterrado nesse local. O culto da Capela de Seiça está igualmente associado a Nossa Senhora da Conceição, cuja festa se realiza anualmente.

Autor e Data

João Cravo, Horácio Bonifácio 1992

Actualização

Maria Fernandes 2001
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login