Igreja Paroquial de Burgo / Igreja de São Salvador

IPA.00005610
Portugal, Aveiro, Arouca, União das freguesias de Arouca e Burgo
 
Arquitectura religiosa, gótica e barroca. Igreja paroquial de planta longitudinal de origem gótica com portas travessas em arco quebrado e cornijas laterais formadas por faixa chanfrada suportada por cachorros irregulares, a maioria não adornados; a reforma barroca construiu nova fachada principal flanqueada por pilastras e ladeada por torre sineira, portal de cimalha curva.
Número IPA Antigo: PT010104040015
 
Registo visualizado 703 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal, composta por nave, capela-mor, sacristia a N., volumetricamente distintos, com coberturas diferenciadas em telhados de 2 e 3 águas. A N., adossada à esquerda da frontaria, torre sineira quadrangular com cobertura em coruchéu piramidal e encostando à fachada lateral N. da nave, a respectiva escada de acesso. Fachada principal flanqueada por pilastras com portal único, de verga curva, encimado por janela do coro de vão rectangular com pedra de peitoril decorada com rótulo exibindo dois delfins contrapostos, ombreiras ladeadas por aletas irregulares e verga imitando uma sanefa; linha da empena com fortes cornijas em curva média e contra-curvas laterais; pináculo sobre o cunhal da direita e cruz cimeira trevada. Torre sineira com pilastras nos ângulos sobrepostas de cornija, uma onica ventana em cada face, de verga curva, pináculos nos ângulos e cobertura em pirâmide. Fachadas laterais do corpo com portas travessas não fronteiras em arco quebrado, sem impostas e decoração de simples chanfrado na aresta, sendo o da direita formado por dois arcos e estando fechada a porta do lado esquerdo; duas estreitas frestas de cada lado, acima da linha média; cornijas formadas por faixa chanfrada suportada por cachorros irregulares, a maioria não adornados; o pano da capela-mor são simples exibindo, do lado direito, uma janela rectangular e nas cimalhas uma faixa de sub-beiral de simples cordão direito e chanfrado na linha inferior que passa horizontalmente no alçado posterior. Na fachada lateral esquerda existem ainda existem três mísulas de suporte de trave do alpendre; no vértice do arco triunfal mostra cruz de tipo flordelisado. Interior com coro-alto, bacia de pedra do púlpito apoiada em larga mísula decorada de quedas de acantos e parapeito de madeira entalhada e dourada com os panos decorados de rótulos assimétricos de tipo concheado; arco triunfal simples exibindo cantarias apenas nas impostas; retábulos de talha dourada e sanefas sobre o arco triunfal, no púlpito e nas janelas. Tecto do corpo em caixotões, de oito séries de cinco, com os claros pintados com rótulos polícromos.

Acessos

EN 326 (Arouca - Espinho), EM à esquerda junto da Capela do Espírito Santo para o lugar da Igreja Paroquial

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado, implantado a meia encosta sobre uma plataforma com acesso por escadaria e dominando o vale; do lado S. tem caminho calcetado com casas de construção antiga; diante da fachada principal tem um espaço arborizado com cruzeiro (v. PT01010404050); do lado do vale tem o cemitério paroquial.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese do Porto)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 15 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido

Cronologia

Séc. 15 - reforma da igreja de cuja obra resultou o actual corpo da nave; 1734 - data inscrita sobre a porta da sacristia indicando o início das obras do séc. 18 com construção de nova frontaria, torre sineira e parte adjacente da nave bem como da reforma da capela-mor; séc. 18, 2ª metade - retábulos e sanefas de talha dourada e construção do tecto de caixotões do corpo.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Granito (cantarias), cobertura em telha de aba e canudo, madeira (caixotões do tecto, portas, caixilhos), ferro (grades janela coro-alto).

Bibliografia

GONÇALVES, A. N., Inventário Artístico de Portugal - XI, Distrito de Aveiro, Zona de Nordeste, Lisboa, 1991, p. 76 - 78.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Fábrica da Igreja Paroquial: 1989, aprox. - obras gerais que puseram a descoberto alguns dos elementos medievais.

Observações

Autor e Data

Paulo Dordio 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login