Igreja Paroquial de Ajuda da Bretanha / Igreja de Nossa Senhora da Ajuda / Igreja Nossa Senhora dos Anjos

IPA.00009543
Portugal, Ilha de São Miguel (Açores), Ponta Delgada, Ajuda da Bretanha
 
Arquitetura religiosa, quinhentista e seiscentista. Igreja paroquial de planta poligonal composta por nave, capela-mor, anexos e torre sineira no lado direito. Fachada principal tripartida, com cada pano rasgado por vãos em eixo, composto por portais de verga reta e janelões, rematada em tabela com aletas e espaldar recortado, tardo-barroco. Fachadas flanqueadas por cunhais apilastrados, firmados por pináculos, e rematadas em frisos e cornijas. Torre sineira de dois registos, rematada em platibanda vazada e com dois registos definidos por frisos e cornijas, o superior com quatro ventanas de volta perfeita. Interior com presbitério marcado por teia, para onde abrem capelas colaterais profundas, a da Epístola dedicada ao Santíssimo e capela-mor com cobertura em falsa abóbada de berço pintada. Retábulo-mor de talha tardo-barroca. Possui afinidades na estrutura e no tratamento da fachada com a Igreja de Fenais da Luz (v. IPA.00032614) e a Igreja de Arrifes (v. IPA.00032608).
Número IPA Antigo: PT072103230041
 
Registo visualizado 545 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta poligonal composta por nave, capela-mor, corpos adossados às fachadas laterais e torre sineira no lado direito, de volumes articulados e escalonados com coberturas diferenciadas em telhados de duas e três águas. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, percorridas por soco de cantaria *1, flanqueadas por cunhais apilastrados e rematadas em frisos e cornijas. Fachada principal virada a O., rematada em tabela retangular horizontal, flanqueada por pilastras toscanas, encimadas por pináculos piramidais, contendo nicho de volta perfeita, rematado por florão. A estrutura está ladeada por aletas e espaldar recortado e volutado, contendo um escudo com as cinco quinas e corroa fechada, interrompida por cruz latina sobre peanha. A fachada divide-se em três panos definidos por pilastras toscanas sobre altos plintos, cada um deles rasgado por duas ordens de vãos. O pano central possui portal de verga reta, flanqueado por pilastras toscanas que sustentam frisos e cornijas, encimado por janelão com pilastras laterais, sobre mísulas. Os panos laterais são semelhantes ao central, estando as portas encimadas por pequeno espaldar volutado. No lado direito e ligeiramente recuada, a torre sineira, de dois registos definidos por frisos e cornijas, o inferior com fresta no primeiro, surgindo quatro ventanas de volta perfeita, assentes em impostas salientes, com panos de peito rebocados e pintados. A estrutura remata em frisos, cornijas e platibanda vazada, com pináculos cónicos e com bola nos ângulos. No lado oposto, corpo adossado, rasgado por janela de peitoril retilínea. INTERIOR de três naves, com pavimento em madeira e presbitério elevado por um degrau e protegido por teia de madeira. Arco triunfal de volta perfeita, assente em pilastras toscanas, tendo, na capela colateral da Epístola, o Santíssimo Sacramento. Esta possui o arco de acesso, assente em pilastras toscanas, totalmente revestido a talha pintada, ornada por motivos fitomórficos e com remate em sanefa, curva e alteada na zona central, com lambrequins. Possui teto pintado com painel central de moldura recortada, representando um "Agnus Dei", envolvido por moldura recortada. Sobre supedâneo de três degraus, retábulo de talha dourada. Capela-mor elevada por dois degraus, com as paredes revestidas a azulejo figurativo, azul e branco, com cobertura em falsa abóbada de berço, assente em frisos e cornijas pintados de branco e dourado, pintado com uma "Adoração do Santíssimo". Retábulo-mor de talha pintada de branco, azul e dourado, de planta côncava e três eixos definidos por colunas com os fustes decorados por motivos vegetalistas, assentes em consolas e duas pilastras. Ao centro, tribuna de volta perfeita com boca rendilhada e contendo trono expositivo. Os eixos laterais possuem apainelados retilíneos e com motivos vegetalistas. A estrutura remata em frontão semicircular, ornado por folhagem e cartela central.

Acessos

Ilha de São Miguel, Rua da Igreja

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, marítimo, isolado e implantado em pequeno largo fechado por casas de habitação unifamiliares, de um e dois pisos. Tem acesso por escadaria facetada, em cantaria e com nove degraus de focinhos salientes.

Descrição Complementar

O RETÁBULO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO é de talha pintada de branco e dourado, de planta reta e cinco eixos definidos por seis pilastras ornadas por folhagem, que se prolongam em três arquivoltas, que centram cartela. Ao centro, painel de volta perfeita, enquadrando sacrário em forma de templete, encimado por cúpula. Os eixos intermédios possuem mísulas com imaginária e os exteriores são decorados por apainelados fitomórficos. O TETO DA CAPELA-MOR possui moldura exterior retilínea, com o fundo rosa e decorado por acantos sinuosos, que enquadram painel recortado e curvo, tendo reserva central poligonal e com a representação da "Adoração do Santíssimo", envolvida por quatro medalhões.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Angra)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 16 / 17 / 18 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ORGANEIRO: João Nicolau Ferreira (1877).

Cronologia

Séc. 16 - construção da igreja; 1527 - entrada do primeiro cura, por nome Afonso Sampaio; 1568, 30 julho - aumento da côngrua do vigário; 1596, 25 julho - o bispo de Angra, D. Manuel de Gouveia, nomeia um cura coadjutor; séc. 17 - remodelação do templo; 1640 - 1646 - esta igreja aparece referenciada com o orago de Nossa Senhora da Natividade; séc. 18, final - reforma da fachada e do respetivo remate; execução das estruturas retabulares; 1877 - execução do órgão por João Nicolau Ferreira, o seu n.º 9; séc. 20, 1.ª metade - provável pintura das coberturas da capela-mor e Capela do Santíssimo.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria rebocada e pintada; moldinaturas, socos, pilastras, plintos, degraus, cornijas, frisos em cantaria de basalto; portas, teia do presbitério de madeira; retábulos de talha pintada; azulejo de produção industrial; janelas com caixilharias de madeira e vidros simples; cobertura exterior em telha cerâmica.

Bibliografia

COSTA, Carreiro da - «História das Igrejas e Ermidas dos Açores». Jornal Açores. Ponta Delgada: 1955; MENDES, Hélder Fonseca (dir.) - Igrejas paroquiais dos Açores. Angra do Heroísmo: Boletim Eclesiástico dos Açores, 2011; VALENÇA, Manuel (Padre) - A Arte Organística em Portugal. Braga: Editorial Franciscana, 1990, vol. II.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20, final - tratamento de rebocos e pinturas; revisão das coberturas.

Observações

EM ESTUDO. *1 - o soco em cantaria não é original.

Autor e Data

Ana Fernandes, Bruna Valério e Paula Figueiredo 2013 (no âmbito da parceria IHRU / Diocese de Angra)

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login