Edifício na Rua de Santo Ildefonso, n.º 17

IPA.00000951
Portugal, Beja, Almodôvar, União das freguesias de Almodôvar e Graça dos Padrões
 
Casa senhorial com piso nobre, característica da arquitectura civil alentejana, setecentista; vestígios de linguagem erudita do barroco urbano na guarnição dos vãos. Destaca-se o conjunto dos gradeamentos em ferro forjado e as elegantes molduras que guarnecem os vãos, com realce para os motivos vegetalistas gravados, que lembram as armas da Ordem de Calatrava. Foi residência da família Aguiar Cordes Mascarenhas de Azevedo, tendo o sido residência do último Morgado de Almodôvar.
Número IPA Antigo: PT040202010007
 
Registo visualizado 83 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta retangular

Descrição

Planta rectangular, com cobertura em telhado de duas águas. Fachada principal orientada a E., de 3 panos e dois pisos, encimada por cornija e beirado; embasamentos pintados; no primeiro andar rasgam-se sete janelas de sacada com moldura em cantaria, tendo um ornato floral inciso ao centro do lintel, encimadas por moldura de perfil côncavo e frontão curvo em argamassa (ausente nas janelas do pano central que apresentam vergas simples e ombreiras pintadas a azul celeste); varandas assentes em mísulas de cantaria com grades de ferro forjado; no andar térreo rasgam-se sete vãos correspondentes aos do piso superior, assim distribuídos, da esquerda para a direita: janela, janela, porta, porta, janela, porta, porta; os vãos laterais apresentam vergas simples, os do pano central vergas e ombreiras pintadas azul celeste. INTERIOR: no piso superior sala com azulejos.

Acessos

Rua de Santo Ildefonso, nº 17

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, harmónico, adossado a outros prédios de habitação.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 16 - primeiros registos documentais do imóvel, segundo o actual (2009) proprietário; Séc. 18 - construção do imóvel; Séc. 20, finais - Séc. 21, inícios - apeamento da pedra de armas; 1991, 01 de Setembro - proposta de classificação do imóvel por parte de particular; 2008, 28 de Novembro - proposta de encerramento do processo de classificação pela DRCAlentejo, por não ter valor nacional; 2008, 10 de Dezembro - Despacho de encerramento do processo de classificação pelo Director do IGESPAR.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Paredes de alvenaria de pedra e cal, rebocadas e caiadas, mísulas de cantaria, grades de ferro forjado.

Bibliografia

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - o imóvel encontra-se dividido em três prédios urbanos.

Autor e Data

José Falcão e Ricardo Pereira 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login