Igreja Paroquial de Vilar de Cunhas / Igreja de São Lourenço

IPA.00008746
Portugal, Braga, Cabeceiras de Basto, União das freguesias de Gondiães e Vilar de Cunhas
 
Arquitectura religiosa, maneirista, rococó. Igreja paroquial de planta longitudinal com uma nave e capela-mor, mais baixa e estreita, com capela lateral e sacristia adossadas. Fachadas em cantaria de granito com pilastras nos cunhais coroados por pináculos, sendo a principal em empena truncada por sineira, com portal de verga recta sobrepujado por frontão curvo, encimado por óculo. No interior coberturas em falsa abóbada de berço de madeira, coro-alto com balaustrada de madeira maneirista, baptistério e púlpito, do lado do Evangelho e pias de água benta, gomadas, a ladear as portas. Capela lateral com retábulo de talha policroma rococó. Retábulo lateral do lado da Epistola misturando elementos do barroco joanino com concheados rococós. Retábulo colateral do lado da Epístola integrando pinturas antigas. Retábulo-mor rococó.
Número IPA Antigo: PT010304170075
 
Registo visualizado 47 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal composta por nave única e capela-mor mais estreita, rectangulares, com capela lateral e sacristia, também rectangulares, adossadas lateralmente a N.. Volumes escalonados de dominante horizontal com coberturas diferenciadas em telhados de duas águas na nave, capela-mor e capela lateral, na sacristia em telhado único com a capela-mor. Fachadas em cantaria de granito, de aparelho em fiadas regulares, com as juntas cimentadas e pintadas de branco, percorridas por embasamento avançado. São enquadradas nos corpos da nave e capela-mor por pilastras toscanas nos cunhais sobrepujadas por pináculos piramidais com bola, e cruz sobre acrotério no remate das empenas. Fachada principal orientada, em empena com friso e dupla cornija, truncada por sineira de duas ventanas em arco pleno, sobrepujada por cornija coroada por pináculos rematados por bola, cruz latina de secção quadrangular sobre acrotério, e cruz de metal e vidro. Portal principal de verga recta, rematado por frontão ligeiramente curvo, sobrepujada por óculo circular, emoldurado. Fachada lateral S. rasgada, na nave, por porta travessa de verga recta, ladeada por pequeno vão, quadrangular, e janelão, rectangular em capialço, e na capela-mor por janelão rectangular com moldura em capialço de ângulos côncavos. Fachada lateral N. marcada pelo escalonamento dos corpos, parcialmente oculta pela sacristia e capela lateral. Esta última apresenta empena capeada rematada por cruz sobre acrotério, e rasgada no pano voltado a O., janela rectangular. Fachada posterior com pano da capela-mor cego, tendo na sacristia porta de verga recta e janela em capialço jacente. INTERIOR rebocado e pintado de branco, com silhar de azulejos industriais recentes, de padrão, com símbolos da Eucaristia, policromos com estampilha azul e amarela, sobre rodapé de cimento fingindo pedra. Pavimento em soalho com tecto em falsa abóbada de berço de madeira, sobre cornija de madeira, pintada. Nave com coro-alto sobre trave de betão pintada de branco, sustentada por seis mísulas de pedra, com acesso por escada de pedra, adossada no lado da Epístola, sendo a balaustrada e o corrimão de escada em madeira, pintada de castanho e bege. Sub-coro baptistério com pia baptismal, com taça monolítica nervurada sobre base prismática, também com a mesma decoração, do lado do Evangelho, e pia de água benta gomada, a ladear a porta principal, do lado da Epístola. Lateralmente dispõem-se, púlpito com base quadrangular de granito sobre longa mísula emoldurada e escada adossada, de pedra, com guarda e corrimão de madeira igual à do coro-alto. Junto ao púlpito abre-se arco pleno sobre pilastras toscanas, de acesso à capela lateral rebocada e pintada de branco com silhar de azulejos iguais aos da nave, iluminada por janela, com pavimento em soalho e tecto em abóbada de berço de madeira. Na parede testeira retábulo de talha policroma a dourado e azul com marmoreados a castanho, verde e cinzento. Nave do lado da Epístola com pia de água benta gomada e pequeno vão quadrangular, a ladear a porta travessa e retábulo lateral inscrito em vão em arco pleno, de talha policroma a dourado e rosa, com marmoreados a castanho e verde. Arco triunfal pleno sobre pilastras toscanas ladeado por retábulo colateral de talha policroma a dourado e azul, com marmoreados a castanho e verde, do lado do Evangelho, e pequeno retábulo de talha policroma a branco e dourado, do lado oposto. Capela-mor com porta para a sacristia, no lado do Evangelho. Pavimento em soalho e tecto em falsa abóbada de berço, de madeira, assente em cornija de madeira pintada. Sobre dois degraus de pedra, ergue-se retábulo-mor de talha policromada a azul, bege, rosa e dourado, de planta recta e três eixos definidos por quatro colunas marmoreadas com apontamentos fitomórficos dourados, com capitéis compósitos que sustentam o ático, profusamente decorado com elementos fitomórficos e anjos sobre volutas. Ao centro surge tribuna recortada com trono expositivo de quatro degraus sustentando resplendor. Os eixos laterais, com fundo decorado com motivos fitomórficos, têm mísulas sustentando imagens. Altar recto com frontal pintado a marmoreado, com friso e elementos fitomórficos e cartela central. Sacristia rebocada e pintada de branco, com pavimento em tijoleira. Possui lavabo com pia gomada.

Acessos

Lugar de Vilar

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolado, em encosta voltada ao ribeiro do Freixo, afluente do rio Bessa, sobranceira à aldeia, rodeado de casas e quintais. Possui adro cimentado, delimitado por muro de granito e grade de ferro, com entrada frontal e posterior, cerrado por portões de ferro. A entrada frontal possui passadeira em mármore e, no canto NO., existe túmulo com tampa de pedra. Na parte posterior desenvolve-se terreiro, com carvalho centenário.

Descrição Complementar

TALHA: Retábulo da capela lateral de planta recta e três eixos definidos por quatro colunas com fuste marmoreado decoradas com elementos fitomórficos, sobre plintos bojudos, sustentando ático com remate recortado, decorado com motivos fitomórficos, volutas e concheados. Ao centro tribuna com fundo pintado de vermelho adamascado albergando imagem. Eixos laterais com fundo pintado de azul adamascado e mísulas sustentando imagens protegidas por baldaquino com drapeados e concheados. Altar recto com frontal pintado de vermelho adamascado; retábulo lateral do lado da Epístola de planta recta e três eixos definidos por pilastras decoradas com elementos fitomórficos e querubins, com fundo pintado de vermelho adamascado e mísulas sustentando imagens; ático circular decorado com ramos e acantos. Altar recto com frontal pintado de vermelho adamascado; Retábulo colateral do lado do Evangelho de planta recta, um só eixo com nicho em arco pleno sobre pilastras com decoração de conchas e acantos. Altar recto com arco abatido com lamberquim sobre colunelos; retábulo colateral do lado da Epístola com de planta recta com três eixos escalonados com pinturas, de São Sebastião, a Virgem e Santo António, o central com nicho, suportado por prateleira sobre mísulas com acantos.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Braga)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 (conjectural) / 18 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 - Provável edificação da igreja; 1726 - referência à Igreja de São Lourenço de Vilar que "é vigaria anexa à Igreja de São João de Cavez, e seu vigário o Padre António Antunes de Andrade"; séc. 18, segunda metade - remodelação da igreja, construção da capela lateral, colocação das pias de água benta e lavabo da sacristia e retábulo-mor; séc. 20 - execução dos retábulos colaterais.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes.

Materiais

Estrutura, elementos decorativos, pia baptismal, pias de água benta, base do púlpito e lavabo da sacristia, de granito; portas, janelas, pavimentos da nave e capela-mor, tectos, balaustrada do coro-alto, corrimão de escadas e guarda do púlpito, e retábulos, em madeira; interior com silhar de azulejos industriais; pavimento da sacristia, em tijoleira cerâmica; grades das janelas, de ferro; cobertura exterior de telha cerâmica.

Bibliografia

CRAESBEECK, Francisco Xavier da Serra, Memórias Ressuscitadas da Província de Entre Douro e Minho no ano de 1726, vol. 1, Ponte de Lima, 1992, p. - 387; Vv.Aa., Dicionário Enciclopédico das Freguesias, vol. 1, Matosinhos, 1997, p. 72.

Documentação Gráfica

DGEMN: DSID

Documentação Fotográfica

DGEMN: DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Autor e Data

António Dinis 2004

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login