Igreja Paroquial de Pardilhó / Igreja de São Pedro

IPA.00008614
Portugal, Aveiro, Estarreja, Pardilhó
 
Arquitectura religiosa, oitocentista e novecentista. Igreja paroquial de planta longitudinal, com nave, capela-mor mais baixa e mais estreita e sacristia e dependências de apoio, adossadas à fachada lateral direita com a nave amplamente iluminada por um janelão rectilíneo e óculo na principal e por cinco janelões de verga recta, confrontantes, três na nave e dois na capela-mor. Fachada principal rasgada por portal de verga recta ladeado por pilastras e rematado por duplo entablamento, encimado janelão ladeado por pilastras firmadas por urnas e remate em entablamento e frontão de volutas. Frontão delimitado por entablamento, alteado ao centro, rasgado por óculo circular. À esquerda, adossada à nave, torre sineira composta de três registos na face principal e dois nas restantes, sendo o 1º rasgado por janelas de verga recta na face E. e porta na face O. e no último rasgado em todas as faces por ventanas em arco de volta perfeita. Fachada principal e torre sineira revestidas a azulejo de padrão monocromo e as restantes pintadas, circunscritas por cunhais em forma de pilastras toscanas, em cantaria, firmados por pináculos, sendo percorridas por embasamento em cantaria e remates em cornija e beiral na nave, capela-mor e face N. do volume da sacristia e das dependências de apoio, em cornija na face E. das dependências de apoio e na face O. da sacristia, em entablamento na torre sineira e em fragmento de frontão, rematado por frontão de perfil contracurvado de inspiração borromínica, na fachada principal. Fachada lateral esquerda rasgada por cinco janelões confrontantes, três na nave e dois na capela-mor e fachada posterior por duas janelas e óculo. Interior com coro-alto com plataforma plana assente em colunas sobre pilares, pias de água benta, em cantaria, com bacia semicircular, ladeando o portal principal e confrontantes, púlpitos de bacia rectangular, de cantaria, com guarda plena de madeira e acesso por porta em arco abatido, rematada por friso contracurvado. Retábulos laterais confrontantes, abrigados em nichos, retábulos colaterais e retábulo-mor de talha com fundo pintado de branco e azul claro com decoração marcada a dourado, de estrutura rocócó, com alguns elementos de estrutura neoclássica, nomeadamente a utilização das urnas nos remates. Na sacristia, lavabo em cantaria com espaldar, onde surgem dois mascarões e pia de bacia contracurvada sustentada por mísula.
Número IPA Antigo: PT020108050072
 
Registo visualizado 130 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta longitudinal composta por nave, capela-mor mais baixa e estreita, torre sineira adossada à esquerda e sacristia e dependências de apoio adossadas à direita. Volumes articulados com cobertura diferenciada em telhados de duas águas na nave e capela-mor, de uma água na sacristia e volume das dependências e remate em cúpula bolbosa, rebocada e pintada de branco, com cunhais e remate em cantaria, na torre sineira. Fachada principal e torre sineira revestidas a azulejo de padrão monocromo azul sobre fundo branco e restantes rebocadas e pintadas de branco, circunscritas por cunhais em cantaria, em forma de pilastras toscanas, firmados por pináculos galbados, percorridas por embasamento em cantaria e remates em cornija e beiral na nave principal, capela-mor, sacristia e dependências de apoio, em entablamento na torre sineira e em fragmento de frontão, rematado por frontão de perfil contracurvado de inspiração borromínica, encimado, em posição centralizada, por cruz sobre soco, na fachada principal. Fachadas rasgadas por vãos de verga recta e óculos, com moldura em cantaria, protegidos por vidro colorido (formando cruz latina nas fachadas laterais) com caixilharia em ferro pintada de branco. Fachada principal orientada, rasgada por portal de verga recta moldurado, ladeado por pilastras e remate em duplo entablamento, encimado por fragmentos de frontão ladeando janelão protegido por vitral com caixilharia em ferro, sendo ladeado por pilastras firmadas por urnas e remate em frontão de volutas com ornamentação floral ao centro. Frontão delimitado por entablamento, alteado ao centro, rasgado por óculo circular, encimado por dois medalhões em cantaria, colocados em eixo. Visível, à esquerda, torre sineira, adossada à nave, composta por três registos divididos por entablamento na fachada principal e dois registos nas restantes faces; rasgada no primeiro registo da face principal por duas janelas e porta, à qual se acede por escadaria composta por quatro degraus, na face oposta; no segundo registo da face principal, relógio; último registo rasgado, em todas as faces, por ventanas molduradas (apresentando moldura inferior recortada), em arco de volta perfeita, assente em cornija. Visível, à direita, o volume das dependências de apoio, com fachada rematada em cornija, circunscrita por cunhais em cantaria, rasgada por porta, rematada por frontão contracurvado. Fachada lateral esquerda, virada a S., rasgada por cinco janelões alinhados, confrontantes (três no volume da nave e dois no volume da capela-mor) e porta travessa, rematada por frontão contracurvado, na nave. Fachada lateral direita, virada a N., rasgada por janelas e portas no volume da sacristia e das dependências de apoio. Fachada posterior, com remate em empena com cruz sobre soco no vértice, sendo rasgada por vãos alinhados e óculo oval, na empena, com painel de azulejos. Visível à esquerda, o volume da sacristia, com fachada rematada em cornija, circunscrita por cunhais em cantaria, cega. INTERIOR com nave rebocada e pintada de branco, percorrida por azulejos de padrão monocromo azul sobre fundo branco formando silhar rematada por friso em madeira e rodapé em lajeado de cantaria. Cobertura da nave em abóbada de berço, rebocada e pintada de branco, dividida por panos delimitados por moldura pintada a bege e delineada a castanho, assente em entablamento e pavimento em madeira, dividido em caixotões*¹, delimitados por moldura em cantaria. Coro-alto com plataforma plana assente em colunas sobre pilares, com guarda balaustrada de madeira e acesso pelo lado do Evangelho. Portal principal protegido por guarda-vento de madeira e vidro, sendo ladeado por pias de água benta, em cantaria, com bacia semicircular gomeada. Cobertura do sub-coro em tecto plano, revestido a madeira e pavimento em lajeado de cantaria; do lado do Evangelho porta de acesso à torre sineira. Na nave surgem três portas de verga recta molduradas, uma no lado do Evangelho dando acesso para o exterior e duas do lado da Epístola dando acesso às dependências de apoio. Confrontantes, púlpitos de bacia rectangular assente em mísula, de cantaria, com guarda plena de madeira com fundo pintado de branco e decoração marcada a dourado e acesso por porta em arco abatido, rematada por friso contracurvado. Retábulos laterais confrontantes, abrigados em nichos em arco de volta perfeita, com moldura em cantaria, e retábulos colaterais, de talha com fundo pintado de branco e azul claro, com colunas a marmoreado e decoração marcada a dourado, semelhantes entre si e idênticos dois a dois; retábulos laterais dedicados a São José (Evangelho) e Nossa Senhora (Epístola) e colaterais dedicados ao Sagrado Coração de Jesus (Evangelho) e a Nossa Senhora com o Menino (Epístola). Nave percorrida por cruzes que representam os Passos da Via Sacra. Arco Triunfal em arco de volta perfeita com moldura em cantaria. Capela-mor revestida a azulejo de padrão monocromo azul sobre fundo branco, com painéis de azulejo, confrontantes, no mesmo padrão, o do lado do Evangelho com cartela com data "1904" (figura não identificada) e o da Epístola representando São Paulo, com cobertura e pavimento idênticos ao da nave. Sobre supedâneo de três degraus em cantaria, retábulo-mor de talha com fundo pintado de branco e azul claro, com colunas a marmoreado e decoração marcada a dourado, de planta côncava e um eixo delimitado por colunas compósitas, assentes em plinto paralelepipédico com as faces almofadadas, apresentando decoração fitomórfica, encimadas por entablamento que suporta fragmentos de frontão, encimados por urnas. No eixo central surge painel pintado, com cena bíblica, delimitado por dupla moldura delineada a dourado, de remate contracurvado. Ático composto por espaldar curvo, com ornatos fitomórficos e as chaves de São Pedro encimadas pela tripla tiara, no eixo central, rematado em cornija e frontão curvo encimado por decoração fitomórfica. Sobre a mesa de altar em forma de sarcófago surge sacrário com porta ladeada por decoração fitomórfica a dourado e remate em cornija alteada, em posição centralizada, por arco curvo, encimado de sanefa de remate contracurvado com ornamentação fitomórfica a dourado. Confrontantes, duas janelas de tribuna. Do lado da Epístola, dois vãos de recta, moldurados (o que se encontra junto ao retábulo-mor dá acesso à sacristia e o outro dá acesso a uma das dependências de apoio). Sacristia com lavabo em cantaria com espaldar rectangular, onde surgem dois mascarões com torneira, rematado por cornija e pia de bacia contracurvada sustentada por mísula. Dependências de apoio incaracterísticas.

Acessos

No Lugar principal da freguesia

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, inserido no núcleo habitacional, situado em terreno desnivelado, em cota superior à via pública, em vasto adro pavimentado, rodeado por pequeno muro rebocado e pintado de branco, rematado por cornija em cantaria, face à fachada principal e lateral esquerda e edifícios incaracterísticos de dois pisos face à fachada lateral direita; acesso por larga escadaria face à fachada principal, ladeada por corrimão em ferro, por pequena escadaria face à fachada lateral esquerda e por porta cocheira na fachada posterior. Pavimento face à fachada lateral direita em cantaria de cor com desenhos alusivos à religião cristã (chaves, barco, peixes). Face à fachada posterior, zona de parqueamento com pequeno espaço relvado com monumento comemorativo em cantaria com placa de bronze e inscrição "1999 / AO / CINQUENTENÁRIO / DA / ATRIBUIÇÃO / DO / PRÉMIO NOBEL / DE / MEDICINA / E FISIOLOGIA / F.J./99". Rodeado por edifícios de um e mais pisos, incaracterísticos.

Descrição Complementar

AZULEJARIA: na fachada posterior, painel de azulejo de padrão monocromo azul sobre fundo brando representando uma cena bíblica, circunscrito por dupla moldura, a exterior a azulejo de padrão policromo azul e amarelo sobre fundo branco, com ornamentação vegetalista, rematada superiormente por fragmentos de frontão contracurvado e querubim no vértice, apresentando mísulas e urnas lateralmente e inferiormente com cartela, com inscrição "1930"; na capela-mor, entre as duas janelas, surge painel de azulejos de padrão monocromo azul sobre fundo branco, representando São Paulo (Epístola) e figura não identificada (Evangelho); CANTARIA: na fachada principal, sobre o óculo que rasga o frontão medalhões em eixo, o primeiro, circunscrito por ornato fitomórfico e ornato em pérolas, apresentando, ao centro, a mitra com as chaves de São Pedro ladeada de rosetas, encimado por medalhão ornado com roseta, no centro; TALHA*²: retábulos laterais e colaterais de talha com fundo pintado de branco e azul claro e decoração marcada a dourado, semelhantes entre si e idênticos dois a dois, de planta côncava, de um só eixo, delimitado por painel de onde surgem mísulas sustentando estatuária, protegidas por falsos baldaquinos e colunas pintadas a marmoreado com decoração fitomórfica e anel no terço inferior de onde pende festão, a dourado, firmadas por urnas; remate em entablamento. No eixo, nicho em arco contracurvado delimitado por dupla moldura a dourado, com falsa pedra de fecho no vértice, encimada por ornamento vegetalista ladeado por volutas, e fundo pintado (os laterais a azul e os colaterais a rosa velho) onde surge estatuária sobre soco (da planta polilobada com fundo pintado de branco e decoração marcada a dourado) nos colaterais e mísula (decorada com ornamentos vegetalistas e querubim) nos laterais. Ático composto por espaldar contracurvado, com ornatos fitomórficos, rasgado em posição centralizada, e remate em cornija contracurvada volutada, interrompida, ao centro, por elemento decorativo; VITRAL: na fachada principal, janelão sobre o portal com vitral representando São Pedro.

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Aveiro)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19 / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17 - Pardilhó é incluído na freguesia de Bunheiro; 1798 - início dos primeiros esforços de angariação de fundos, para a construção da Igreja de S. Pedro de Pardilhó; 1812 - foi escolhido o local de construção, próximo do templo anterior; 1 fevereiro - arrematação das obras da Igreja, ficando a construção entregue a António Silva, pelo preço de 7.450$00; 30 março - início provável das obras; 1822, 9 novembro - foi arrematado a Manuel Lourenço Afonso a Capela-mor; 1835 - ano em que se passou a celebrar missa na nova igreja; 1866/1871 - construção do adro; séc. 19 - execução dos retábulos laterais, colaterais e retábulo-mor; 1902 - colocação de azulejos na fachada principal e torre sineira; 1904 - provável execução dos painéis de azulejo da capela-mor; 1910 - colocação de azulejos nas paredes laterais da nave; 1915 - colocação de relógio na torre da igreja; 1930 - execução do painel de azulejos da fachada posterior; séc. 20 - execução do vitral da fachada principal, construção dos volumes das dependências de apoio anexados à fachada lateral direita, retiradas as sanefas que encimavam os retábulos laterais e colaterais; 1967/1969 - construção da primeira casa do Centro Paroquial; transferência do baptistério do pequeno espaço junto da torre para o local onde se encontra actualmente; substituição dos azulejos da fachada principal.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; principais elementos arquitectónicos em cantaria (cunhais, pináculos, molduras dos vãos); ferro (caixilharias); madeira (portas; balaustrada; pavimentos interiores); vidro (janelas); coberturas exteriores da nave, capela-mor, sacristia e dependências de apoio em telha; azulejaria no revestimento da fachada principal, e da torre sineira bem como no revestimento interior da igreja (aplicação em silhar na nave e revestindo a capela-mor).

Bibliografia

Dicionário Enciclopédico das Freguesias, vol. 2, Minhoterra, s.d.; GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal. Distrito de Aveiro. Zona do Norte, Lisboa, 1981; PEREIRA, Marco, História do Centro Paroquial e da Paróquia de Pardilhó, Centro Paroquial da Freguesia de Pardilhó, 2012.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Séc. 20 - revestimento da fachada principal e da torre sineira a azulejo de padrão monocromo azul sobre fundo branco, revestimento do interior da capela-mor e formando silhar na nave; adossamento dos volumes das dependências de apoio, à fachada lateral direita.

Observações

*1 - Nogueira Gonçalves, Ob. cit., p.28, refere que "todo o pavimento se conserva dividido em sepulturas, por meio de faixas de cantaria, com campas de madeira". *2 - na Ob. cit. de Nogueira Gonçalves, Est. LIV, são visíveis sanefas que encimavam os retábulos laterais e colaterais.

Autor e Data

Ana Lemos 2006

Actualização

Marco Pereira 2012
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login