Ermida de Santa Iria / Capela de Nossa Senhora das Neves

IPA.00006778
Portugal, Santarém, Santarém, União de Freguesias da cidade de Santarém
 
Arquitectura religiosa, tardo-barroco, rococó. Capela devocional contendo elementos de gosto barroco e rococó na modinatura e ornamentação dos frontões e molduras de vãos.
Número IPA Antigo: PT031416190092
 
Registo visualizado 64 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal, composta pelo rectângulo da nave a que se adossam anexos. A capela é coberta por telhado de 2 águas, o anexo por telhado de 4 águas. Fachada principal virada a poente, rematada por frontão contracurvado e ladeada por cunhais apilastrados com capitéis compósitos, encimados por acrotérios sem remates. No eixo central rasga-se o portal de bases arredondadas e molduras rematadas por volutas, com frontão contracurvado e os atributos de Santa Iria no tímpano: a palma e a espada. No fecho da verga inscreve-se a data de 1755. Sobre o portal e abaixo do tímpano do frontão um pequeno óculo. No registo superior duas janelas enquadradas por moldura ornamentada com brincos e elementos vegetalistas, com sobreverga em arco segmentar. Na fachada posterior, de empena triangular, rasga-se uma porta-janela balconada, com moldura ornamentada por volutas e ornatos vegetalistas de gosto rococó, encimada por sobreverga em arco segmentar. No INTERIOR a nave única está hoje totalmente descaracterizada, nada restando da primitiva capela.

Acessos

Rua da Ribeira das Barcas, n.º 23 - 25

Protecção

Em estudo

Enquadramento

Urbano, planície. Implantada no extremo da povoação, nas imediações do leito do rio Tejo; abre a fachada principal para a Rua da Ribeira das Barcas, a posterior para a Avenida Júlio Malfeito. A antiga capela está rodeada do lado N. por quintal delimitado do exterior por muro elevado, rasgado por porta; do lado S. por edifício de dois pisos adossado à cabeceira, a que dá acesso o antigo portal rasgado no muro envolvente.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 08 / 12 - no local funcionou uma antiga basílica moçárabe; séc. 12 - a capela é destruída pelos almóadas; 1160 - a igreja é reconstruída; 1290 - sagração da igreja; 1324 - D. Dinis e a esposa visitam a igreja, tendo reconhecido o túmulo da Santa e mandaram fazer um memorial no local em que esta lhes apareceu; séc. 13, meados - a igreja passou a ser conhecida como Santa Iria a Pequena, depois da construção da igreja de Santa Iria a Grande; 1535 - construção do segundo padrão de Santa Iria; 1596 - o telhado da capela cai, sendo conservado pela administração do Hospital de Jesus Cristo; funciona no local a Confraria de Nossa Senhora das Neves *1; 1644 - obras no pedestal - túmulo de Santa Iria; 1755, 01 Novembro - com o terramoto, a capela fica muito danificada, tendo-se procedido à edificação do actual templo, no local das ruínas do antigo; 01 Outubro - embargo das obras por falta de licença da Câmara; séc. 19 - construção do anexo e adaptação da igreja a espaço residencial.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria de pedra, rebocada e caiada. Cobertura em telha cerâmica.

Bibliografia

BRAZ, José Campos, Santarém raízes e memórias - páginas da minha agenda, Santarém, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, 2000; CUSTÓDIO, Jorge, Casa e Capela de Nossa Senhora da Saúde, in Património Monumental de Santarém - Inventário, Estudos Descritivos, Santarém, 1997; MENDES, Octávio da Silva Paes, Santarém Monumental. Roteiro, Santarém, 1988.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

*1 - a devoção a Nossa Senhora das Neves esteve temporariamente associada a esta capela, quando foi construída a ermida de Nossa Senhora das Neves, na casa de Vasco Palha. Esta ermida, já desaparecida, era distinta e ficava contígua à capela de Santa Iria, do seu lado esquerdo (Custódio: 1997, p. 179).

Autor e Data

Isabel Mendonça 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login