Casa da Quinta de Santo António

IPA.00006293
Portugal, Lisboa, Loures, União das freguesias de Santo António dos Cavaleiros e Frielas
 
Arquitectura residencial e arquitectura agrícola, pombalina: Casa de quinta agrícola e de recreio. Trata-se de um exemplar interessante e bem preservado desta tipologia, reconhecendo-se componentes relevantes da mesma, no domínio do vocabulário (vãos de verga curva e respectivo emolduramento de cantaria) e das soluções arquitectónicas (escada de tiro único que liga o piso térreo ao andar nobre), bem como das opções a nível da organização planimétrica (compartimentos contíguos e directamente comunicantes, reservando-se as zonas de circulação à área de serviços). Azulejos oitocentistas polícromos do silhar do vestíbulo.
Número IPA Antigo: PT031107060029
 
Registo visualizado 387 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Casa abastada  

Descrição

de planta rectangular, volumetria paralelepipédica e cobertura efectuada por telhado a 2 águas perfurado por trapeiras do lado O..Edifício de 3 pisos ( um deles ao nível da cobertura) separados por friso de cantaria, com pano de muro em reboco pintado, com alçado principal a E. delimitado por pilastras e soco de cantaria. Apresenta-se compartimentado em 3 módulos, dada a organização da fachada - marcada por um eixo central defenido pela presença, ao nível do piso térreo, de 2 pilastras colaterais ao acesso principal ( definido por porta com emolduramento de cantaria de verga curva e recortada ), acima do qual se reconhece nicho com figuração escultórica de Santo António ao centro, ladeado por 2 janelas de sacada de verga curva ocm emolduramento simples de cantaria, servidas por varandim com guarda em ferro forjado, com pinhas nos extremos. O conjunto é delimitado, de cada lado, por 2 janelas de sacada análogas às que sobrepujam a porta. Alçado rematado por cornija. O alçado posterior, com abertura de janelas com emolduramento simples de cantaria, exibe 6 alinhamentos de vãos compostos por janelas de sacada de dupla folha no piso térreo e no andar superior por janelas de peito de guilhotina ou de sacada, servidas por varanda com guarda em ferro forjado, contígua a todo o alçado, e ainda algumas estruturas de apoio; 2 tanques e 1 cisterna. INTERIOR: vestíbulo-corredor contíguo ao alçado, a partir do qual se acedeà compartimentação do piso térreo e ao andar superior, atrvés da sua articulação com escadaria de lanço recto enm cantaria; este corredor e a escadacom paredes laterais com lambrim azulejar policromo padronado delimitado por cercadura de gosto neoegípcio. No piso térreo localizam-se os espaços de natureza social orientados para o alçado posterior - de planta rectangular e que comunicam entre si - e no andar superior, zona privada com compartimentos distribuídos ao longo das fachadas e também cominicantes entre si.

Acessos

Largo D. Nuno Álvares Pereira, n.º6 - 6A; Rua Artur Cândido, n.º 1

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, destacado, flanqueado, tendo anexa extensão de terreno murado. A quinta integra-se no núcleo histórico de Frielas *1. Alçaddo posterior, orientado para amplo terreno, organizado em 2 plataformas - uma delas ao nível da casa, e correspondente ao jardim. e outra de cota inferior ( com função agrícola ), à qual seacede por meio de lanço recto de escada delimitado por muro com plintos com vasos nos extremos,

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 18 - provável construção da casa; c. 1820 / 1830 - campanha de obras, responsável designadamente pela colocação das guardas de sacada em ferro forjado; c.1950 - aquisição da quinta a Manuel Baptista por Jaime de Freitas Caldas e sua esposa, Maria Luzia Horta Vellez Caldas; década de 60 - grande campanha de obras de beneficiação e restauro; 1995, 27 novembro - Despacho de abertura do processo de classificação, com a designação de Imóveis da Quinta de Santo António; 2004, 12 outubro - Despacho de revogação do Despacho de abertura do processo de classificação, encerrando o mesmo.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes

Materiais

Alvenaria mista, reboco pintado, cantaria de calcário, estuque, ferro forjado, madeira, azulejos (séc. 19 - 20)

Bibliografia

CARDOSO, Jorge, Agiologio Lusitano, Lisboa, 1966; LEAL, A. de Pinho, Portugal Antigo e Moderno, Vol. III, Lisboa, 1874; BAPTISTA, João Maria, Chorographia Moderna do Reino de Portugal, vol. IV, Lisboa, 1876; PEREIRA, Esteves, RODRIGUES, Guilherme , Portugal. Diccionário Histórico, Chorographico, Biographico, Heráldico, Numismático e Artístico, Vol. III, Lisboa, 1907; GOMES, J. Pinharanda, O Carmo em Loures, Loures, 1982; GOMES, J. Pinharanda, Povo e Religião no Termo de Lisboa, Loures, 1982; MARQUES, ManuelGustavo Fernandes e OUTROS, Loures Tradição e Mudança: I Centenário da Formação do Concelho 1886 - 1986, Loures, 1986; Frielas. Percurso Histórico, Frielas, s.d.; COELHO, António Mariano Gonçalves, Inventário dos Aspectos Monumentais, Arquitectónicos e/ou Paisagísticos da Freguesia de Frielas, Frielas, 1980 ( texto policopiado ).

Documentação Gráfica

IGESPAR: IPPAR

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IGESPAR: IPPAR, Pº Nº 90/3(18)

Intervenção Realizada

PROPRIETÁRIO: séc. 20, década de 60 - campanha de obras com intervenção ao nível de infraestruturas (instalação de redes de águas, esgotos e eléctrica), pinturas de paramentos interiores e exteriores, aplicação do silhar de azulejos policromo no vestíbulo (proveniente de um antigo edifício demolido, localizado onde na actualidade se ergue o Hospital da Cruz Vermelha, em Benfica); c. 1980 - obras de beneficiação geral.

Observações

*1 - assim classificado desde 1994, pelo Plano Director Municipal de Loures ( resolução do Conselho de Ministros n.º 54/94, DR, I Série B, n.º161, de 14 de Julho de 1994 )

Autor e Data

Teresa Vale, Maria Ferreira e Sandra Costa 2000

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login