Capela de Nossa Senhora da Conceição

IPA.00005512
Portugal, Porto, Porto, União das freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde
 
Arquitectura religiosa, neoclássica. Igreja neoclássica de planta longitudinal e nave única precedida por galilé aberta por três arcos e frontispício terminado em frontão de lanços entre duas sineiras. Certa tendência para a horizontalidade é contrariada pelos perfis recortados da janela, frontão e sineiras, cuja forma, pouco comum, constitui quase uma transição entre as torres sineiras e as sineiras simples. Esta capela foi reedificada como comprova a inscrição.
Número IPA Antigo: PT011312050194
 
Registo visualizado 674 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta, de nave única, precedida por galilé, capela-mor rectangular e sacristia também rectangular adossada a S.. Volumes escalonados com coberturas diferenciadas em telhado de duas águas na nave e capela-mor e uma água na sacristia. Fachada principal simétrica, orientada a O. com pilastras nos cunhais rematadas por cornija de entablamento encimada por frontão elevado de lanços ladeado por duas sineiras. Galilé apoiada numa colunata com três arcos, dois deles de volta perfeita e o central abatido. Este é encimado por janela de moldura recortada. Tímpano rasgada por nicho envidraçado com imagem. Sineiras quadradas de cobertura piramidal com molduras recortadas, sobrepujadas por bolas sobre plinto, e elementos decorativos na empena. Fachadas laterais com embasamento pintado e um janelão rectangular na nave e outro na capela-mor. A posterior, delimitada por pilastras encimadas por pináculos, é cega; a empena, bem como a da topo da nave, têm cruz na cumeeira. No interior, coro-alto de dois volumes salientes com pequenas portas para acesso às sineiras; colateralmente, dois altares dourados e pintados, dedicados a Santa Ana e a São Sebastião Retábulo-mor com a imagem de Nossa Senhora da Conceição. A sacristia de reduzidas dimensões apresenta um lavabo a toda a largura. Na extremidade deste espaço um lavabo.

Acessos

Gaveto da Rua Padre Luís Cabral e Rua Diogo Botelho

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, isolado, inserido numa plataforma elevada relativamente à R. Padre Luís Cabral. Essa plataforma, em terra batida, é envolvida por muros baixos de granito apenas do lado O. e S. e possui um cruzeiro simples frente ao frontispício. Para N. localizam-se as instalações da Universidade Católica.

Descrição Complementar

Na galilé do lado direito da porta de entrada uma placa de mármore com a seguinte inscrição: "Esta capela foi reedificada em 1941 a expensas dos Católicos desta freguesia. Tomou esta iniciativa a seguinte comissão: Dr. Gaspar da Costa Leite, Luíz Nunes Cardoso, Custódio José Vieira, António Gonçalves da Costa, José Gonçalves de Araújo e Costa. VIII-XII-MCMXLI". Do lado esquerdo uma placa de granito com a inscrição: "Com o Sr. D. António Gomes Bispo do Porto celebrámos o restauro nesta Capela a 15.8.1981". No pavimento da galilé insere-se um medalhão, junto da porta da entrada, com a data: "1909".

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Pública: Municipal

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Cronologia

Séc. 19 - Provável construção da capela; 1909 - feitura do pavimento da galilé; 1941 - reedificação da capela, a expensas dos Católicos da freguesia; 1995 - deixaram de celebrar missa dominical; 1996 - passa a ter missa apenas uma vez por mês, ao dia 13; 2000, 29 Fevereiro - Despacho de abertura do processo de classificação do imóvel; 2002, 20 agosto - delibera-se classificar o conjunto da Foz Velha, incluindo as suas extensões Nascente (Sobreiras) a Norte/Oeste, de que a capela faz parte; 2003, 17 março - solicitação do arquivamento do processo de classificação da capela; 2006, 03 março - Despacho de encerramento do processo de classificação pela vice-presidente do IPPAR.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Paredes exteriores de alvenaria de granito rebocadas pelo interior e exterior; cobertura em estrutura de madeira revestida a telha; caixilharias de madeira; pavimentos em soalho de madeira encerada e em marmorite da galilé; tectos em estuque; grades metálicas na galilé.

Bibliografia

PACHECO, Helder, Porto, Lisboa, 1984;

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1981 - Restauro da Capela; 1990 - obras na cobertura e pintura interior; 1995 - pinturas exteriores.

Observações

Autor e Data

Isabel Sereno 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login