Igreja Paroquial de Condeixa-a-Nova / Igreja de Santa Cristina

IPA.00005176
Portugal, Coimbra, Condeixa-a-Nova, União das freguesias de Condeixa-a-Velha e Condeixa-a-Nova
 
Arquitectura religiosa manuelina, renascentista, neoclássica, neo-renascentista. Igreja paroquial de nave única, com capelas laterais de diferentes períodos e capela-mor com abóbada de cruzaria de forma estrelada, do período manuelino, com ornatos renascentistas nas chaves. Fachada principal de tipo neoclássico rural.
Número IPA Antigo: PT020604040014
 
Registo visualizado 476 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Igreja paroquial  

Descrição

Planta lomgitudinal composta de nave, capela-mor, sacristia, capelas laterais e anexos. Interior - exterior não coincidentes. Volumes articulados, com disposição horizontal das massas no corpo da igreja, capela-mor e anexos em contraste com a verticalidade da torre. Coberturas diferenciadas em telhado de 1, 2 e 3 águas. Fachada principal orientada a O. com 3 panos separados por pilastras de pedra. No central inscreve-se o portal de verga curva, com friso e frontão semi-circular sobrepujado por janelão de volta redonda. Acima da cornija, interrompida ao centro, ergue-se um frontão curvo ligado aos lados por aletas. À direita da frontaria, fica o corpo de uma casa anexa com 5 vãos rectangulares; à esquerda, a torre. Os alçados laterais mostram os corpos salientes das capelas da nave, da sacristia e dos anexos. INTERIOR: Espaço diferenciado, sendo a nave iluminada sobretudo pelo janelão da frontaria. A capela-mor é quadrada, com abóbada estrelada de 5 chaves ornamentadas. Tem duas janelas laterais com cabeceira de recorte mistilíneo, estando a da esquerda entaipada. Abriga retábulo de talha dourada com colunas torsas que lhe foi adaptado. Um arco de volta redonda com perfis cortados em S separa a capela-mor da nave. Colateralmente a esta abrem-se várias capelas, todas de arco redondo. No flanco esquerdo, a de São Francisco é a maior, sendo completada ainda por uma tribuna para a igreja. A que se lhe segue possui abóbada formada por dois arcos cruzados. Sob a torre, situa-se a capela baptismal, onde se guarda a pia manuelina. Do lado oposto, em frente à capela de São Francisco encontra-se a do Sacramento, com arco muito simples, grade e decoração de estuques oitocentistas. As que se lhe seguem são obra revivalista contemporânea. A última, numa parede uma lápide com inscrição alusiva ao restauro da igreja de 1964-1970. Na sacristia encontra-se o túmulo setecentista do bispo D. João Franco de Oliveira, anteriormente ao fundo da igreja. Tem a seguinte inscrição: AQVI IAS D. IOAO FRANCO DE OLI/VEIRA BISPO QVE FOI DE ANGOLA / ARCEBISPO DA BAHIA E BISPO DE MIRANDA MORREO EM 2 DE AGOSTO DE 1715.

Acessos

Largo de Rodrigo da Fonseca Magalhães

Protecção

Incluído na Zona de Protecção do Palácio dos Figueiredos ( v. PT02060404005 ).

Enquadramento

Urbano, isolada, em harmonia com o meio, constituído por casas de 2 a 3 pisos, algumas antigas, como o Palácio dos Figueiredos, à direita da frontaria da igreja, e por largo arborizado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Religiosa: igreja paroquial

Utilização Actual

Religiosa: igreja paroquial

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Coimbra)

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16 / 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Jerónimo Afonso (1560).

Cronologia

1516 - primeiras obras da nova igreja de Santa Cristina de Condeixa-a-Nova freguesia de Condeixa-a-Velha; 1517, a partir de - freguesia de Condeixa-a-Nova; 1521 - edificação da igreja, por contrato celebrado entre os moradores da freguesia e o padroeiro, o Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, sendo da responsabilidade deste a construção da capela-mor e dos moradores o corpo da igreja; 1560 - alteamento da capela-mor; 1589-1594 - remodelação das capelas laterais; séc. 18 - a igreja sofre novas alterações; 1811 - aquando da 3.ª invasão francesa, a igreja foi pilhada e incendiada, sendo reconstruída posteriormente.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Alvenaria de pedra rebocada e caiada (paredes); cantaria (cunhais, pilastras, cornija, molduras dos vários vãos e arcos interiores); pedra (pavimentos); tijoleira (pavimentos); telha (cobertura exterior).

Bibliografia

BORGES, Nelson Correia, Coimbra e Região, Lisboa, 1987; CONCEIÇÃO, A. Santos, Condeixa-a-Nova, Coimbra, 1941; CORREIA, Vergílio; GONÇALVES, A. Nogueira, Inventário Artístico de Portugal - Distrito de Coimbra, Lisboa, 1952; DIAS, Pedro, A Arquitectura de Coimbra na Transição do Gótico para a Renascença, 1490-1540, Coimbra, 1982.

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

1964 / 1970 - restauro da igreja *1.

Observações

*1 - sob a direcção gratuita do construtor civil local António dos Santos Ramos.

Autor e Data

Francisco Jesus 1999

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login