Pelourinho de Castendo / Pelourinho de Penalva do Castelo

IPA.00004202
Portugal, Viseu, Penalva do Castelo, Ínsua
 
Pelourinho reconstruído no séc. 20, mas aproveitando fragmentos do antigo, quinhentista, com um tipo de gaiola pouco comum, fechada e rasgada por pequenas frestas, correspondentes a cada um dos pontos cardeais. É de gaiola oitavada, com soco de três degraus quadrangulares, onde assenta a coluna de fuste octogonal e o capitel simples, encimado por gaiola com pequenas aberturas, rematando em pináculo piramidal e pequena esfera. É semelhante ao Pelourinho de Matança (v. PT020905100006).
Número IPA Antigo: PT021811050002
 
Registo visualizado 355 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Judicial  Pelourinho  Jurisdição régia  Tipo gaiola

Descrição

Estrutura em cantaria de granito, composta por soco de três degraus quadrados lisos, de face em esquadria, onde assenta coluna monolítica de significativa altura, de secção quadrada, com afeiçoamento em cava ao topo dos ângulos da referida base. Fuste de secção oitavada pelos largos chanfros nos quatro ângulos da base. Moldura redonda suporta o remate constituído por lanternim octogonal, com o ábaco ou base da guarita de proeminente face plana e igualmente oitavada. O corpo central da gaiola, destacado das partes tronco-piramidais inferior e superior, por moldura plana e sulco junto à cúpula, comportando em quatro faces orientadas segundo os pontos cardeais, quatro frestas. As outras quatro faces, são lisas e de menor largura. Cúpula da gaiola coroada com pináculo cilíndrico de tríplice filete, sobre o qual assenta esfera.

Acessos

EN 329, em Penalva do Castelo, Rua Primeiro de Dezembro em frente à Câmara Municipal *1. WGS84 (graus decimais) lat.: 40,674061; long.: -7,700695

Protecção

Categoria: IIP - Imóvel de Interesse Público, Decreto n.º 23 122, DG, 1.ª série, n.º 231 de 11 outubro 1933

Enquadramento

Urbano, em superfície plana em zona de interesse paisagístico, isolado e separado por jardim.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Judicial: pelourinho

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Pública: estatal

Afectação

Autarquia local, Artº 3º, Dec. nº 23 122, 11 Outubro 1933

Época Construção

Séc. 16 (conjectural) / 20

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1514, 10 Fevereiro - concessão de foral por D. Manuel I; provável construção do pelourinho; 1940 - restauro, conforme legenda epigráfica na plataforma; 1957, 07 Agosto - aprovação de alteração do nome da povoação de Castendo para Penalva do Castelo.

Dados Técnicos

Sistema estrutural autónomo, trabalhado a cinzel.

Materiais

Estrutura em cantaria de granito de grão fino.

Bibliografia

MALAFAIA, E.B. de Ataíde, Pelourinhos Portugueses - tentâmen de inventário geral, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1997; MORAIS, António Canavarro de, in Revista da Beira Alta, vol I, nº. I, 1942; REAL, M. Guedes, in Revista da Beira Alta, vol. XIV, nº. IV, 1955; SOUSA, Júlio Rocha e, Pelourinhos do Distrito de Viseu, Viseu, 1998; http://www.patrimoniocultural.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/74676 [consultado em 28 dezembro 2016].

Documentação Gráfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

IHRU: DGEMN/DSID

Intervenção Realizada

Nada a assinalar.

Observações

*1 - o pelourinho esteve anteriormente no Largo das traseiras das Câmara Municipal.

Autor e Data

João Carvalho 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login