Casa da Boavista

IPA.00000419
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Refóios do Lima
 
Arquitectura residencial, maneirista. Solar de planta comprida regular, com a comum divisão social do espaço: piso térreo para serviços; onde a fenestração é um pouco irregular, e o 2º com o andar nobre, a que se tem acesso por escada e terraço vazado inferiormente. Frontispício desenvolvido no lado menor, com a capela adossada lateralmente, no lado maior, não acompanhando a profundidade da casa. Caracteriza-se pela sobriedade de linhas, valorizadas pelo contraste entre o amarelo e o granito, e tendo apenas alguns ornatos: as volutas "desenhadas" a cantaria no parapeito da escada e as 4 estatuetas nos cunhais do mesmo
Número IPA Antigo: PT011607370025
 
Registo visualizado 242 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta retangular

Descrição

Planta rectangular, composta, de 2 pisos, e integrando capela na fachada lateral S., a mais comprida. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados de 4 e 2 águas na capela. Frontespício virado a nascente, com pilastras nos cunhais, precedido por corpo avançado, mais baixo e formando terraço ao nível do andar nobre, a que se tem acesso por escadaria central de um braço. Inferiormente, o muro de suporte do terraço é aberto por 2 vãos, de arcos plenos sobre pilastras; andar nobre rasgado por 2 portas de verga recta, simples e envidraçadas. Fachada lateral S. com fenestração irregular no 1º piso onde, sensivelmente a meio se abre porta simples, de verga recta; andar nobre com janelas de sacada e gradeamento de ferro distribuídos regularmente. No extremo poente, capela rectangular, com pilastras nos cunhais apoiando frontão triangular, coroado por pináculos e cruz sobre acrotério; Porta de verga recta encimada por frontão triangular e nicho com imagem de Santo António no tímpano. Fronteiro a esta fachada organiza-se jardim de buxos, centrado por fonte circular.

Acessos

Refoios do Lima, EN. 202. WGS84 (graus decimais) lat.: 41,794324; long.: -8,516608

Protecção

Categoria: IM - Interesse Municipal, Decreto nº 129/77, DR, 1.ª série, n.º 226 de 29 setembro 1977

Enquadramento

Rural, isolada, implantação harmónica. Implanta-se num morro, com exploração agrícola em vários terraços, sobranceiro à estrada, e tendo a fachada lateral S. com soberba vista sobre o vale do Lima, onde corre serpenteado o rio. Acesso no topo do morro por portão, de arco pleno almofadado, entre pilastras que suportam a cornija, encimada por pedra de armas entre urnas. Pátio profundo tendo no lado direito fonte de espaldar terminado em empena, com pináculos laterais e 3 bicas em caras; tanque quadrado.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 17 (conjectural)

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 17, finais - construção, a mando de Gabriel de Freitas Malheiro de Araújo, pois o seu filho, Diogo de Gouveia Coutinho e Castro, nasceu ainda em Viana do Castelo em 1674; 1712, 20 Fevereiro - este último e sua esposa, D. Filipa de Barbosa Lobo, instituiram o vínculo de Nossa Senhora da Conceição na Casa e Quinta do Casal do Paço, com a obrigação de uma missa cantada todos os anos no dia de Nossa Senhora da Conceição, foi Senhor da Casa da Boavista e dos bens de seu pai; 1793 - data da fonte do pátio; a quinta e casa continuaram na posse da família.

Dados Técnicos

Paredes autoportantes em alvenaria rebocada, e cantaria.

Materiais

Granito, ferro, madeira, frescos (na capela). Cobertura de telha.

Bibliografia

AURORA, Conde d', Roteiro da Ribeira Lima, Porto, 1959; SILVA, António Lambert Pereira da, Nobres Casa de Portugal, vol. 3, Porto, s.d.; AZEVEDO, Carlos de, Solares Portugueses, Lisboa, 1969.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: DGEMN/DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

Brasão encimando o portão: escudo esquartelado tendo no 1º quartel as armas de Freitas (de vermelho, 5 estrelas de 6 pontas, de ouro); no 2º as de Malheiro (de vermelho, ponte de 3 arcos de prata sobre rio da sua cor, sobrepujado de 2 torres de prata firmadas nos flancos do escudo, e de 1 palmeira de sua cor entre eles); no 3º, as de Gouveia (partido: 1º de vermelho, de besantes de prata entre uma dobre-cruz de ouro; 2º de prata, 6 arruelas de azul); e no 4º as armas dos Coutinhos (de ouro, 5 estrelas de 5 pontas de vermelho). A capela é dedicada a Nª Sª da Conceição.

Autor e Data

Paula Noé 1992

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login