Capela do Senhor dos Passos / Igreja Nova

IPA.00003490
Portugal, Viana do Castelo, Caminha, Vilar de Mouros
 
Capela barroca construída no séc. 18, com planta retangular de nave e capela-mor. Possui frontaria em empena rasgada por portal de verga reta contendo cartela com data de construção, encimado por nicho com imagem do orago, entre janelas, tendo adossado sala de arrumos anexa à capela com alpendre. No interior tem altares em talha pintada barroca e neoclássica, o retábulo-mor com interessante representação pictórica e escultórica do Calvário, com Cristo na cruz frente a uma tela representando a cidade de Jerusalém e lateralmente os dois malfeitores; descendo o morro arteficialmente criado anchos tocheiros.
Número IPA Antigo: PT011602180035
 
Registo visualizado 916 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta longitudinal composta pelos volumes desiguais e articulados horizontalmente nave e capela-mor, altas e rectangulares, e sacristia e sala de arrumos, esta última de dois pisos, também rectangulares, adossados a E., sensivelmente recuados à frontaria. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados de duas águas na nave, capela-mor e sacristia e de três na sala de arrumos. A frontaria, voltada a N., tem embasamento saliente e termina em empena. Portal axial de verga recta, enquadrado por pilastras que suportam frontão de aletas interrompido por janela rectangular, rematada em frontão curvo, abrigando imagem da Senhora da Assunção, e rematado lateralmente por pináculos; encima o conjunto um óculo. No friso do portal encontra-se uma cartela com a data 1739. Ladeando o portal duas janelas rectangulares rematadas com frontão curvo. fachadas laterais e posterior com cornija molduradas, cunhais com pilastras toscanas encimadas por pináculos. Coroando as empenas cruz latina sobre plinto. Na fachada O. abre-se, na nave, porta e janela alta, de vão rectangular e, na capela-mor, janela idêntica. Na fachada E. abrem-se janelas de vão rectangular. No interior, paramentos da nave e capela-mor com lambril de azulejo, sendo rebocados na restante área. Coro-alto com balaustrada, sobre colunas de capitel toscano, sobre plinto paralelepipédico, com acesso lateral através do piso superior da sala de arrumos. No lado do Evangelho púlpito com base pétrea moldurada assente em consola espiralada e balaustrada. Arco triunfal pleno ladeado por dois retábulos de talha pintada, postos de ângulo. Tecto de madeira em masseira. A capela-mor apresenta um retábulo pintado, ostentando as três cruzes do Calvário, com a imagem de Cristo crucificado ladeado pelos dois ladrões. Tecto em abóbada de berço.

Acessos

Vilar de Mouros, Lugar da Igreja Nova

Protecção

Enquadramento

Rural, isolado, na periferia da povoação, em plataforma sobranceira ao vale do Rio Coura. Possui Via Sacra, constituída por cinco nichos desnudos, uma pequena capela e um púlpito, organizada ao longo do arruamento principal da povoação desde a Capela do Senhor dos Passos até à Igreja Paroquial .

Descrição Complementar

O interior da igreja é iluminado pelo óculo sobre o pórtico axial e pelas janelas da nave e capela-mor. O altar-mor, com acesso através de um degrau, é enquadrado por um escalonamento, albergando na edícula um painel com a representação de Jerusalém e do Monte do Calvário. No espaço da capela-mor implantam-se três sepulturas, sem menção dos inumados. A frontaria da sala de arrumos é precedida por alpendre sustentado por colunas com capitel toscano, sobre plinto paralelepipédico, apresentando como aberturas ao nível do 1º piso porta e janela, de vão rectangular e no 2º janela de vão rectangular. No cunhal apresenta pilastra toscana encimada por pináculo, sendo o remate constituído por cornija moldurada, suportando sineira de vão rectangular com arco de volta perfeita, enquadrado por duas volutas, e com remate em frontão curvo interrompido por pináculo piramidal. A sala de arrumos alberga um compartimento, aberto para a fachada por janela rectangular gradeada, com um altar em talha pintada, neoclássico. Os nichos da Via Sacra estão inscritos num vão rectangular de verga recta com cantos arredondados, cuja base tem a forma de parapeito saliente. As ombreiras correspondem a pilastras que suportam uma arquitrave rematada por frontão interrompido, com as aletas em voluta e rematadas por pináculos, seja piramidais seja de remate em esfera, onde assenta uma cruz latina de secção quadrada, sobre plinto. A pequena capela, denominada Senhora do Encontro, tem planta rectangular e cobertura em duas águas, apresentando uma frontaria composta de portal alto, de verga recta e cornija moldurada, sendo sobrepujado por óculo, tendo nos cunhais pilastras encimadas por pináculos, implantando-se no remate da empena uma cruz latina. Junto ao nicho denominado Preso à Coluna encontra-se um púlpito, com plataforma moldurada e varandim em cantaria, com acesso por quatro degraus.

Utilização Inicial

Religiosa: capela

Utilização Actual

Religiosa: capela

Propriedade

Privada: Igreja Católica

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1712 - início da construção da capela no lugar da antiga capela da Senhora da Assunção, pelo Pe. Domingos Pereira Barreto; 1739 - inauguração da capela; séc. 19 - feitura dos retábulos; 2010 - furto da imagem de Nossa Senhora da Assunção, do séc, 18, em granito.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura em alvenaria de granito com cunhais e vãos em cantaria, paramentos rebocados e com azulejos, altares em madeira, cobertura em madeira e madeira telhada, pavimentos em lajes de granito, madeira e cimentados, portas de madeira, balaustradas de madeira, janelas gradeadas e envidraçadas.

Bibliografia

ALVES, Lourenço - Caminha e o seu concelho. Monografia. Caminha: 1985, pp. 326-328; ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de - Alto Minho. Lisboa: 1987, p. 155; «10 obras desaparecidas». in Invenire - Revista dos Bens Culturais da Igreja. Lisboa: Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, janeiro-junho 2012, n.º 4, pp. 54-55; VIEIRA, José Augusto, O Minho Pittoresco, 1, Lisboa, 1886, p. 172.

Documentação Gráfica

DGEMN:DSID

Documentação Fotográfica

DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Confraria: 1993 - obras de recuperação de coberturas; 1996 - obras de recuperação da sala de arrumos.

Observações

*1 - O Pe. Vaz de Covas está sepultado na capela-mor. *2 - No recinto fronteiro à fachada principal implanta-se um cruzeiro. *3 - Os nichos denominam-se Jardim das Oliveiras, Senhora dos Peixinhos, Preso à Coluna, Capela da Senhora do Encontro, Senhora da Cana Verde e Passo Último, respectivamente, desde a Capela do Senhor dos Passos até à Igreja Paroquial.

Autor e Data

Alexandra Lima e Paulo Amaral 1997

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login