Casa da Quinta de Pombeiro de Sabadão

IPA.00003480
Portugal, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Arcozelo
 
Arquitectura residencial, maneirista. Solar maneirista, de planta quadrangular e volume único, com colunata em granito nos dois pisos rematada por entablamento recortado. O portal de acesso à quinta apresenta elementos referenciados ao barroco, como as volutas e pináculos.
Número IPA Antigo: PT011607040065
 
Registo visualizado 280 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial senhorial  Casa nobre  Casa nobre  Tipo planta retangular

Descrição

Casa de planta quadrada com um acrescento para N. com a área da cozinha. Volume simples, de dois pisos, com cobertura em telhado de quatro águas. Fachada principal orientada a S., marcada pela varanda alpendrada de dupla colunata toscana, encimada por entablamento de perfil delicado. No prolongamento da varanda e adossada ao corpo da casa a escadaria principal de tiro também coberta. O 1º piso, destinado a áreas de apoio à casa e quinta, é constituído por amplos compartimentos separados por grossas paredes e iluminados por pequenas aberturas ou portas. O piso superior apresenta apenas janelas de guilhotina emolduradas com granito, cuja padieira se sobrepõe à linha de entablamento de contorno do imóvel. Nas traseiras e como acesso à cozinha uma outra escada. O piso superior estruturado segundo as paredes mestras não contém qualquer eixo compositivo, traduzindo-se em três salões relacionados junto à fachada principal, e restantes compartimentos nas traseiras, entre os quais um espaço de capela. O portal de entrada eleva-se do muro limite do terreiro, encaixado entre pilastras rematadas por uma linha de coroamento onde se apoiam dois pares de merlões chanfradas, com pináculos nos extremos. Ao eixo, um pequeno espaldar encimado por uma cruz, com a pedra de armas ladeado por duas volutas. O portal traduzido numa abertura de vergas lisas é decorado na parte superior por um frontão curvo, interrompido e vazado constituído por duas volutas.

Acessos

Lugar de Sabadão, desvio da EN 201 e EN 202

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Rural, isolada. Implanta-se no interior de uma propriedade com acesso através de um portal armoreado. Entre este portal e a Casa um amplo terreiro com um tanque de espaldar. No caminho de acesso à propriedade a anteceder o portal um pequeno alargamento com árvores e um cruzeiro. Para N. encontra-se a Quinta de Pomarchão.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Residencial: casa nobre

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular

Afectação

Sem afectação

Época Construção

Séc. 16

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Séc. 16 - Provável construção da casa; é atribuída como propriedade de Fernão Pereira Soares e sua esposa D. Isabel Barbosa; séc. 18 - acrescento da varanda corrida; 1993, 14 outubro - despacho de abertura do processo de classificação; 2012, 11 outubro - publicação do Anúncio n.º 13540/2012, em DR, 2.º série, relativo ao arquivamento do procedimento de classificação da casa nobre, terreiro e portal da Quinta de Pombeiro de Sabadão.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Paredes exteriores de alvenaria de granito rebocadas pelo interior e exterior; cobertura com estrutura de madeira revestida a telha de barro; pavimentos em soalho de madeira; tectos em madeira; caixilharias de madeira pintada; alpendre e colunata em granito aparente.

Bibliografia

AZEREDO, Francisco, Casas Senhoriais Portuguesas, Porto, 1978.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

DGPC: DGEMN:DSID

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Anos 80 - Obras globais de conservação.

Observações

O proprietário mais antigo é referenciado ao séc. 16 como sendo Fernão Pereira Soares. Esta quinta fez parte do dote de sua filha, Mécia Pereira quando casou com Filipe de Melo Sampaio Pereira, senhor do antigo Paço de Pombeiro em Riba - Vizela, unindo-se portanto a esta casa até que, na 11ª geração coube a D. Maria Margarida de Melo Sampaio, casada com Pedro Lobo de Sousa Machado Cardoso de Meneses, 1º Visconde de Paço de Nespereira, unindo-se então à casa dos Biscainhos, em Braga. A casa funcionou sempre como residência secundária enquanto pertenceu à Família Melo Pereira Sampaio. No terreiro terá existido a Capela de Nossa Senhora da Graça.

Autor e Data

Paulo Dórdio e Isabel Sereno 1996

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login