Solar de São Sebastião e Capela

IPA.00034712
Portugal, Ilha de São Miguel (Açores), Ribeira Grande, Rabo de Peixe
 
Casa abastada setecentista, de planta retangular com capela separada, mas comunicantes por passadiço. Segundo Santos Simões, os painéis de azulejos da frontaria e da fachada lateral direita podem considerar-se de produção lisboeta vulgar, de cerca de 1750, com pintura azul convencional copiando estampa ou registo devoto. Possivelmente, o painel com o Pentecostes colocado na nave é um pouco anterior e apresenta um desenho mais tosco. Os azulejos da capela-mor integram-se na produção de meados do séc. 18 e possuem cercadura bastante curiosa.
 
Registo visualizado 302 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Residencial unifamiliar  Casa  Casa abastada  

Descrição

Planta retangular irregular composta por casa retangular, capela também retangular, comunicantes por corpo de ligação sobre túnel intermédio, tendo adossados vários corpos. Volumes articulados com coberturas diferenciadas em telhados de duas e uma água, rematadas em beirada simples. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com embasamento de cantaria cunhais apilastrados e terminadas em cornija. Fachada principal virada a SE.. CAPELA de planta retangular composta por nave e capela-mor quadrangular. Fachada principal com friso de cantaria inferior, cunhais apilastrados coroados por pináculos piramidais com bola sobre acrotérios, e terminada em empena, com friso e cornija, truncada por pequeno espaldar volutado, integrando registo de azulejos, azuis e brancos, com representação da imagem do orago, moldurada a cantaria e sobreposta por cruz latina. É rasgada por portal de verga reta, alta, sobre pilastras, encimado por friso decorado com pontas de diamante, florões e atributos do orago, e cornija sobreposta por dois pináculos piramidais com bola relevados. Sobre o portal surge janela retangular, com moldura terminada em cornija, de onde partem dois frisos laterais de ligação ao remate da fachada. À esquerda dispõe-se campanário de dois registos, o segundo com vão em arco de volta perfeita, sobre pilares, desnudo, rematado em friso e cornija reta, sobreposta por pináculos piramidais com bola e elementos decorativo central. No INTERIOR, a nave tem nas paredes laterais dois registos de azulejos azuis e brancos com representação hagiográfica, púlpito e um vão em arco para pequeno compartimento no lado do Evangelho e cobertura de madeira. A capela-mor tem as paredes revestidas a azulejos de figura avulsa, do tipo estrelinha, formando tapete, e é coberta a abóbada de berço, formando caixotões.

Acessos

Largo de São Sebastião; EM 513-3; Rua de São Sebastião

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, adossado, no limite exterior do núcleo de Rabo de Peixe, junto à estrada paralela ao oceano de ligação a Calhetas. A casa possui a fachada principal delimitada por alto muro em L, desenvolvendo-se em frente da capela adro retangular, pavimentado a paralelos e vedado por muro, pintado de branco e capeado a cantaria, com acesso frontal.

Descrição Complementar

Os acrotérios dos pináculos sobre o portal da capela têm a data de "1712" inscrita separadamente. O registo de azulejos da fachada principal (de 4 x 3 azulejos), representa o martírio de São Sebastião, com um anjo segurando uma palma e uma coroa, delimitado por tarja azul. Na fachada lateral esquerda, o painel (também de 4 x 3 azulejos), representa São Sebastião já martirizado, com vários querubins laterais. Na nave existe um outro painel alusivo ao orago, semelhante aos anteriores, e um outro (de 7 x 6 azulejos) com representação de um Pentecostes. Os azulejos de figura avulsa que revestem a capela-mor possuem a representação de pássaros, flores, urnas, cestos, coelhos, barcos, etc.

Utilização Inicial

Residencial: casa

Utilização Actual

Residencial: casa

Propriedade

Privada: pessoa singular (casa) / Privada: Igreja Católica (Diocese de Angra) (capela)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1712 - data inscrita nos acrotérios dos pináculos nos cunhais da capela provavelmente assinalando a sua construção; 1722, 05 janeiro - escritura de Sebastião de Arruda da Costa deixa como vínculo para o seu filho, as casas, terras e a ermida de São Sebastião; 1740, cerca - colocação dos registos de azulejos na nave; 1750 - colocação dos painéis de azulejos nas fachadas N. e E..

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura de alvenaria de pedra rebocada e pintada de branco; embasamento, colunelos, frisos, cornijas, molduras dos vãos, elementos decorativos, cruz e abóbada em cantaria de basalto; portas e caixilharia de madeira; vidros simples; registos e silhar de azulejos; guardas e grades em ferro; cobertura de telha.

Bibliografia

CANTO, E. - "Notícia sobre as igrejas, ermidas e altares da ilha de São Miguel". In Insulana. Ponta Delgada: Instituto Cultural de Pontada Delgada, 2000, n.º LVI, p. 235; COSTA, Carreiro da - História das Igrejas e Ermidas dos Açores; Ponta Delgada: Jornal Açores, 1955; SIMÕES, J. M. dos Santos - Azulejaria Portuguesa nos Açores e na Madeira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1963; "Solar de São Sebastião" (http://www.inventario.iacultura.pt/smiguel/ribeira-grande-fichas/22_189_26.html), [consultado em 02-07-2013].

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

IHRU: SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Paula Noé 2013

Actualização

João Faria 2014 (no âmbito da parceria IHRU / Diocese de Angra)
 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login