Capela de Nossa Senhora das Mercês / Ermida de Nossa Senhora das Mercês

IPA.00034446
Portugal, Ilha Terceira (Açores), Angra do Heroísmo, Feteira
 
Capela construída no séc. 17 / 18, de linhas maneiristas, pequenas dimensões e com planta retangular simples, interiormente com iluminação axial. Fachadas com os elementos estruturais sublinhados a policromia ocre, de sabor popular, denotando nítido contraste entre o tratamento da fachada principal e as restantes, muito mais simples. A fachada principal é definida por pilastras coroadas por pináculos, termina em frontão atarracado e é rasgada por portal de verga reta encimado por janela. Na fachada lateral esquerda rasga-se porta travessa, muito estreita, e outra de acesso ao coro, de modinatura recente, enquanto na fachada oposta, se abre uma janela de feitura ainda mais recente. No interior possui retábulo-mor em talha.
Número IPA Antigo: PT071901030129
 
Registo visualizado 124 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Templo  Capela / Ermida  

Descrição

Planta retangular simples, com cobertura homogénea em telhado de duas águas, rematados em beirada simples. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com embasamento pintado a cinzento e os cunhais, cornijas e molduras dos vãos sublinhados a ocre. Fachada principal virada a O., com pilastras nos cunhais, coroados por pináculos tipo pera, e terminada em frontão levemente truncado, coroado por cruz latina em ferro, sobre acrotério. É rasgada por portal de verga reta encimado por janela retangular, ambos com côncavo na moldura. Fachada lateral esquerda rasgada por duas portas de verga reta, uma delas de acesso ao coro-alto, e a oposta rasgada por janela sem moldura e gradeada na zona do retábulo. No INTERIOR possui pavimento lajeado, coro-alto de madeira e retábulo-mor de talha.

Acessos

Feteira; Canada das Mercês

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, adossado, no interior da povoação, adaptado ao declive do terreno, inserido em propriedade vedada por muro de pedra e com portão frontal em ferro, a partir do qual existem patamares cimentados até à capela. À fachada lateral esquerda, com os portais precedidos por amplos degraus, adossa-se perpendicularmente casa térrea retangular e muro com porta de outra construção; quase pegada à fachada direita existe casa de construção recente.

Descrição Complementar

No tímpano possui lápide de mármore com a seguinte inscrição " 4º CENTENÁRIO / 1950 - 1996".

Utilização Inicial

Religiosa: ermida

Utilização Actual

Religiosa: ermida

Propriedade

Privada: Igreja Católica (Diocese de Angra)

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 17 / 18

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1590, cerca - data apontada para a construção da capela primitiva *1; séc. 17 / 18 - época provável da construção da capela; 1863, 10 setembro - decreto cria o curato da Feteira, que então tinha 300 pessoas, não comportando a ermida o número de fiéis; escolhe-se um lugar mais central e próximo da estrada real para a construção de uma igreja; 1868, 20 maio - bênção do novo templo; por esta data, a capela pertencia a Inácio Toste Parreira, filho de António Martins Coelho e de Veríssima Plácida Parreira, o qual não autorizou a transferência da imagem de Nossa Senhora das Mercês para a igreja, que ficou com o mesmo orago; 1996 - colocação da lápide na fachada principal, comemorando o quarto centenário da sua construção.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; embasamento, pilastras, cornijas, molduras dos vãos e pináculos em cantaria basáltica pintada; cruz em ferro; portas e caixilharia de madeira; vidros simples; retábulo de talha; cobertura de telha.

Bibliografia

LUCAS, padre Alfredo - As Ermidas da ilha Terceira. Angra do Heroísmo: 1976; MERELIM, Pedro de - As 18 paróquias de Angra. Sumário Histórico. Angra do Heroísmo: tipografia Minerva Comercial, 1974; SAMPAIO, Alfredo da Silva - Memória Sobre a Ilha Terceira. Angra do Heroísmo: Imprensa Municipal, 1904.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. *1 - Segundo o Padre Alfredo Sampaio, a capela das Mercês teria sido construída por volta de 1590, na Canada das Vinhas, a expensas do Padre Manuel Martins Coelho Baião, vigário da Ribeirinha, onde o lugar da Feteira se integrava. Contudo, o Padre Alfredo Lucas não concorda e diz que o padre viveu mais tarde, em 1845. O mesmo autor levanta a hipótese do Padre Manuel Baião ter vendido ou doado a capela das Mercês à família dos Parreiras, então seus paroquianos, em meados do séc. 19, explicando-se assim a sua oposição à transferência da imagem do orago para a igreja.

Autor e Data

Paula Noé 2013

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login