Império do Espírito Santo do Terreiro

IPA.00033790
Portugal, Ilha Terceira (Açores), Angra do Heroísmo, São Mateus da Calheta
 
Arquitetura religiosa, oitocentista. Império de planta retangular, interiormente de espaço único, construído sobre soco, tendo adossado lateralmente a despensa. Apresenta a fachada principal rematada em platibanda plena e frontão triangular, rematado por coroa do Espírito Santo, rasgada por porta e, a lateral direita, terminada em platibanda plena, rasgada por duas janelas de peitoril, com guarda de peito. Os elementos estruturais e decorativos são sublinhados por policromia azul, bordeaux, rosa e amarelo, de sabor popular. Edifício da despenda com fachadas de um piso, a principal rasgada por porta entre janelas de peitoril.
Número IPA Antigo: PT071901130099
 
Registo visualizado 469 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Religioso  Império    

Descrição

Império de planta retangular simples, tendo adossado à fachada lateral esquerda a despensa, igualmente retangular, com volumes escalonados e coberturas diferenciadas em telhados de duas águas no império e de uma na despensa, rematadas em beirada simples ou dupla, respetivamente. Fachadas rebocadas e pintadas de branco, com soco e faixa a preto, cunhais e molduras dos vãos pintados de amarelo e cornijas e elementos decorativos em dois tons de azul, rosa e bordeaux. Fachada principal virada a E.. Império com fachadas desenvolvidas sobre soco, e de cunhais apilastrados, na fachada principal duplas e criando re-entrância intermédia, sustentando platibanda plena, definida por cornijas, e frontão triangular, assente em falsas mísulas de acantos, e rematado por coroa do Espírito Santo; na platibanda existe inscrição e o tímpano é decorado por cartela com pomba do Espírito Santo, envolvida por acantos relevados. Sobre os cunhais dispõem-se vasos. É rasgada por porta de verga reta, moldurada, encimada por cornija reta assente em consolas, com porta pintada de branco e almofadas a azul. É ladeado por elementos relevados alusivos ao bodo: bolo e pão, no lado esquerdo, e jarro e caneca de vinho, no lado direito. Fachada lateral direita terminada em platibanda plena, tendo igualmente falsas mísulas em voluta no alinhamento dos cunhais; é rasgada por duas janelas de peitoril, retilíneas e de moldura percorrida por frisos, com guarda de peito em ferro, ornada de motivos vegetalistas e pintada de azul. Fachada posterior cega e terminada em empena. DESPENSA com fachada principal de um piso, rasgado por três vãos de verga abatida, moldurados, correspondendo a porta entre duas janelas de peitoril, estas com bandeira.

Acessos

São Mateus da Calheta,Terreiro

Protecção

Inexistente

Enquadramento

Urbano, adossado a construção, disposto de gaveto, com a fachada lateral direita formando frente de rua, sem elemento separador, e a frontaria virada a terreiro, pavimentado a paralelos, parcialmente delimitado e protegido por estrutura tubular em ferro, e no centro do qual se ergue coreto. Do outro lado da estrada, ergue-se a N. fonte tipo nicho. O império implanta-se a O. do núcleo central da povoação, nas imediações de falésia, tendo acesso por escada de perfil curvo, formada por quatro degraus, pintados de preto. Junto à despenda existem dois bancos de madeira.

Descrição Complementar

No entablamento da fachada principal existe a data de "1873" inscrita. O CORETO possui planta hexagonal, de volume simples, composto por base em betão e cobertura em telhado de telha, rematado por pomba. Base com paramentos rebocados e pintados de branco, com almofadas em losango concêntricas, pintadas de amarelo e rosa, e cunhais de amarelo. Sobre a base corre guarda em ferro, pintada de azul, sobreposta por coroas do Espírito Santo, interrompida na face posterior para dar acesso ao interior, possuindo em cada ângulo plintos cilíndricos, de molduras pintadas de azuis e amarelo, sustentando colunas de sustentação da estrutura, com cornija pintada de azul. A almofada frontal do coreto é sobreposta por azulejos com a data da sua construção "2010". No interior, tem pavimento de cimento e cobertura de madeira sobre travejamento. FONTE de planta retangular e corpo rebocado e pintado de branco, com os elementos estruturais e decorativos sublinhados a azul e a rosa. A face principal apresenta pilastras almofadadas nos cunhais, com duplos capitéis, sustentando o remate em frontão angular, possuindo no tímpano elementos fitomórficos e filactera relevados. Ao centro abre-se alto nicho, interiormente concheado e com uma bica aplicada em almofada retangular, albergando tanque sobrelevado e com frontal pintado de azul.

Utilização Inicial

Religiosa: império do Divino Espírito Santo

Utilização Actual

Religiosa: império do Divino Espírito Santo

Propriedade

Privada: Irmandade

Afectação

Sem afetação

Época Construção

Séc. 19

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

1873 - data inscrita na platibanda assinalando a construção do império; séc. 19 - época provável da construção da fonte nas imediações do império; 2010 - data da construção do coreto existente na praça.

Dados Técnicos

Sistema estrutural de paredes portantes.

Materiais

Estrutura rebocada e pintada; portas e caixilharia de madeira; vidros simples; guardas em ferro; cobertura de telha.

Bibliografia

CAMPOS, João dos Santos de Sousa - Para uma explicação da arquitectura dos Impérios do Espírito Santo. Porto: s.n., 2002. Dissertação de Mestrado em Relações Internacionais, apresentada à Universidade Aberta, texto policopiado; LOPES, Tenente-coronel Frederico, Memória sobre as Festas do Espírito Santo na ilha Terceira dos Açores, Sep. do vol. 15 do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Angra do Heroísmo, Tipografia Andrade, s.d..

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

SIPA

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Paula Noé 2012

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login