Hotel Portugal / Edifício Nauticus

IPA.00033743
Moçambique, Nampula, Nampula, Nampula
 
Arquitectura residencial, do século 20. Edifício de gaveto, formado por dois volumes, o lateral apresentando brise-soleils na fachada lateral e na principal um reticulado de betão pontuado ao nível da cimalha por avançado de betão, marcando ritmicamente o volume.
Número IPA Antigo: MZ910719000025
 
Registo visualizado 205 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Edifício  Comercial e turístico  Unidade hoteleira  Hotel  

Descrição

Planta em forma de L com cobertura plana. Formado por dois volumes, apresenta no de menor dimensões (porém o mais icónica), voltado à Avenida da Independência, uma fachada integralmente revestida, ao nível dos pisos superiores, por brise-soleils. O volume principal apresenta ao nível da fachada uma grelha geométrica de betão constituída pelos avanços que formam as varandas. Esta fachada é pontuada superiormente por avanços de betão, ao nível da cimalha, ritmando o volume.

Acessos

Avenida Francisco Manyanga, Avenida da Independência

Protecção

Enquadramento

Urbano, isolado. Localiza-se num lote de gaveto de um quarteirão delimitado pela Avenida Francisco Manyanga (antiga Avenida António Enes, uma das principais artérias de Nampula), Avenida da Independência, Avenida do Trabalho e Rua da Mueda.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Comercial e turística: hotel

Utilização Actual

Residencial: edifício / Serviços: edifício de escritórios

Propriedade

Afectação

Época Construção

Séc. 20

Arquitecto / Construtor / Autor

ARQUITETO: Amâncio Miranda Guedes "Pancho Guedes" (1960 / 1970)

Cronologia

1960, década - data provável da construção do edifício, segundo projecto da autoria do arquiteto Pancho Guedes.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

MATTOSO, José (dir.), Património de Origem Portuguesa no Mundo, arquitetura e urbanismo: África, Mar Vermelho e Golfo Pérsico, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2010, p. 571.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

Observações

EM ESTUDO. Segundo Pancho Guedes, a obra de Frank Lloyd Wright terá servido de inspiração para a conceção deste edifício. Parte do edifício pertence à MCel, empresa de telecomunicações moçambicana.

Autor e Data

Tiago Lourenço 2012 (projeto FCT PTDC/AURAQI/104964/2008 "Gabinetes Coloniais de Urbanização: Cultura e Prática Arquitectónica")

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login