Calçadinha Romana de São Brás de Alportel

IPA.00031589
Portugal, Faro, São Brás de Alportel, São Brás de Alportel
 
Via romana de restam dois troços, o troço A correspondendo à remodelação oitocentista e o troço B à época romana. Integraria o Itinerário XXI de Antonino, uma das mais importantes vias romanas do Sul da antiga província da Lusitânia.
Número IPA Antigo: PT050812010011
 
Registo visualizado 396 vezes desde 27 Julho de 2011
 
   
   

Registo

 
Edifício e estrutura  Estrutura  Transportes  Via  Via romana  

Descrição

Vestígios de via com uma extensão de c. de 1350m dividida em dois troços: o troço A com c. de 100m e o troço B com c. de 250m, parcialmente calcetado.

Acessos

Rua do Matadouro, a partir do Centro Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha (v. PT050812010012), a c. de 400m encontra-se o troço A; no final deste seguir por passagem inferior e depois pelo caminho de terra batida asfaltada até ao troço B.

Protecção

Categoria: SIP - Sítio de Interesse Público / ZEP / Zona "non aedificandi", Portaria n.º 740-AU/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 de 24 dezembro 2012

Enquadramento

Periurbano, rural, num vale a S. da povoação. Troço A ladeado por valados de pedra da região. Nas imediações foram descobertas algumas sepulturas, uma delas, segundo o espólio nela encontrado, seria de um soldado romano.

Descrição Complementar

Utilização Inicial

Transportes: via romana

Utilização Actual

Cultural e recreativa: marco histórico-cultural

Propriedade

Afectação

Época Construção

Época romana

Arquitecto / Construtor / Autor

Desconhecido.

Cronologia

Época romana - edificação da via que partia da cidade de Ossonoba (Faro), dirigindo-se para N. passando pelas villae romanas de Milreu (Faro) e de Vale do Joio (São Brás/ Faro); Séc. 19, 1º quartel - a via sofre remodelações provavelmente ordenadas pelo Bispo D. Francisco Gomes do Avelar, a c. de 15 Km de Faro, distância ideal para se localizarem estações de muda e, segundo Vegécio, a que um exército percorreria diariamente em marcha lenta; 1860 - progressivo abandono da via na sequência da construção da estrada moderna, passando a ser utilizada apenas como caminho pedonal e de travessia de rebanhos, 2002 - candidatura do Projecto do Centro Explicativo e de Acolhimento da Calçadinha à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Comunitário PROAlgarve, e cujo custo global ascende aos 335.600 euros; 2006, 27 julho - Proposta de classificação pela CM de São Brás de Alportel; 2006, 12 setembro - Parecer favorável à classificação pelo IPArqueologia; 2006, 26 outubro - Proposta de abertura do processo de classificação pelo IPPAR/DRFaro; 2006, 8 novembro - Despacho de abertura do processo de classificação pela Vice-Presidente do IPPAR; 2009, 30 novembro - Proposta da DRCAlgarve para a classificação como IIP - Imóvel de Interesse Público e de ZEP; 2010, 11 fevereiro - Proposta de ZEP Devolvida à DRCAlgarve por despacho do Diretor do IGESPAR, para aplicação do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206 de 23-10-2009; 2012, 23 maio - Proposta da DRCAlgarve para a classificação como MIP - Monumento de Interesse Municipal e nova propsta de ZEP; 2012, 17 setembro - Anúncio n.º 13424/2012, publicado no DR, 2.ª série, n.º 180, de projeto de decisão de classificação como SIP e fixação de ZEP.

Dados Técnicos

Materiais

Bibliografia

BERNARDES, João Pedro e OLIVEIRA, Luís Filipe, A “Calçadinha” de São Brás de Alportel e a Antiga Rede Viária do Algarve Central, 2002 (não consultado); PEREIRA, Angelina, A “Calçadinha” de São Brás de Alportel - Resultados dos Trabalhos Arqueológicos de Valorização de 2003-2005” in Actas das I Jornadas As Vias do Algarve - da época à actualidade, Câmara Municipal de São Brás de Alportel, 2006, pp. 62 - 70 (não consultada); SILVA, Bruno, BORGES, Borges e PEREIRA, José António, “Ligação de São Brás de Alportel por Estói e Conceição à ETAR nascente de Faro - trabalhos arqueológicas no âmbito do Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve” in Actas das I Jornadas As Vias do Algarve - da época à actualidade, Câmara Municipal de São Brás de Alportel, 2006, pp. 75 - 80 (não consultada); http://www.calcadinha.cm-sbras.pt.

Documentação Gráfica

Documentação Fotográfica

Documentação Administrativa

Intervenção Realizada

CMSBA: 2002 - 2011 - Projecto de Estudo e Valorização: 1ª fase - trabalhos arqueológicos e de investigação do património arqueológico; remoção e limpeza das terras sedimentares e da vegetação acumulados; arranjo urbanístico do acesso ao local (desde o Centro Histórico da Vila e desde o futuro centro) e o calcetamento dos respectivos acessos; a manutenção e limpeza da Calçadinha e desobstrução do troço ainda não visível da via; criação de percursos pedestres. 2ª fase (em curso) - Implementação de centro Explicativo e de Interpretação a funcionar no Antigo Matadouro (v. PT050812010012); continuação dos trabalhos arqueológicos iniciados, agora no Troço B.

Observações

EM ESTUDO

Autor e Data

Rosário Gordalina 2011

Actualização

 
 
 
Termos e Condições de Utilização dos Conteúdos SIPA
 
 
Registo| Login